Australian Open de 2015

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Australian Open de 2015
Detalhes
Data 19 de janeiro a 1ª de fevereiro
Edição 103ª
Local Melbourne Park
Austrália Melbourne, Austrália
Organização Federação Internacional de Tênis (ITF)
Tennis Australia
Direção Craig Tiley
Categoria Grand Slam
Piso duro (Plexicushion)
Premiação total A$ 40.000.000
Campeões
Profissionais
Simples masculino Sérvia Novak Djokovic
Simples feminino Estados Unidos Serena Williams
Duplas masculinas Itália Simone Bolelli
Itália Fabio Fognini
Duplas femininas Estados Unidos Bethanie Mattek-Sands
República Checa Lucie Šafářová
Duplas mistas Suíça Martina Hingis
Índia Leander Paes
Juvenis
Simples masculino Rússia Roman Safiullin
Simples feminino Eslováquia Tereza Mihalíková
Duplas masculinas Austrália Jake Delaney
Austrália Marc Polmans
Duplas femininas República Checa Miriam Kolodziejová
República Checa Markéta Vondroušová
Cadeirantes
Simples masculino Japão Shingo Kunieda
Simples feminino Países Baixos Jiske Griffioen
Simples tetraplégico Austrália Dylan Alcott
Duplas masculinas França Stéphane Houdet
Japão Shingo Kunieda
Duplas femininas Japão Yui Kamiji
Reino Unido Jordanne Whiley
Duplas tetraplégicas Reino Unido Andrew Lapthorne
Estados Unidos David Wagner
Edições
Australian Open
2014
2016
Grand Slam

O Australian Open de 2015 foi um torneio de tênis disputado nas quadras duras do Melbourne Park, em Melbourne, na Austrália, entre 19 de janeiro e 1º de fevereiro.[1] Foi a 47ª edição da era aberta e a 103ª de todos os tempos.

Stanislas Wawrinka defendia o título masculino de simples, mas perdeu para o tetracampeão do torneio Novak Djokovic nas semifinais. No feminino, Li Na não defendeu seu título porque se aposentou em setembro de 2014.[2] Novak Djokovic conquistou o quinto título australiano derrotando Andy Murray; bateu o recorde de homem com mais títulos neste torneio na era aberta.[3] Serena Williams atingiu a mesma marca no feminino ao ser hexacampeã, superando Maria Sharapova.[4]

Nas duplas, tanto Simone Bolelli e Fabio Fognini quanto Bethanie Mattek-Sands e Lucie Šafářová conquistaram seus primeiros títulos de Slam.[5][6] Os experientes Martina Hingis e Leander Paes faturaram as mistas derrotando os defensores do título Kristina Mladenovic e Daniel Nestor.

Torneio[editar | editar código-fonte]

Em sua 103ª edição, o Australian Open é organizado pela Federação Internacional de Tênis (ITF) e faz parte dos calendários de tênis profissional masculino (ATP) e feminino (WTA) na categoria de Grand Slam. Inclui disputas de simples, duplas e também o de duplas mistas. Há ainda simples e duplas para os juvenis (até 18 anos) de ambos os gêneros, pertencentes à Grade A do calendário desses atletas. As competições para cadeirantes - simples e duplas, masculinas e femininas, e para tetraplégicos - unissex, embora dominado por homens - se encaixam na categoria de Grand Slam do circuito NEC.

A competição em piso duro, sobre a superíficie Plexicushion, foi distribuída em 16 quadras, incluindo as três principais - Rod Laver Arena, Hisense Arena e Margaret Court Arena.[7] Este último teve a capacidade aumentada de 6.000 para 7.500 espectadores e se tornou o terceiro do Melbourne Park a possuir um teto retrátil totalmente operacional; é o primeiro dos torneios de Grand Slam a possuir três estádios com esta característica.[8] Devido, em parte, ao novo teto, o evento de 2015 bateu recorde de público, com 703.899 torcedores. A temperatura, um pouco menor que o normal, pode também ter ajudado a isso.[9]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Estas foram as localidades, e seus respectivos canais de televisão, onde a 103ª edição do Australian Open teve transmissão:[10]

Em 2015, a cobertura ao vivo englobou todas as dezesseis quadras. O qualificatório, a cerimônia de abertura e o dia das crianças também foram exibidos pelo site oficial do torneio, o AusOpen.com.[11]

Polêmica[editar | editar código-fonte]

Após vencer seu jogo de simples na segunda fase, a canandense Eugenie Bouchard foi abordada na quadra por um entrevistador do evento, que citou tuítes dela, na noite anterior, elogiando a roupa de jogo de Serena Williams. Essa pessoa, então, pediu que a tenista desse "uma voltinha" para mostrar o próprio visual, feita com contrangimento. O ocorrido foi interpretado como sexista. Questionada posteriormente, a citada Serena disse que o entrevistador “não pediria para Rafael Nadal ou Roger Federer darem uma 'voltinha'”. A ex-jogadora Billie Jean King, então, reproduziu a mesma linha de pensamento. Um veículo de imprensa tentou fazer a defesa, afirmando que numa entrevista antes do torneio, Nadal foi convidado a tirar a camisa, para satisfação do público feminino".[12]

Pontuação e premiação[editar | editar código-fonte]

Distribuição de pontos[editar | editar código-fonte]

ATP[13] e WTA[14] informam suas pontuações em Grand Slam, distintas entre si, em simples e em duplas. A ITF responde exclusivamente pelos juvenis[15] e cadeirantes.[16]

Considerado torneio amistoso, o de duplas mistas não gera pontos.

No juvenil, os simplistas jogam duas fases de qualificatório (eram três até 2014 no Slam australiano), mas só os que passam à chave principal pontuam. Em duplas, a pontuação é por jogador. A partir da fase com 16, os competidores recebem pontos adicionais de bônus (os valores da tabela já somam as duas pontuações).

Profissional[editar | editar código-fonte]

Evento V F SF QF R16 R32 R64 R128 Q Q3 Q2 Q1
Simples masculino 2000 1200 720 360 180 90 45 10 25 16 8 0
Duplas masculinas 0
Simples feminino 1300 780 430 240 130 70 10 40 30 20 2
Duplas femininas 10

Premiação[editar | editar código-fonte]

A premiação aumentou em 21,2% relação a 2014. Os títulos de simples tiveram um acréscimo de A$ 450.000 cada.

O número de participantes em simples se difere somente na fase qualificatória (128 homens contra 96 mulheres). Os valores para duplas são por par. Diferentemente da pontuação, não há recompensa aos vencedores do qualificatório.

Entre os cadeirantes, além de simples e duplas, há a adição dos mesmos eventos para tetraplégicos, o que também ocorre no US Open. Contudo, os valores dos prêmios não são detalhados, constando o total em "Outros eventos". Os juvenis não são pagos.[17]

Evento V F SF QF Últimos 16 Últimos 32 Últimos 64 Últimos 128 Q3 Q2 Q1
Contemplados 1 1 2 4 8 16 32 64 16H / 12M 32H / 24M 64H / 48M
Simples (2) A$ 3.100.000 A$ 1.550.00 A$ 650.000 A$ 340.000 A$ 175.000 A$ 97.500 A$ 60.000 A$ 34.500 A$ 16.000 A$ 8.000 A$ 4.000
Duplas (2) A$ 575.000 A$ 285.000 A$ 142.500 A$ 71.000 A$ 39.000 A$ 23.000 A$ 14.800
Duplas mistas A$ 142.500 A$ 71.500 A$ 35.600 A$ 16.300 A$ 8.200 A$ 4.000

Outros eventos: A$ 605.330

Total dos eventos: A$ 36.390.530

Per diem (estimado): A$ 3.609.470

Total da premiação: A$ 40.000.000

Cabeças de chave[editar | editar código-fonte]

Cabeças baseadas nos rankings de 12 de janeiro de 2015.

Os pontos a defender incluem os conseguidos no Australian Open de 2014 e nos torneios da semana seguinte, de 27 de janeiro – Copa Davis para os homens; Paris e Pattaya para as mulheres. Quando ocorreu essa jornada dupla, os pontos - defendidos e conquistados - são desmembrados na célula.

A colocação individual nos rankings de duplas masculinas e femininas ajudam a definir os cabeças de chaves nestas categorias e também na de mistas.

Em verde, o(s) cabeça(s) de chave campeão(ões). Em vermelho, o(s) vice-campeão(ões).

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Cabeça Ranking Jogador Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Pontos
conquistados
Nova
pontuação
Eliminado
na
Eliminado por
1 1 Sérvia Novak Djokovic 11.405 360 2.000 13.045 Campeão
2 2 Suíça Roger Federer 9.875 720+40 90 9.205 3ª fase Itália Andreas Seppi
3 3 Espanha Rafael Nadal 6.585 1.200 360 5.745 QF República Checa Tomáš Berdych [7]
4 4 Suíça Stan Wawrinka 5.370 2.000+40 720 4.050 SF Sérvia Novak Djokovic [1]
5 5 Japão Kei Nishikori 5.025 180 360 5.205 QF Suíça Stan Wawrinka [4]
6 6 Reino Unido Andy Murray 4.675 360+145 1.200+90 5.460 F Sérvia Novak Djokovic [1]
7 7 República Checa Tomáš Berdych 4.660 720 720 4.660 SF Reino Unido Andy Murray [6]
8 8 Canadá Milos Raonic 4.575 90 360 4.845 QF Sérvia Novak Djokovic [1]
9 10 Espanha David Ferrer 4.145 360 180 3.965 4ª fase Japão Kei Nishikori [5]
10 11 Bulgária Grigor Dimitrov 3.645 360 180 3.465 4ª fase Reino Unido Andy Murray [6]
11 13 Letónia Ernests Gulbis 2.455 45 10 2.420 1ª fase Austrália Thanasi Kokkinakis [WC]
12 14 Espanha Feliciano López 2.130 90 180 2.220 4ª fase Canadá Milos Raonic [8]
13 16 Espanha Roberto Bautista Agut 2.110 180 45 1.975 2ª fase Luxemburgo Gilles Müller
14 15 África do Sul Kevin Anderson 2.125 180 180 2.125 4ª fase Espanha Rafael Nadal [3]
15 17 Espanha Tommy Robredo 2.015 180 10 1.845 1ª fase, ab. França Édouard Roger-Vasselin
16 18 Itália Fabio Fognini 1.790 180+80 10 1.540 1ª fase Colômbia Alejandro González
17 19 França Gaël Monfils 1.770 90 45 1.725 2ª fase Polónia Jerzy Janowicz
18 20 França Gilles Simon 1.730 90 90 1.730 3ª fase Espanha David Ferrer [9]
19 21 Estados Unidos John Isner 1.685 10 90 1.765 3ª fase Luxemburgo Gilles Müller
20 22 Bélgica David Goffin 1.669 (35)+55 45+35 1.659 2ª fase Chipre Marcos Baghdatis
21 23 Ucrânia Alexandr Dolgopolov 1.455 45 10 1.420 1ª fase Itália Paolo Lorenzi
22 24 Alemanha Philipp Kohlschreiber 1.415 0 45 1.460 2ª fase Austrália Bernard Tomic
23 27 Croácia Ivo Karlović 1.365 10 45 1.400 2ª fase Austrália Nick Kyrgios
24 28 França Richard Gasquet 1.350 90+40 90 1.310 3ª fase África do Sul Kevin Anderson [14]
25 25 França Julien Benneteau 1.390 45 10 1.355 1ª fase Alemanha Benjamin Becker
26 26 Argentina Leonardo Mayer 1.389 45 45 1.389 2ª fase Sérvia Viktor Troicki
27 29 Uruguai Pablo Cuevas 1.227 (20) 10 1.217 1ª fase Alemanha Matthias Bachinger [Q]
28 30 República Checa Lukáš Rosol 1.210 10 45 1.245 2ª fase Israel Dudi Sela
29 31 França Jérémy Chardy 1.195 90 45 1.150 2ª fase Itália Andreas Seppi
30 32 Colômbia Santiago Giraldo 1.175 10 45 1.210 2ª fase Estados Unidos Steve Johnson
31 33 Espanha Fernando Verdasco 1.135 45 90 1.180 3ª fase Sérvia Novak Djokovic [1]
32 34 Eslováquia Martin Kližan 1.133 106 45 1.072 2ª fase, ab. Portugal João Sousa
Desistências[editar | editar código-fonte]
Ranking Jogador Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Pontos
conquistados
Nova
pontuação
Motivo
9 Croácia Marin Čilić 4.150 45 0 4.105 Lesão no ombro direito[18]
12 França Jo-Wilfried Tsonga 2.740 180+40 0 2.520 Inflamação no antebraço direito[19]

Feminino[editar | editar código-fonte]

Cabeça Ranking Jogadora Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Pontos
conquistados
Nova
pontuação
Eliminada
na
Eliminada por
1 1 Estados Unidos Serena Williams 8.016 240 2.000 9.776 Campeã
2 2 Rússia Maria Sharapova 7.335 240+185 1.300 8.210 F Estados Unidos Serena Williams [1]
3 3 Roménia Simona Halep 6.571 430 430 6.571 QF Rússia Ekaterina Makarova [10]
4 4 República Checa Petra Kvitová 6.360 10 130 6.480 3ª fase Estados Unidos Madison Keys
5 5 Sérvia Ana Ivanović 4.845 430 10 4.425 1ª fase República Checa Lucie Hradecká [Q]
6 6 Polónia Agnieszka Radwańska 4.810 780 240 4.270 4ª fase Estados Unidos Venus Williams [18]
7 7 Canadá Eugenie Bouchard 4.715 780 430 4.365 QF Rússia Maria Sharapova [2]
8 8 Dinamarca Caroline Wozniacki 4.625 130 70 4.565 2ª fase Bielorrússia Victoria Azarenka
9 9 Alemanha Angelique Kerber 3.360 240 10 3.130 1ª fase Roménia Irina-Camelia Begu
10 11 Rússia Ekaterina Makarova 2.970 240+280 780+55 3.285 SF Rússia Maria Sharapova [2]
11 10 Eslováquia Dominika Cibulková 3.007 1.300 430 2.137 QF Estados Unidos Serena Williams [1]
12 12 Itália Flavia Pennetta 2.861 430 10 2.441 1ª fase Itália Camila Giorgi
13 13 Alemanha Andrea Petkovic 2.780 10+100 10+55 2.735 1ª fase Estados Unidos Madison Brengle
14 14 Itália Sara Errani 2.735 10+305 130+1 2.551 3ª fase Bélgica Yanina Wickmayer
15 15 Sérvia Jelena Janković 2.590 240 10 2.360 1ª fase Suíça Timea Bacsinszky
16 16 República Checa Lucie Šafářová 2.545 130 10 2.425 1ª fase Cazaquistão Yaroslava Shvedova
17 17 Espanha Carla Suárez Navarro 2.415 130 10 2.295 1ª fase Alemanha Carina Witthöft
18 18 Estados Unidos Venus Williams 2.370 10 430 2.790 QF Estados Unidos Madison Keys
19 19 França Alizé Cornet 2.255 130+185 130+55 2.125 3ª fase Eslováquia Dominika Cibulková [11]
20 21 Austrália Samantha Stosur 1.895 130 70 1.835 2ª fase Estados Unidos Coco Vandeweghe
21 22 China Peng Shuai 1.880 10+60 240+30 2.080 4ª fase Rússia Maria Sharapova [2]
22 20 República Checa Karolína Plíšková 2.075 70+180 130+60 2.015 3ª fase Rússia Ekaterina Makarova [10]
23 25 Rússia Anastasia Pavlyuchenkova 1.820 130+470 10+1 1.231 1ª fase Bélgica Yanina Wickmayer
24 24 Espanha Garbiñe Muguruza 1.845 240 240 1.845 4ª fase Estados Unidos Serena Williams [1]
25 23 República Checa Barbora Záhlavová-Strýcová 1.870 70 130 1.930 3ª fase Bielorrússia Victoria Azarenka
26 26 Ucrânia Elina Svitolina 1.780 130+100 130+60 1.740 3ª fase Estados Unidos Serena Williams [1]
27 27 Rússia Svetlana Kuznetsova 1.730 10+30 10+1 1.701 1ª fase França Caroline Garcia
28 28 Alemanha Sabine Lisicki 1.681 70+30 10+1 1.592 1ª fase França Kristina Mladenovic
29 29 Austrália Casey Dellacqua 1.542 240 70 1.372 2ª fase Estados Unidos Madison Keys
30 30 Estados Unidos Varvara Lepchenko 1.480 70 130 1.540 3ª fase Polónia Agnieszka Radwańska [6]
31 31 Cazaquistão Zarina Diyas 1.460 170 130 1.420 3ª fase Rússia Maria Sharapova [2]
32 34 Suíça Belinda Bencic 1.391 110+12 10+1 1.280 1ª fase Alemanha Julia Görges

Duplas[editar | editar código-fonte]

Mistas[editar | editar código-fonte]

Cabeça Ranking Equipe
1 16 Índia Sania Mirza Brasil Bruno Soares
2 18 Eslovénia Katarina Srebotnik Brasil Marcelo Melo
3 22 França Kristina Mladenovic Canadá Daniel Nestor
4 25 República Checa Andrea Hlaváčková Áustria Alexander Peya
5 26 Zimbabwe Cara Black Colômbia Juan Sebastián Cabal
6 28 Cazaquistão Yaroslava Shvedova Sérvia Nenad Zimonjić
7 34 Suíça Martina Hingis Índia Leander Paes
8 37 República Checa Květa Peschke Polónia Marcin Matkowski

Convidados à chave principal[editar | editar código-fonte]

Como parte do acordo entre as federações de tênis australiana (Tennis Australia), norte-americana (USTA) e francesa (FFT), um jogador de cada gênero de Estados Unidos e França recebe um convite para o evento de simples do Australian Open. A USTA os deu a Denis Kudla e Irina Falconi graças às suas posições num circuito de torneios Challenger/ITF organizados pela associação,[20] enquanto que Lucas Pouille e Océane Dodin foram escolhidos por um processo de seleção interna da FFT.[21]

Mais quatro convites foram dados aos vencedores masculinos e femininos de duas repescagens: da região Ásia-Pacífico, para Zhang Ze e Chang Kai-chen,[22] e da Tennis Australia para Jordan Thompson e Daria Gavrilova, todos em simples. No evento australiano ainda houve competição de duplas mistas, que definiu Sam Thompson e Masa Jovanovic como equipe a partipar do Grand Slam nessa modalidade.[23]

Os convites restantes foram decididos por seleção interna australiana.

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino Feminino

Duplas[editar | editar código-fonte]

Masculinas Femininas Mistas

Qualificados à chave principal[editar | editar código-fonte]

O qualificatório aconteceu no Melbourne Park entre 14 e 17 de janeiro de 2015.[24]

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino Feminino
  1. Alemanha Tim Pütz
  2. Áustria Jürgen Melzer
  3. Suécia Elias Ymer
  4. Estados Unidos Tim Smyczek
  5. Alemanha Matthias Bachinger
  6. República Checa Jan Hernych
  7. Eslovénia Aljaž Bedene
  8. Taipei chinesa Jimmy Wang
  9. Estados Unidos Michael Russell
  10. Bélgica Ruben Bemelmans
  11. Roménia Marius Copil
  12. Reino Unido Kyle Edmund
  13. Rússia Alexander Kudryavtsev
  14. Ucrânia Illya Marchenko
  15. Índia Yuki Bhambri
  16. França Laurent Lokoli
  1. República Checa Denisa Allertová
  2. França Stéphanie Foretz
  3. República Checa Renata Voráčová
  4. Alemanha Tatjana Maria
  5. Rússia Alexandra Panova
  6. República Checa Lucie Hradecká
  7. Tunísia Ons Jabeur
  8. Polónia Urszula Radwańska
  9. Países Baixos Richèl Hogenkamp
  10. Rússia Evgeniya Rodina
  11. Estados Unidos Anna Tatishvili
  12. Croácia Petra Martić

Lucky losers

  1. Japão Hiroki Moriya
  1. Cazaquistão Yulia Putintseva

Dia a dia[editar | editar código-fonte]

Eliminações em simples[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Feminino[editar | editar código-fonte]

Finais[editar | editar código-fonte]

Profissional[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave(s)
Simples Masculino Sérvia Novak Djokovic Reino Unido Andy Murray 7–6, 6–7, 6–3, 6–0
principal
qualificatório
Feminino Estados Unidos Serena Williams Rússia Maria Sharapova 6–3, 7–65
principal
qualificatório
Duplas Masculino Itália Simone Bolelli
Itália Fabio Fognini
França Pierre-Hugues Herbert
França Nicolas Mahut
6–4, 6–4
principal
Feminino Estados Unidos Bethanie Mattek-Sands
República Checa Lucie Šafářová
Taipei chinesa Chan Yung-jan
China Zheng Jie
6–4, 7–65
principal
Misto Suíça Martina Hingis
Índia Leander Paes
França Kristina Mladenovic
Canadá Daniel Nestor
6–4, 6–3
principal

Juvenil[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave(s)
Simples Masculino Rússia Roman Safiullin Coreia do Sul Hong Seong-chan 7–5, 7–62
principal
qualificatório
Feminino Eslováquia Tereza Mihalíková Reino Unido Katie Swan 6–1, 6–4
principal
qualificatório
Duplas Masculino Austrália Jake Delaney
Austrália Marc Polmans
Polónia Hubert Hurkacz
Eslováquia Alex Molčan
0–6, 6–2, [10–8]
principal
Feminino República Checa Miriam Kolodziejová
República Checa Markéta Vondroušová
Alemanha Katharina Hobgarski
Bélgica Greet Minnen
7–5, 6–4
principal

Cadeirante[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave
Simples Masculino Japão Shingo Kunieda França Stéphane Houdet 6–2, 6–2
principal
Feminino Países Baixos Jiske Griffioen Japão Yui Kamiji 6–3, 7–5
principal
Tetraplégico Austrália Dylan Alcott Estados Unidos David Wagner 6–2, 6–3
principal
Duplas Masculino França Stéphane Houdet
Japão Shingo Kunieda
Argentina Gustavo Fernández
Reino Unido Gordon Reid
6–2, 6–1
principal
Feminino Japão Yui Kamiji
Reino Unido Jordanne Whiley
Países Baixos Jiske Griffioen
Países Baixos Aniek van Koot
4–6, 6–4, 7–5
principal
Tetraplégico Reino Unido Andrew Lapthorne
Estados Unidos David Wagner
Austrália Dylan Alcott
África do Sul Lucas Sithole
6–0, 3–6, 6–2
principal

Referências

  1. «Australian Open Tennis:5 Fast Facts You Need to Know» (em inglês). heavy.com. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2017 
  2. «Li Na announces retirement» (em inglês). WTA. 19 de setembro de 2014 
  3. «Djokovic vence batalha e chega ao oitavo Slam». TenisBrasil. 1 de fevereiro de 2015 
  4. «Em final rica, Serena se supera e chega ao 19º Slam». TenisBrasil. 31 de janeiro de 2015 
  5. «Bolelli e Fognini faturam o título e quebram jejum». TenisBrasil. 31 de janeiro de 2015 
  6. «Inédita dupla de Mattek e Safarova leva o título». TenisBrasil. 30 de janeiro de 2015 
  7. «Melbourne Park Grounds Map» (PDF) (em inglês). tennis.com.au. Cópia arquivada (PDF) em 10 de setembro de 2015 
  8. «Australian Open 2015 to stage revamped Margaret Court Arena» (em inglês). GiveMeSport.com. 21 de dezembro de 2014 
  9. «What We Learned at The Australian Open: Murray, Maria losers» (em inglês). Yahoo! Sports. 1 de fevereiro de 2015 
  10. «Broadcasting» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 
  11. «Video» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 
  12. «Australian Open: Eugenie Bouchard 'flexes muscles' over 'Twirlgate'» (em inglês). CNN. 23 de janeiro de 2015 
  13. «2015 Official Rulebook» (PDF) (em inglês). atpworldtour.com. p. 199. Cópia arquivada (PDF) em 24 de julho de 2015 
  14. «2015 WTA Official Rulebook» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. p. 232 (arquivo); 229 (digitalização). Consultado em 23 de julho de 2015 
  15. «Ranking points» (em inglês). itftennis.com. Consultado em 21 de julho de 2015 
  16. «ITF Wheelchair Tennis Ranking System» (PDF) (em inglês). itftenns.com. 5 páginas. Consultado em 21 de julho de 2015 
  17. «Australian Open 2015 Prize Money: Complete Purse and Earnings from Melbourne» (em inglês). bleacherreport.com. 18 de janeiro de 2015 
  18. «Cilic será mais um desfalque no Australian Open». TenisBrasil. 10 de janeiro de 2015 
  19. «Tsonga anuncia desistência do Australian Open por inflamação no antebraço». Revista Tênis. 7 de janeiro de 2015 
  20. «Australian Open Wild Card Challenge» (em inglês). usta.com. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 
  21. «Open d'Australie: Dodin et Pouille invités» (em francês). fft.fr. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 
  22. «Australian Open Wildcards for Chang, Zhang» (em inglês). tennis.com.au. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 
  23. «Australian Open Play-off» (em inglês). tennis.com.au. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 
  24. «Schedule of Play» (em inglês). ausopen.com. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]