Alexander Zverev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tenista Alexander Zverev
Alexander Zverev
Zverev em 2018
Alcunha(s) Sascha Zverev
País  Alemanha
Residência Monte Carlo, Monaco
Data de nascimento 20 de abril de 1997 (22 anos)
Local de nasc. Hamburgo, Alemanha
Altura 1,98 m
Peso 92 kg
Treinado por Alexander Zverev Sr.
Profissionalização 2013
Mão Destro (Backhand com ambas mãos)
Prize money $17,435,351
Simples
Vitórias-Derrotas 212–107
Títulos 11
Melhor ranking N° 3 (11 de setembro de 2017)
Ranking atual simples Nº 5 (29 de Julho de 2019)
Open da Austrália 4R(2019)
Roland Garros QF(2018, 2019)
Wimbledon 4R(2017)
US Open 3R (2018)
Torneios principais
Tour Finals V (2018)
Duplas
Vitórias-Derrotas 39–44
Títulos 2
Melhor ranking N° 68 (18 de março de 2019)
Roland Garros 1R (2016)
Torneios principais de duplas
Última atualização em: 29 de julho de 2019.

Alexander Zverev (Hamburgo, 20 de abril de 1997) é um tenista profissional alemão.[1] O jovem atualmente está na 6ª posição do ranking mundial da ATP.[2] É um jogador de boas aparições no saibro e com boa técnica em outros pisos. É irmão mais novo do também tenista profissional Mischa Zverev.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alexander Zverev vem de uma família que se alimenta de tênis há muito tempo. O pai, agora seu treinador, jogou profissionalmente pela Rússia, então União Soviética, onde se casou com a também tenista e hoje treinadora Irena. Eles se mudaram em 1991 para a Alemanha, onde nasceu primeiramente Mischa, que também joga o circuito atualmente apesar de muitos problemas de contusão. Zverev é fã do Miami Heat e de LeBron James, tendo como espelho no tênis Roger Federer.[3]

Zverev com seu irmão, Mischa (direita), em 2013

Profissional desde 2013, Alexander Zverev é apelidado de Sascha e joga desde os cinco anos, influenciado pelo pai, Alexander, ex-tenista e atualmente seu treinador.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Alexander Zverev foi número 1 do mundo no circuito juvenil.[4] Ele um tremendo fenômeno. Quando se fala tanto em precocidade, é bom lembrar que ele ganhou um future nos EUA apenas aos 15 anos e meio. Zverev fez uma grande temporada como juvenil em 2014, quando aos 16 anos, conquistou o título do Australian Open júnior e imediatamente se dedicou aos qualis de challenger – passou cinco – e de ATPs. Foi campeão do Challenger de Braunschweig derrotando três adversários entre os 100 do ranking.[5]

No início da segunda semana de julho de 2014, Zverev recebeu um wild card e disputou o ATP 250 de Stuttgart, na Alemanha. Mas o alemão perdeu na estreia para o tcheco Lukas Rosol, que o derrotou em dois tiebreaks, fechando o jogo com o placar final de 7/6 (9-7) e 7/6 (11-9), depois de 1h43 de partida.[6]

Em meados de julho de 2014, Zverev passou a tentar os torneios profissionais maiores. E, à época com apenas 17 anos, obteve vitórias e chegou às semifinais do ATP 500 de Hamburgo, na Alemanha. Com essa campanha, Zverev se tornou o primeiro tenista de 17 anos a chegar à semifinal de um torneio de nível ATP desde 2006, quando o croata Marin Cilic alcançou a mesma fase no ATP de Gstaad. Zverev nunca tinha vencido uma partida válida pela ATP antes do ATP 500 de Hamburgo, mas no torneio alemão derrotou o holandês Robin Haase, o russo Mikhail Youzhny, cabeça de chave 5, e o colombiano Santiago Giraldo, 11º favorito ao título.[7] A campanha inédita até as semifinais do ATP 500 de Hamburgo fez o alemão Alexander Zverev dar um grande salto no ranking mundial. Fora do top 800 no início da temporada e número 285 do mundo na semana anterior ao torneio, o jovem tenista pulou 124 posições e apareceu em 161º lugar na lista da ATP.[8]

2015[editar | editar código-fonte]

No dia 26/03/2015, vindo do qualificatório e então 129º do mundo, o jovem Alexander Zverev deu importante passo rumo ao top 100 ao vencer pelo Masters 1000 de Miami, nos EUA, o duelo de sacadores contra o australiano Sam Groth, de 1,93m de altura e 69º do mundo. Pois, então com 17 anos e 1,98m, ele disparou 22 aces contra 17 do rival no triunfo com parciais de 7/5, 6/7 (5-7) e 6/4, em 2h02 de partida.[9] Essa foi a primeira vitória da carreira do alemão em eventos Masters 1000. Mas, na segunda rodada Zverev encarou o tcheco Lukas Rosol, cabeça de chave 26, e perdeu por 7/6 e 6/3.

Em maio de 2015, Alexander Zverev alcançou pela primeira vez o grupo de elite do tênis profissional ao entrar no top 100 do ranking mundial masculino da Associação dos Tenistas Profissionais.[10] Ainda em maio, jogando com o irmão Mischa Zverev, ficou com o vice-campeonato da chave de duplas do ATP 250 de Munique, na Alemanha, ao perder de virada na final do torneio para a parceria formada pelo brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya pelas parciais de 4/6, 6/1 e 10-5.[11]

No final de junho, disputando o torneio amistoso Boodles Challenge, em Buckinghamshire, na Inglaterra, o jovem alemão Alexander Zverev, então 76º do mundo e com apenas 18 anos, surpreende e vence por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 6-3, o sérvio Novak Djokovic, então o primeiro colocado no ranking mundial. Disputado sobre a grama, o campeonato serviu como preparação para o Torneio de Wimbledon.[12] Poucos dias depois, Zverev disputou seu primeiro torneio de Grand Slam como profissional em Wimbledon, onde na estreia venceu o russo Teymuraz Gabashvili em jogo de cinco sets, por 6/3, 1/6, 6/3, 3/6 e 9/7,[13] mas em seguida perdeu para Denis Kudla dos Estados Unidos na segunda rodada.[14]

No final de julho, depois de eliminar o brasileiro Thomaz Bellucci por 2 sets a 1 nas quartas de final,[15] Zverev alcançou sua segunda semi de torneios ATP na carreira, no ATP 250 de Bastad. Mas na semifinal, o espanhol Tommy Robredo encarou Zverev e não deu chances ao alemão vencendo por 2 sets a 0.[16]

Na primeira semana de agosto, ainda promissor, Alexander Zverev venceu na estreia e avançou no ATP 500 de Washington, nos EUA. Pois, em duelo de jovens, então com 18 anos e 96° do ranking, venceu o japonês e 136º colocado mundial Yoshihito Nishioka, um ano mais velho por 7/6 (7-1) e 6/3 em 1h31 de disputa.[17] Na sequência, enfrentou o 14° do ranking mundial, onde Zverev venceu Kevin Anderson na 2ª rodada por 6-2, 3-6 e 4-6.[18] Mas em seguida, pelas quartas de final, o croata Marin Cilic, então número 8 do mundo, venceu Zverev, por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 7/6(3), em partida que teve 1h47min de duração.[19] Já no final de agosto, depois de dar o azar de ficar fora do top 100 mundial exatamente na semana de definição da lista de inscritos para o US Open, Zverev confirmou o favoritismo e furou o qualificatório do US Open ao vencer pela rodada final o croata Ivan Dodig por 7/6(4) e 7/5. Assim, ele disputou segundo torneio de Grand Slam na carreira como profissional.[20]

No final de outubro, num encontro entre duas promessas do tênis mundial à época, um ano mais velho e já com bem mais bagagem no circuito profissional, o alemão de 18 anos Alexander Zverev passou pelo sueco Mikael Ymer por 7/6 (9-7), 6/7 (5-7) e 6/4 em 2h32 de partida, no primeiro dia de jogos da chave principal do ATP 250 de Estocolmo, na Suécia. Assim, então, 85º no ranking, Zverev marcou sua 18ª vitória em torneios da ATP e avançou para enfrentar um top 10 pela segunda vez na carreira.[21] Onde, em um duelo de gerações, aos 30 anos de idade, o tcheco Tomás Berdych, que ocupava a 5ª posição do ranking, dominou o jovem Zverev desde o início da partida e saiu com a vitória por 6/3 e 6/4, em 1h27 de jogo.[22]

2016[editar | editar código-fonte]

Em janeiro, teve início o primeiro Grand Slam do ano de 2016: o Australian Open. E pela primeira vez Alexander Zverev disputou o Grand Slam australiano. Mas na estreia o escocês Andy Murray, então segundo tenista no ranking da ATP e à época quatro vezes finalista em Melbourne, venceu Zverev por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/2 e 6/3, em 2h07min de jogo.[23]

No início de fevereiro de 2016, o alemão Alexander Zverev, então 85 colocado do ranking da ATP, salvou dois match-points na partida de estreia do ATP 250 de Montpellier, na França, contra o italiano Luca Vanni, este então na 103 colocação da ATP, e avançou na competição. Pois, em uma verdadeira batalha, Zverev precisou de 2h23min para fechar a partida de virada em 6/7 (3), 6/4 e 7/5.[24] Logo na sequência, Zverev anotou uma vitória muito expressiva para seu início de carreira profissional. Em dois tiebreaks, o jovem alemão surpreendeu o croata Marin Cilic, este então 13° do mundo, com parciais de 7/6 (7-4) e 7/6 (7-1) para alcançar as quartas de final do torneio francês. Foi a vigésima vitória de Zverev em nível ATP e a primeira contra um campeão de Grand Slam.[25] Em seguida, com apenas 18 anos, Alexander Zverev alcançou sua terceira semifinal de ATP na carreira, sendo a primeira fora do saibro. Zverev garantiu lugar na penúltima rodada do ATP 250 de Montpellier, em quadras duras e cobertas, ao vencer de virada um duelo alemão com o canhoto de 35 anos Michael Berrer por 6/7 (2-7), 6/2 e 7/5 em jogo de 2h43min.[26] Mas no dia seguinte, em uma autêntica batalha, Zverev foi superado na semi pelo veterano francês Paul-Henri Mathieu pelas parciais de 7/6 (13-11 no tiebreak) e 7/5. Eliminado em simples, Zverev voltou à quadra pouco depois ao lado do irmão mais velho Mischa e passou para a final de duplas, ao derrotar os experientes Mahesh Bhupathi e Jonathan Marray, por 2/6, 6/2 e 10-3.[27] Mas na final de duplas, o croata Mate Pavić e o neozelandês Michael Venus derrotaram por 2 a 0 os irmãos Zverev, parciais de 7/5 e 7/6 (4).[28]

Na semana seguinte, em jogo de primeira rodada, o jovem alemão Alexander Zverev iniciou muito bem a competição do ATP 500 de Roterdã, na Holanda. Pois, ele marcou 7/5 e 6/2 em 1h20 contra o canadense Vasek Pospisil, 41º do mundo.[29] Logo depois, pela segunda semana seguida, Zverev derruba um top 15. Pois, o jovem alemão então com 18 anos e 70º do ranking eliminou o francês Gilles Simon, 15º do mundo, para chegar às quartas de final.[30] Entretanto, na partida seguinte, o quinto favorito do torneio holandês e número 18 do mundo, Gael Monfils, conteve o embalo de Zverev ao marcar as parciais de 7/6 (7-4) e 6/3 em 1h34 de partida.[31]

Na sequência, Alexander Zverev estreou com triunfo no ATP 250 de Marselha, na França. Convidado pela organização do torneio para marcar presença no quadro principal, o jovem tenista alemão então com 18 anos — que já ocupava a 56ª posição no ranking ATP — desfez as aspirações do francês Julien Benneteau e venceu com as parciais de 7-6(4) e 7-5 ao aproveitar dois dos seis pontos de break de que dispôs.[32] Porém, na partida seguinte, em jogo duro que durou 2h07, o tcheco Tomas Berdych, então 8º colocado no ranking da ATP, bateu Zverev na 2ª rodada do torneio francês pelo placar de 6/3, 3/6 e 7/5.[33]

Posteriormente, na primeira semana de março, logo em seu primeiro jogo de Copa Davis, Alexander Zverev teve a missão de enfrentar o número 7 do mundo e bicampeão do torneio Tomas Berdych. E em duelo de 4h20 e cinco sets em Hannover, o experiente tcheco de 30 anos levou a melhor sobre o jovem alemão de apenas 18 com parciais de 7/6 (8-6), 1/6, 4/6, 7/6 (7-5) e 6/4.[34] Dois dias depois, o tcheco Lukas Rosol, 50º do ranking, dominou o jovem Alexander Zverev, 58º colocado, por 3 sets a 0 com parciais de 6/2, 6/3 e 6/1 em apenas 1h38min em jogo surpreendentemente fácil e garantiu a República Tcheca nas quartas de final da Copa Davis.[35]

Próximo a meados de março, o jovem alemão Alexander Zverev venceu jogo de 2h18 contra o croata Ivan Dodig por 3/6, 7/5 e 6/3 na estreia do Masters 1000 de Indian Wells, nos EUA.[36] Após marcar sua segunda vitória em Masters 1000 na carreira, Zverev obteve outra grande vitória na temporada, ao superar o búlgaro e ex-top 10 Grigor Dimitrov, com parciais de 6/4, 3/6 e 7/5.[37] Na sequência, Zverev garantiu lugar nas oitavas ao surpreender o francês Gilles Simon, cabeça de chave 16, com uma tranquila vitória em sets diretos, com placar final de duplo 6/2, em apenas 67 minutos.[38] Mas na partida seguinte, a maior vitória da carreira de Alexander Zverev esteve a um ponto de ser consolidada. Um voleio que parou na rede mudou o rumo da partida e o alemão de 18 anos e 58º do mundo permitiu a reação do espanhol Rafael Nadal que aplicou as parciais de 6/7 (8-10), 6/0 e 7/5 em 2h36 no piso duro de Indian Wells.[39]

Após quase bater Nadal, o jovem alemão Alexander Zverev, com somente 18 anos, passou pela estreia no Masters 1000 de Miami, na Flórida, jogado em piso duro. Ele bateu o americano Michael Mmoh, jovem da mesma idade de Zverev e convidado do torneio, por duplo 7/6, em 1h54 de partida.[40]

No dia 18 de junho de 2016, Zverev alcançou a final do ATP 500 de Halle, na Alemanha, ao vencer o suíço Roger Federer, número 1 do torneio, por 2 sets a 1. Na final, no entanto, foi derrotado por seu compatriota Florian Mayer, de 32 anos, por 2 sets a 1, com parciais de 6-2, 5-7 e 6-3.[41]

ATP finais[editar | editar código-fonte]

Duplas: 2 (2 vices)[editar | editar código-fonte]

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (1–0)
ATP World Tour 500 Series (0–0)
ATP World Tour 250 Séries (0–2)
Finais por Piso
Duro (0–1)
Saibro (0–1)
Grama (0–0)
Títulos por Local
Outdoors (0–1)
Indoors (0–0)
Posição N. Data Torneio Piso Parceiro Oponentes na Final Placar
Vice 1. 04 de Maio de 2015 Munique, Alemanha Saibro Alemanha Mischa Zverev Áustria Alexander Peya
Brasil Bruno Soares
6–4, 1–6, [5–10]
Vice 2. 07 de Fevereiro de 2016 Montpellier, França Duro Alemanha Mischa Zverev Croácia Mate Pavić

Nova Zelândia Michael Venus

5–7, 6–7(4)

ATP Challengers e ITF Futures finais[editar | editar código-fonte]

Simples: 2 (1 título)[editar | editar código-fonte]

Legenda
ATP Challengers (1–0)
ITF Futures (0–1)
Posição N. Data Torneio Piso Oponente Placar
Vice 1. 18 de Novembro de 2012 Bradenton, EUA Saibro França Florian Reynet 0–6, 1–6
Campeão 1. 5 de Julho de 2014

Braunschweig, Alemanha

Saibro França Paul-Henri Mathieu 1–6, 6–1, 6–4

Referências

  1. http://www.atpworldtour.com/Tennis/Players/Zv/A/Alexander-Zverev.aspx Perfil na ATP
  2. «Alexander Zverev | Rankings History | ATP World Tour | Tennis». ATP World Tour (em inglês). Consultado em 5 de março de 2016 
  3. «TenisBrasil - Blog do Tênis». blogdotenisbrasil.com.br. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  4. «Alexander Zverev | TennisView». www.tennisview.com.br. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  5. «TenisBrasil - Blog do Tênis». blogdotenisbrasil.com.br. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  6. «TenisBrasil - Giraldo e Rosol avançam, Paire perde mais uma». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  7. «Zverev surpreende e vai às semifinais do ATP de Hamburgo «  Portal Rackets». www.portalrackets.com.br. Consultado em 29 de agosto de 2015. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  8. «Jovem alemão pula 124 postos após semi em casa; Bellucci também sobe». globoesporte.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  9. «TenisBrasil - Coric obtém grande virada, Zverev também avança». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  10. «Pela primeira vez desde 2008: quatro adolescentes no top-100». Bola Amarela. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  11. «TenisBrasil - Soares/Peya encerra jejum com título em Munique». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  12. «Em torneio amistoso, Djokovic perde para promessa alemã; Nadal vence». ESPN. Consultado em 7 de março de 2016 
  13. «TenisBrasil - Dimitrov e Gasquet confirmam em três sets». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  14. «Djokovic passa fácil por freguês e avança em Wimbledon; Nishikori abandona». Terra. Consultado em 17 de março de 2016 
  15. «Alexander Zverev vence por 2 sets a 1 e elimina Bellucci no ATP Bastad 250 | FOX Sports». FOX Sports. Consultado em 25 de março de 2016 
  16. «Robredo derrota algoz de Bellucci, Zverev, e é finalista do ATP Bastad | FOX Sports». FOX Sports. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  17. «TenisBrasil - Zverev vence em Washington, Haas cai na estreia». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de março de 2016 
  18. «Resultados do dia do torneio de Washington». Terra. Consultado em 5 de março de 2016 
  19. «Cilic vence Zverev e reencontra Nishikori | Tênis Virtual | O Site do Tênis». www.tenisvirtual.com.br. Consultado em 5 de março de 2016 [ligação inativa]
  20. TenisBrasil. «TenisBrasil - Zverev confirma vaga, Rublev joga primeiro Slam». Consultado em 29 de agosto de 2015 
  21. «TenisBrasil - Zverev vence duelo de jovens e desafia Berdych». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de março de 2016 
  22. «Berdych e Dimitrov vencem e reeditam final em Estocolmo». Terra. Consultado em 5 de março de 2016 
  23. «Australian Open: Melhores momentos de Andy Murray 3 x 0 Alexander Zverev». ESPN. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  24. «Zverev salva dois match-points, vence e encara Cilic em Montpellier». www.lance.com.br. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  25. «TenisBrasil - Zverev derruba Cilic em dois tiebreaks na França». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  26. «TenisBrasil - Zverev vence duelo alemão e joga 3ª semi de ATP». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  27. «TenisBrasil - Mathieu para Zverev e decide contra Gasquet». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  28. «Richard Gasquet é tricampeão em Montpellier | Gaúcha 2016». Gaúcha 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  29. «TenisBrasil - Cilic faz quartas na Holanda, Zverev estreia bem». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  30. «TenisBrasil - Zverev derruba Simon em 2h56 e desafia Monfils». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  31. «TenisBrasil - Monfils barra Zverev, Cilic é eliminado de virada». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 2 de março de 2016 
  32. «Não um, mas dois: irmãos Zverev avançam em Marselha». Ténis Portugal. Consultado em 2 de março de 2016 
  33. «Berdych bate Zverev em jogo duro em Marselha. Gasquet, Kyrgios e Paire avançam - Tenis News». tenisnews.band.uol.com.br. Consultado em 2 de março de 2016 
  34. «TenisBrasil - Berdych supera estreante Zverev em duelo de 4h20». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de março de 2016 
  35. «Rosol vence Zverev e classifica a Rep. Tcheca no 5º jogo - Tenis News». tenisnews.band.uol.com.br. Consultado em 17 de março de 2016 
  36. «TenisBrasil - Nadal e Nishikori conhecem rivais, Zverev avança». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  37. «TenisBrasil - Zverev brilha contra Dimitrov, Thiem estreia bem». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  38. «TenisBrasil - Nishikori vence em 2 tiebreaks, Zverev bate Simon». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  39. «TenisBrasil - Zverev perde match point e Nadal consegue virada». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 17 de março de 2016 
  40. «Após quase bater Nadal, Zverev passa pela estreia em Miami. Verdasco bate Muller». www.lance.com.br. Consultado em 25 de março de 2016 
  41. «Florian Mayer vence duelo de gerações alemãs e é campeão em Halle». 19 de junho de 2016. Consultado em 21 de setembro de 2016