Australian Open de 2022

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Australian Open de 2021
Detalhes
Data 17 a 30 de janeiro
Edição 110ª
Local Melbourne Park
Austrália Melbourne, Austrália
Organização Federação Internacional de Tênis (ITF)
Tennis Australia
Direção Craig Tiley
Categoria Grand Slam
Piso duro (GreenSet)
Premiação total A$ 75.000.000
Campeões
Profissionais
Simples masculino Espanha Rafael Nadal
Simples feminino Austrália Ashleigh Barty
Duplas masculinas Austrália Thanasi Kokkinakis
Austrália Nick Kyrgios
Duplas femininas Chéquia Barbora Krejčíková
Chéquia Kateřina Siniaková
Duplas mistas França Kristina Mladenovic
Croácia Ivan Dodig
Juvenis
Simples masculino Estados Unidos Bruno Kuzuhara
Simples feminino Croácia Petra Marčinko
Duplas masculinas Estados Unidos Bruno Kuzuhara
Hong Kong Coleman Wong
Duplas femininas Estados Unidos Clervie Ngounoue
Rússia Diana Shnaider
Cadeirantes
Simples masculino Japão Shingo Kunieda
Simples feminino Países Baixos Diede de Groot
Simples tetraplégico Países Baixos Sam Schröder
Duplas masculinas Reino Unido Alfie Hewett
Reino Unido Gordon Reid
Duplas femininas Países Baixos Diede de Groot
Países Baixos Aniek van Koot
Duplas tetraplégicas Reino Unido Andy Lapthorne
Estados Unidos David Wagner
Edições
Australian Open
2021
2023
Grand Slam

O Australian Open de 2022 é um torneio de tênis disputado nas quadras duras do Melbourne Park, em Melbourne, na Austrália, entre 17 e 30 de janeiro. Corresponde à 52ª edição da era aberta e à 108ª de todos os tempos.[1]

Rafael Nadal e Ashleigh Barty venceram os títulos de simples.[2][3] O tenista espanhol se tornou o maior vencedor de sua modalidade, com 21 títulos, após desempatar o número contra Roger Federer, machucado, e Novak Djokovic, número 1 do mundo e defensor do troféu, que foi deportado um dia antes do início da chave principal pela falta de vacinação contra COVID-19. Já Barty, líder do ranking feminino, se tornou a primeira simplista da casa a levar o Australian Open depois de 44 anos. Também entrou no seleto grupo de jogadoras com Slam nos três diferentes pisos.

Nas duplas, mais festa caseira, com Thanasi Kokkinakis e Nick Kyrgios triunfando em uma final 100% australiana.[4] As cabeças nº 1 Barbora Krejčíková e Kateřina Siniaková confirmaram a dominância no circuito ao despacharem a cazaque Anna Danilina e a brasileira Beatriz Haddad Maia, parceria montada de última hora.[5] Nas mistas, os multicampeões de Slam, tanto ao lado de homens quanto de mulheres, a francesa Kristina Mladenovic e o croata Ivan Dodig venceram em sets diretos na final contra outra equipe australiana.[6]

Impacto da pandemia de COVID-19[editar | editar código-fonte]

A pandemia de COVID-19 levou à criação do COVIDSafe, um conjunto de medidas que deveriam ser seguidas pelos atletas e público que, de forma geral, aponta que todas as pessoas com 12 anos ou mais devem ter o certificado de vacinação ou um certificado de isenção da imunização. A organização também recomenda lavar ou desinfetar as mãos adequadamente, usar uma máscara, a menos que esteja comendo ou bebendo, e manter o distanciamento de 1,5m sempre que possível.[7]

Vacinação contra COVID-19, conflitos de visto e outras controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 4 de janeiro de 2022, o defensor do título Novak Djokovic anunciou que jogaria o Australian Open depois de receber uma isenção médica da vacinação obrigatória contra COVID-19 pela Associação de Tênis da Austrália (Tennis Australia) e pelo departamento de saúde do estado de Vitória.[8][9] No entanto, a ministra de Assuntos Internos Karen Andrews afirmou que, independente da decisão da Tennis Australia e de Vitória, os requisitos de fronteira da Austrália ainda seriam analisados pelo governo federal, ou seja, que indivíduos não vacinados que entram no país "devem fornecer prova legítima de que não podem ser vacinados por razões médicas".[8]

Em 5 de janeiro, Djokovic foi detido pelo Serviço de Migração ao chegar à Austrália e determinado a não atender aos requisitos de entrada para viajantes não vacinados.[10] Seus advogados solicitaram uma liminar contra a deportação para recorrer da recusa do visto. Isso permitiu que Djokovic permanecesse confinado em um hotel de detenção até o resultado do recurso.[11][12] Em 10 de janeiro, o Tribunal Federal decidiu contra o governo por motivos processuais, ordenando o fim da detenção e que o governo pagasse as despesas legais.[13] A razão para a decisão foi que, quando Djokovic estava em espera na imigração, antes do visto ser cancelado, as autoridades rejeitaram um acordo para dar ao jogador tempo suficiente de entrar em contato com os advogados e autoridades de tênis antes de sua entrevista oficial; isso levou o governo australiano a admitir que tratou Djokovic de forma inadequada.[14]

Vinte e cinco outros jogadores e membros de suas equipes solicitaram isenções médicas; algumas foram concedidas. Entre eles, duas pessoas com o mesmo tipo de visto e isenção de Djokovic teriam sido autorizadas a entrar no país.[15] A tenista tcheca Renata Voráčová foi uma das dispensadas e autorizadas a entrar no país. Ela havia participado de um torneio de aquecimento, em Melbourne, mas foi posteriormente detida no mesmo hotel que Djokovic e deportada em 8 de janeiro.[16] Filip Serdarusic, treinador de tênis com a mesma isenção, também foi autorizado a entrar, mas deixou o país voluntariamente.[17][18]

A opinião pública na Austrália, sobre um atleta não vacinado ter a entrada permitida, enquanto muitos australianos permanecem retidos no exterior devido à pandemia,[19] para participar de um evento em que os espectadores não podem participar a menos que estejam totalmente vacinados, foi extremamente negativa.[20][21] Pesquisas publicadas em jornais mostram que 71% dos entrevistados não queriam que Djokovic ficasse.[22]

Em 14 de janeiro, Alex Hawke, ministro australiano de Imigração, Cidadania, Serviços de Migrantes e Assuntos Multiculturais, exerceu seus poderes sob a Lei de Migração de 1958 para cancelar o visto de Djokovic, alegando "razões de saúde e boa ordem, com base no interesse público em fazê-lo".[23] Um pedido de revisão da decisão foi interposto na Justiça Federal, sendo indeferido em 16 de janeiro, descartando a participação de Djokovic no Australian Open de 2022.[24][25] Djokovic disse que estava "extremamente decepcionado" com a decisão, mas a aceitou e saiu do país naquela noite.[26][27] O italiano Salvatore Caruso, nº 150 do mundo, assumiu o lugar na chave como lucky loser.[28]

Durante o torneio. camisetas com os dizeres "Onde está Peng Shuai?" foram proibidas nas instalações.[29] Após protestos, a decisão foi revertida.[30]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Estes foram os países e regiões, e seus respectivos meios de comunicação, que transmitiram esta edição do torneio:[31]

Pontuação e premiação[editar | editar código-fonte]

Distribuição de pontos[editar | editar código-fonte]

ATP[33] e WTA[34] informam suas pontuações em Grand Slam, distintas entre si, em simples e em duplas. A ITF responde exclusivamente pelos juvenis[35] e cadeirantes.[36]

Considerado torneio amistoso, o de duplas mistas não gera pontos.

No juvenil, os simplistas jogam duas fases de qualificatório, mas só os que passam à chave principal pontuam. Em duplas, a pontuação é por jogador. A partir da fase com 16, os competidores recebem pontos adicionais de bônus (os valores da tabela já somam as duas pontuações).

Profissional[editar | editar código-fonte]

Evento V F SF QF R16 R32 R64 R128 Q Q3 Q2 Q1
Simples masculino 2000 1200 720 360 180 90 45 10 25 16 8 0
Duplas masculinas 0
Simples feminino 1300 780 430 240 130 70 10 40 30 20 2
Duplas femininas 10

Premiação[editar | editar código-fonte]

A premiação geral aumentou 5% em relação a 2021. Os títulos de simples tiveram um acréscimo de A$ 125.000 cada.

Entre os cadeirantes, além de simples e duplas, há a adição dos mesmos eventos para tetraplégicos, o que também ocorre no US Open. Contudo, os valores dos prêmios não foram detalhados, constando o total em "Outros eventos". Os juvenis não são pagos.[37][38]

Evento V F SF QF Últimos 16 Últimos 32 Últimos 64 Últimos 128 Q3 Q2 Q1
Contemplados 1 1 2 4 8 16 32 64 16 32 64
Simples (2) A$ 2.875.000 A$ 1.575.000 A$ 895.000 A$ 538.500 A$ 328.000 A$ 221.000 A$ 154.000 A$ 103.000 A$ 53.500 A$ 35.500 A$ 25.250
Duplas (2) A$ 675.000 A$ 360.000 A$ 205.000 A$ 113.000 A$ 65.250 A$ 45.100 A$ 30.050
Duplas mistas A$ 154.500 A$ 87.550 A$ 46.350 A$ 24.750 A$ 12.350 A$ 6.450

Total dos eventos acima: A$ 68.204.150

Outros eventos + per diem (estimado): A$ 6.795.850

Total da premiação: A$ 75.000.000

Cabeças de chave[editar | editar código-fonte]

Cabeças baseados(as) nos rankings de 10 de janeiro de 2022. Os rankings e pontos são de 17 de janeiro de 2022.[39][40]

Em verde, o(s) cabeça(s) de chave campeão(ões). Em vermelho, o(s) vice-campeão(ões).

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Como resultado de ajustes relacionados à pandemia no sistema de classificação e alterações no calendário do circuito ATp em 2020 e 2021, os jogadores terão os seguintes ajustes potenciais em seus pontos de classificação após o torneio:

  • Os jogadores que estiverem defendendo pontos do torneio de 2020 em que forem mais altos terão essa campanha descartada em 31 de janeiro de 2022;

esses pontos serão substituídos pelo maior de seus pontos de 2021 ou 2022 (pontos de 2021 ainda serão válidos no final do torneio de 2022 porque o torneio de 2021 atrasou para três semanas - aconteceu em fevereiro; pontos de 2020 e 2021 idênticos dentro do mesmo resultado também serão descartados em 21 de fevereiro de 2022);

  • Os jogadores que estão defendendo pontos do torneio de 2021 terão eles substituídos pelos de 2022 apenas se estes forem maiores;
  • Os jogadores que tiverem pontos do torneio de 2021 ainda contando para sua classificação em 31 de janeiro de 2022 terão eles reduzidos em 21 de fevereiro de 2022 (52 semanas após o torneio de 2021); quaisquer pontos de 2021 serão substituídos pelos de 2022 nesse momento;[41]
  • Os jogadores que não estiverem defendendo pontos dos torneios de 2020 ou 2021 terão seu 19º melhor resultado substituído pelos pontos do torneio de 2022.
Cabeça Ranking Jogador Pontos
anteriores
Pontos
de 2020
Pontos
de 2021
Pontos
conquistados
Nova
pontuação
Eliminado
na
Eliminado por
2 2 Rússia Daniil Medvedev 8.935 180 1.200 1.200 8.935 F Espanha Rafael Nadal [6]
3 3 Alemanha Alexander Zverev 7.970 720 360 180 7.610† 4ª fase Canadá Denis Shapovalov [14]
4 4 Grécia Stefanos Tsitsipas 6.540 180 720 720 6.540 SF Rússia Daniil Medvedev [2]
5 6 Rússia Andrey Rublev 4.785 180 360 90 4.785† 3ª fase Croácia Marin Čilić [27]
6 5 Espanha Rafael Nadal 4.875 360 360 2.000 6.515 Campeão
7 7 Itália Matteo Berrettini 4.568 45 180 720 5.108 SF Espanha Rafael Nadal [6]
9 9 Canadá Félix Auger-Aliassime 3.608 10 180 360 3.788 QF Rússia Daniil Medvedev [2]
10 11 Polónia Hubert Hurkacz 3.336 45 10 45 3.336 2ª fase França Adrian Mannarino
11 10 Itália Jannik Sinner 3.390 45 10 360 3.705 QF Grécia Stefanos Tsitsipas [4]
12 12 Reino Unido Cameron Norrie 2.900 10 90 10 2.900† 1ª fase Estados Unidos Sebastian Korda
13 13 Argentina Diego Schwartzman 2.730 180 90 45 2.640 2ª fase Austrália Christopher O'Connell [WC]
14 14 Canadá Denis Shapovalov 2.593 45 90 360 2.863 QF Espanha Rafael Nadal [6]
15 18 Espanha Roberto Bautista Agut 2.385 90 10 90 2.385 3ª fase Estados Unidos Taylor Fritz [20]
16 19 Chile Cristian Garín 2.375 45 0 90 2.420 3ª fase França Gaël Monfils [17]
17 20 França Gaël Monfils 2.373 180 10 360 2.553 QF Itália Matteo Berrettini [7]
18 15 Rússia Aslan Karatsev 2.553 745 90 2.553† 3ª fase França Adrian Mannarino
19 21 Espanha Pablo Carreño Busta 2.305 90 90 180 2.395 4ª fase Itália Matteo Berrettini [7]
20 22 Estados Unidos Taylor Fritz 2.175 90 90 180 2.265 4ª fase Grécia Stefanos Tsitsipas [4]
21 23 Geórgia Nikoloz Basilashvili 2.051 45 10 10 2.015 1ª fase Reino Unido Andy Murray [WC]
22 25 Estados Unidos John Isner 1.881 90 0 10 1.801 1ª fase Estados Unidos Maxime Cressy
23 29 Estados Unidos Reilly Opelka 1.775 10 45 90 1.821 3ª fase Canadá Denis Shapovalov [14]
24 24 Reino Unido Daniel Evans 1.957 45 10 90 2.002 3ª fase Canadá Félix Auger-Aliassime [9]
25 26 Itália Lorenzo Sonego 1.860 10 45 90 1.905 3ª fase Sérvia Miomir Kecmanović
26 28 Bulgária Grigor Dimitrov 1.821 90 360 45 1.821† 2ª fase França Benoît Paire
27 27 Croácia Marin Čilić 1.840 180 10 180 1.840 4ª fase Canadá Félix Auger-Aliassime [9]
28 30 Rússia Karen Khachanov 1.748 90 90 90 1.748 3ª fase Espanha Rafael Nadal [6]
29 40 França Ugo Humbert 1.318 10 45 10 1.318† 1ª fase França Richard Gasquet
30 33 África do Sul Lloyd Harris 1.473 10 90 10 1.473† 1ª fase Estados Unidos Aleksandar Vukic [WC]
31 31 Espanha Carlos Alcaraz 1.609 (10)§ 70 90+6 1.625 3ª fase Itália Matteo Berrettini [7]
32 42 Austrália Alex de Minaur 1.316 0 90 180 1.406 4ª fase Itália Jannik Sinner [11]
Desistências[editar | editar código-fonte]
Ranking Jogador Pontos
anteriores
Nova
pontuação
Motivo
1 Sérvia Novak Djokovic 11.015 9.015† Cancelamento do visto e deportação[42][nota 1]
8 Noruega Casper Ruud 4.155 4.155† Torção no tornozelo[43][nota 2]
16 Áustria Dominic Thiem 2.410 1.390 Lesão no punho direito[44]
17 Suíça Roger Federer 2.385 1.665 Cirurgia no joelho direito[45]

† A pontuação de 2020 será substituída pela de 2021, que será descartada três semanas após o término do torneio de 2022. § O jogador defende pontos de um torneio ITF de 2020, que será substituído pelo seu próximo melhor resultado.

Feminino[editar | editar código-fonte]

Conforme anunciado pela WTA em setembro de 2021, os pontos do evento de janeiro, fevereiro e março sob o sistema "Melhores de 2020/2021" cairão quando o torneio ocorrer em 2022 ou 52 semanas após o evento de 2021 – o que ocorrer primeiro.[46] Assim, a maior pontuação de 2020 ou 2021 de cada jogadora será substituída por sua pontuação de 2022 no final do torneio.

Cabeça Ranking Jogadora Pontos
anteriores
Pontos
de 2020 ou 2021
Pontos
conquistados
Nova
pontuação
Eliminada
na
Eliminada por
1 1 Austrália Ashleigh Barty 7.111 780 2.000 8.331 Campeã
2 2 Bielorrússia Aryna Sabalenka 5.698 240 240 5.698 4ª fase Estónia Kaia Kanepi
3 3 Espanha Garbiñe Muguruza 5.425 1.300 70 4.195 2ª fase França Alizé Cornet
4 4 Chéquia Barbora Krejčíková 5.213 110 430 5.553 QF Estados Unidos Madison Keys
5 8 Grécia Maria Sakkari 4.071 240 240 4.071 4ª fase Estados Unidos Jessica Pegula [21]
6 7 Estónia Anett Kontaveit 4.231 430 70 3.871 2ª fase Dinamarca Clara Tauson
7 9 Polónia Iga Świątek 3.916 240 780 4.456 SF Estados Unidos Danielle Collins [27]
8 6 Espanha Paula Badosa 4.264 70+29 240+24 4.429 4ª fase Estados Unidos Madison Keys
10 11 Rússia Anastasia Pavlyuchenkova 2.968 430 130 2.668 3ª fase Roménia Sorana Cîrstea
11 13 Estados Unidos Sofia Kenin 2.762 2.000 10 772 1ª fase Estados Unidos Madison Keys
12 12 Cazaquistão Elena Rybakina 2.765 130 70 2.705 2ª fase, ab. China Zhang Shuai
13 14 Japão Naomi Osaka 2.696 2.000 130 826 3ª fase Estados Unidos Amanda Anisimova
14 15 Roménia Simona Halep 2.657 780 240 2.117 4ª fase França Alizé Cornet
15 17 Ucrânia Elina Svitolina 2.641 240 130 2.531 3ª fase Bielorrússia Victoria Azarenka [24]
16 20 Alemanha Angelique Kerber 2.517 240 10 2.287 1ª fase Estónia Kaia Kanepi
17 18 Reino Unido Emma Raducanu 2.595 (1)†† 70 2.664 2ª fase Montenegro Danka Kovinić
18 16 Estados Unidos Coco Gauff 2.655 240 10 2.425 1ª fase China Wang Qiang
19 26 Bélgica Elise Mertens 2.091 240 240 2.091 4ª fase Estados Unidos Danielle Collins [27]
20 19 Chéquia Petra Kvitová 2.530 430 10 2.110 1ª fase Roménia Sorana Cîrstea
21 21 Estados Unidos Jessica Pegula 2.474 430 430 2.474 QF Austrália Ashleigh Barty [1]
22 22 Suíça Belinda Bencic 2.415 130 70 2.355 2ª fase Estados Unidos Amanda Anisimova
23 24 Canadá Leylah Fernandez 2.279 40 10 2.249 1ª fase Austrália Maddison Inglis [WC]
24 25 Bielorrússia Victoria Azarenka 2.166 10 240 2.396 4ª fase Chéquia Barbora Krejčíková [4]
25 23 Rússia Daria Kasatkina 2.360 70 130 2.420 3ª fase Polónia Iga Świątek [7]
26 27 Letónia Jeļena Ostapenko 2.035 70 130 2.095 3ª fase Chéquia Barbora Krejčíková [4]
27 30 Estados Unidos Danielle Collins 1.911 70 1.300 3.141 F Austrália Ashleigh Barty [1]
28 32 Rússia Veronika Kudermetova 1.695 130 130 1.695 3ª fase Grécia Maria Sakkari [5]
29 29 Eslovénia Tamara Zidanšek 1.931 70 130 1.991 3ª fase França Alizé Cornet
30 33 Itália Camila Giorgi 1.692 130 130 1.692 3ª fase Austrália Ashleigh Barty [1]
31 41 Chéquia Markéta Vondroušová 1.447 240 130 1.337 3ª fase Bielorrússia Aryna Sabalenka [2]
32 35 Espanha Sara Sorribes Tormo 1.588 70 70 1.588 2ª fase Ucrânia Marta Kostyuk

†† A jogadora não se classificou para a edição de 2020 ou 2021. Assim, a pontuação deduzida é do seu 16o melhor resultado na temporada.

Desistências[editar | editar código-fonte]
Ranking Jogadora Pontos
anteriores
Nova
pontuação
Motivo
5 Chéquia Karolína Plíšková 4.582 4.452 Lesão na mão direita[47]
10 Tunísia Ons Jabeur 3.500 3.070 Lesão na parte inferior das costas[48][nota 3]
28 Estados Unidos Jennifer Brady 1.953 653 Lesão no pé esquerdo[49]
31 Chéquia Karolína Muchová 1.734 954 Lesão no estômago[50]

Duplas[editar | editar código-fonte]

Mistas[editar | editar código-fonte]

Cabeça[55] Ranking[54][52] Equipe[55]
1 19 Estados Unidos Desirae Krawczyk Reino Unido Joe Salisbury
2 20 China Zhang Shuai Austrália John Peers
3 24 Estados Unidos Nicole Melichar-Martinez Colômbia Robert Farah
4 30 Chile Alexa Guarachi Alemanha Tim Pütz
5 38 França Kristina Mladenovic Croácia Ivan Dodig
6 39 Estados Unidos Catherine McNally Reino Unido Jamie Murray
7 38 Sérvia Nina Stojanović Croácia Mate Pavić
8 55 Japão Ena Shibahara Japão Ben McLachlan

Convidados à chave principal[editar | editar código-fonte]

[56]

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino Feminino

Duplas[editar | editar código-fonte]

Masculinas Femininas Mistas

Qualificados à chave principal[editar | editar código-fonte]

O qualificatório aconteceu entre 10 e 14 de janeiro de 2022.[57]

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino Feminino
  1. Moldova Radu Albot
  2. Chile Tomás Barrios Vera
  3. Reino Unido Liam Broady
  4. Japão Taro Daniel
  5. Argentina Tomás Martín Etcheverry
  6. Eslováquia Norbert Gombos
  7. Equador Emilio Gómez
  8. Alemanha Yannick Hanfmann
  9. Cazaquistão Mikhail Kukushkin
  10. Chéquia Jiří Lehečka
  11. Chéquia Tomáš Macháč
  12. Alemanha Maximilian Marterer
  13. Sérvia Nikola Milojević
  14. Cazaquistão Timofey Skatov
  15. Chile Alejandro Tabilo
  16. Argentina Marco Trungelliti
  1. Estados Unidos Hailey Baptiste
  2. Estados Unidos Emina Bektas
  3. Itália Lucia Bronzetti
  4. Espanha Cristina Bucșa
  5. Reino Unido Harriet Dart
  6. Estados Unidos Caroline Dolehide
  7. Países Baixos Arianne Hartono
  8. Coreia do Sul Jang Su-jeong
  9. Eslováquia Viktória Kužmová
  10. Canadá Rebecca Marino
  11. Bulgária Viktoriya Tomova
  12. Itália Martina Trevisan
  13. Ucrânia Lesia Tsurenko
  14. Suíça Stefanie Vögele
  15. Estados Unidos Katie Volynets
  16. China Zheng Qinwen

Lucky losers

  1. Itália Salvatore Caruso
  2. Bósnia e Herzegovina Damir Džumhur
  3. Estados Unidos Ernesto Escobedo
  4. Rússia Roman Safiullin
  5. Portugal João Sousa
  1. Roménia Irina Bara
  2. Japão Nao Hibino

Dia a dia[editar | editar código-fonte]

Eliminações em simples[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Feminino[editar | editar código-fonte]

Finais[editar | editar código-fonte]

Profissional[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave(s)
Simples Masculino Espanha Rafael Nadal Rússia Daniil Medvedev 2–6, 56–7, 6–4, 6–4, 7–5
principal
qualificatório
Feminino Austrália Ashleigh Barty Estados Unidos Danielle Collins 6–3, 7–62
principal
qualificatório
Duplas Masculino Austrália Thanasi Kokkinakis
Austrália Nick Kyrgios
Austrália Matthew Ebden
Austrália Max Purcell
7–5, 6–4
principal
Feminino Chéquia Barbora Krejčíková
Chéquia Kateřina Siniaková
Cazaquistão Anna Danilina
Brasil Beatriz Haddad Maia
36–7, 6–4, 6–4
principal
Misto França Kristina Mladenovic
Croácia Ivan Dodig
Austrália Jaimee Fourlis
Austrália Jason Kubler
6–3, 6–4
principal

Juvenil[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave(s)
Simples Masculino Estados Unidos Bruno Kuzuhara Chéquia Jakub Menšík 7–65, 66–7, 7–5
principal
qualificatório
Feminino Croácia Petra Marčinko Bélgica Sofia Costoulas 7–5, 6–1
principal
qualificatório
Duplas Masculino Estados Unidos Bruno Kuzuhara
Hong Kong Coleman Wong
Estados Unidos Alex Michelsen
Paraguai Adolfo Daniel Vallejo
6–3, 7–63
principal
Feminino Estados Unidos Clervie Ngounoue
Rússia Diana Shnaider
Canadá Kayla Cross
Canadá Victoria Mboko
6–4, 6–3
principal

Cadeirante[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave
Simples Masculino Japão Shingo Kunieda Reino Unido Alfie Hewett 7–5, 3–6, 6–2
principal
Feminino Países Baixos Diede de Groot Países Baixos Aniek van Koot 6–1, 6–1
principal
Tetraplégico Países Baixos Sam Schröder Austrália Dylan Alcott 7–5, 6–0
principal
Duplas Masculino Reino Unido Alfie Hewett
Reino Unido Gordon Reid
Argentina Gustavo Fernández
Japão Shingo Kunieda
6–2, 4–6, [10–7]
principal
Feminino Países Baixos Diede de Groot
Países Baixos Aniek van Koot
Japão Yui Kamiji
Reino Unido Lucy Shuker
7–5, 3–6, [10–2]
principal
Tetraplégico Reino Unido Andy Lapthorne
Estados Unidos David Wagner
Países Baixos Sam Schröder
Países Baixos Niels Vink
2–6, 6–4, [10–7]
principal

Notas

  1. Desistiu depois que a chave foi sorteada. Era o cabeça 1.
  2. Anunciou desistência depois que a chave foi sorteada. Era o cabeça 8.
  3. Anunciou desistência depois que a chave foi sorteada. Era a cabeça 9.

Referências

  1. «Provisional Tournament Schedule» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2022 
  2. «Nadal é campeão do Australian Open e se torna maior vencedor de Grand Slams». globo.com. 30 de janeiro de 2022 
  3. «Ashleigh Barty é campeã no Australian Open e quebra um jejum de 44 anos». lance.com.br. 29 de janeiro de 2022 
  4. «Kyrgios e Kokkinakis faturam na dupla 1º Grand Slam». tenisbrasil.com.br. 29 de janeiro de 2022 
  5. «Bia joga bem, mas perde para melhores do mundo». tenisbrasil.com.br. 30 de janeiro de 2022 
  6. «Mladenovic e Dodig conquistam as duplas mistas». tenisbrasil.com.br. 27 de janeiro de 2022 
  7. «COVIDSafe» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 16 de janeiro de 2022 
  8. a b «Australia: Questions surround Djokovic COVID exemption» (em inglês). dw.com. 5 de janeiro de 2022 
  9. «How did Novak Djokovic get a COVID-19 vaccination exemption to play at the Australian Open?» (em inglês). abc.net.au. 5 de janeiro de 2022 
  10. «ABF investigates two more Tennis Australia medical exemptions after Novak Djokovic's visa cancellation» (em inglês). abc.net.au. 6 de janeiro de 2022 
  11. «Novak Djokovic: Australia cancels top tennis player's visa» (em inglês). bbc.com. 6 de janeiro de 2022 
  12. «Novak Djokovic to remain in immigration detention as lawyers launch court action after Australian Open champion's visa cancellation» (em inglês). abc.net.au. 5 de janeiro de 2022 
  13. «Djokovic's fate in minister's hands after court quashes visa ban» (em inglês). smh.com.au. 10 de janeiro de 2022 
  14. «Novak Djokovic: How tennis player won visa row court case» (em inglês). bbc.com. 10 de janeiro de 2022 
  15. «Tiley says Tennis Australia was caught in a conflict of advice between state and Commonwealth» (em inglês). smh.com.au. 9 de janeiro de 2022 
  16. «Czech tennis player Renata Voráčová deported from Australia after visa cancellation» (em inglês). abc.net.au. 8 de janeiro de 2022 
  17. «Czech tennis player Renata Voracova detained by Australian Border Force» (em inglês). theage.com.au. 7 de janeiro de 2022 
  18. «'Assassination attempt': Novak Djokovic deported, flees Australia» (em inglês). news.com.au. 17 de janeiro de 2022 
  19. «This spat is about more than Novak Djokovic, COVID and tennis: It's about borders and sovereignty» (em inglês). abc.net.au. 8 de janeiro de 2022 
  20. «Novak Djokovic caught in visa bungle on arrival into Melbourne amid Australian Open controversy» (em inglês). cnn.com. 5 de janeiro de 2022 
  21. «Outrage at Novak Djokovic being allowed to play in Australian Open» (em inglês). msn.com. 5 de janeiro de 2022 
  22. «'Send him home': Poll reveals overwhelming support for decision to deport Novak Djokovic» (em inglês). theage.com.au. 16 de janeiro de 2022 
  23. «Immigration Minister Alex Hawke cancels Novak Djokovic's visa ahead of Australian Open» (em inglês). abc.net.au. 14 de janeiro de 2022 
  24. «Novak Djokovic updates: Tennis star 'extremely disappointed' to lose his bid to stay in Australia — as it happened» (em inglês). abc.net.au. 15 de janeiro de 2022 
  25. «Ruled out: Australia deports Djokovic for being unvaccinated» (em inglês). apnews.com. 16 de janeiro de 2022 
  26. «Novak Djokovic: Tennis star deported after losing Australia visa battle» (em inglês). bbc.com. 16 de janeiro de 2022 
  27. «'Assassination attempt': Novak Djokovic deported, flees Australia» (em inglês). news.com.au. 17 de janeiro de 2022 
  28. «Caruso earns Open call-up as lucky loser» (em inglês). pethnow.com.au. 16 de janeiro de 2022 
  29. «Tennis Australia defends decision to confiscate 'Where is Peng Shuai?' T-shirt, banner at Australian Open» (em inglês). abc.net.au. 23 de janeiro de 2022 
  30. «Australian Open: Peng Shuai T-shirt ban reversed after outcry» (em inglês). bbc.com. 25 de janeiro de 2022 
  31. «Broadcast Partners» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2022 
  32. «Com exclusividade, ESPN e Star+ transmitem o Australian Open a partir deste domingo» (em inglês). espnpressroom.com 
  33. «2022 ATP Tour: Media Guide» (pdf) (em inglês). atptour.com. p. 53 (arquivo); 103 (digitalização). Cópia arquivada (PDF) em 18 de dezembro de 2021 
  34. «WTA Tour: 2022 Official Guide - All Time Records» (pdf) (em inglês). wtatennis.com. p. 152 (digitalização). Cópia arquivada (PDF) em 10 de janeiro de 2022 
  35. «2022 ITF World Tennis Tour Juniors Regulations» (pdf) (em inglês). itftennis.com. p. 18 (arquivo); 12 (digitalização). Cópia arquivada (PDF) em 13 de janeiro de 2022 
  36. «2022 Wheelchair Tennis Regulations» (pdf) (em inglês). itftennis.com. p. 67-68 (arquivo); 64-65 (digitalização). Cópia arquivada (PDF) em 13 de janeiro de 2022 
  37. «About the tournament» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2022 
  38. «Australian Open Prize Money 2022» (em inglês). perfect-tennis.com. Cópia arquivada em 16 de janeiro de 2022 
  39. «2022 Australian Open ATP Entry List with Medvedev, Nadal, Zverev and Tsitsipas» (em inglês). tennisuptodate.com. Cópia arquivada em 23 de janeiro de 2022 
  40. «Alphabetic player list: Main draw singles - 2022 Australian Open» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. Cópia arquivada (PDF) em 23 de janeiro de 2022 
  41. «Cincinnati Marks Beginning Of 'Return To Normal' For FedEx ATP Rankings Logic» (em inglês). atptour.com. 4 de agosto de 2021 
  42. «Djokovic tem recurso rejeitado na Justiça e será deportado da Austrália». folha.com.br. 16 de janeiro de 2022 
  43. «Torção no tornozelo tira Ruud do Australian Open». tenisbrasil.com.br. 18 de janeiro de 2022 
  44. «Thiem desiste da disputa do Aberto da Austrália». gazetaesportiva.com. 28 de dezembro de 2021 
  45. «Federer descarta Aberto da Austrália e deve voltar no meio de 2022». gazetaesportiva.com. 17 de novembro de 2021 
  46. «WTA announces ranking system adjustments» (em inglês). wtatennis.com. 4 de setembro de 2021 
  47. «Pliskova é mais uma baixa significativa na Austrália». tenisbrasil.com.br. 15 de dezembro de 2021 
  48. «Com dor nas costas, Jabeur é baixa de última hora». tenisbrasil.com.br. 17 de janeiro de 2022 
  49. «Jennifer Brady pulls out of Australian Open with foot injury, joins growing list of absentees» (em inglês). espn.com. 18 de dezembro de 2021 
  50. «Muchova desiste do Australian Open e só sobra uma semi-finalista da última edição». tenisbrasil.com.br. 21 de dezembro de 2021 
  51. a b «Australian Open 2022 - Men's Doubles» (PDF) (em inglês). protennislive.com. Cópia arquivada (PDF) em 2 de fevereiro de 2022 
  52. a b «Rankings Doubles ATP Tour: 2022.01.17» (em inglês). atptour.com. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2022 
  53. a b «Australian Open 2022 - Women's Doubles» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. Cópia arquivada (PDF) em 2 de fevereiro de 2022 
  54. a b «WTA Tour - Doubles Rankings for 17 January 2022» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. Cópia arquivada (PDF) em 23 de janeiro de 2022 
  55. a b «Draws: Event - Mixed Doubles» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2022 
  56. «Australian Open 2022: Full list of men's and women's singles wildcards ft. Andy Murray» (em inglês). sportskeeda.com. 9 de janeiro de 2022 
  57. «Australian Open 2022 qualifying and tournament draw: Players taking part so far including Murray and Raducanu» (em inglês). nationalworld.com. 12 de janeiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]