Iga Świątek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tenista Iga Świątek
Swiatek RG19 (1) (48199020336).jpg
Świątek durante Roland Garros de 2019
País Polônia
Residência Raszyn, Polônia
Data de nascimento 31 de maio de 2001 (21 anos)
Local de nasc. Varsóvia, Polônia
Mão destra (backhand com as duas mãos)
Material Esportivo Asics
Prize money US$ 15,743,870[1]
Simples
Vitórias-Derrotas 225–58 (79,5%)
Títulos 12
Melhor ranking 1ª (4/4/2022)
Ranking atual simples 1ª (8/8/2022)
Open da Austrália SF (2022)
Roland Garros V (2020, 2022)
Wimbledon 4R (2021)
US Open V (2022)
Duplas
Vitórias-Derrotas 27–14 (65,9%)
Títulos 0
Melhor ranking 29ª (14/02/2022)
Ranking atual duplas 275ª (8/8/2022)
Roland Garros F (2021)
US Open 2R (2019)
Duplas Mistas
Open da Austrália QF (2020)
Última atualização em: 6 de março de 2023.

Iga Natalia Świątek[2] (Varsóvia, 31 de maio de 2001) é uma tenista profissional polonesa (português brasileiro) ou polaca (português europeu). Ela atualmente tem como melhor ranking o número 1 do mundo em simples.

Seu pai, Tomasz Świątek, é um atleta olímpico de remo. No juvenil, Iga conquistou dois títulos de Slam: o de duplas no Torneio de Roland Garros de 2018, ao lado de Catherine McNally, e o de simples no Torneio de Wimbledon de 2018. Também liderou a Polônia à taça juvenil da Fed Cup, em 2016, e ganhou a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2018 ao lado da eslovena Kaja Juvan.

Świątek começou a jogar regularmente no circuito WTA em 2019. Entrou no top 50 no mesmo ano, após chegar na final de competição de nível internacional e 4ª fase do Torneio de Roland Garros de 2019.[3]

Possui um estilo de jogo em que se sente confortável em qualquer parte da quadra. Venceu o prêmio da WTA Jogada Favorita do Torcedor em 2019 com um drop shot executado da linha de fundo,[4] e ficando em segundo no prêmio da WTA Jogadora de Simples Favorita do Torcedor, perdendo para Halep, do mesmo ano.[5]

Seu primeiro título profissional foi um Grand Slam, o de Roland Garros de 2020, aos 19 anos, sendo uma das mais dominantes da competição, cedendo apenas 28 games, sem perder nenhum set e derrotando duas campeãs de majors no caminho.[6][7] Em maio de 2021, conquistou o Aberto de Roma, vencendo Karolína Pliskova em duplo 6-0 na final.[8]

No dia 25 de março de 2022 foi anunciado que ela se tornaria a tenista número 1 do mundo da WTA na semana seguinte, após a aposentadoria repentina da então líder do ranking, a australiana Ashleigh Barty. Ela conseguiu o feito após vencer a suíça Viktorija Golubic na estreia do WTA de Miami. Iga foi a primeira polonesa na história a conseguir chegar ao topo do ranking mundial.[9] Tornou-se oficialmente número um no dia 4 de abril de 2022, logo após vencer o WTA de Miami.[10] Em 4 de junho do mesmo ano, conquistou novamente o Torneio de Roland Garros, derrotando a Coco Gauff na final por 6-1 e 6-3.[11] No US Open de 2022, obteve seu primeiro título da competição (seu terceiro Grand Slam), vencendo Ons Jabeur na decisão por 6–2 e 7–6.[12]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Iga Świątek nasceu em 31 de maio de 2001 em Varsóvia, sendo filha de Dorota e Tomasz Świątek.[13] Seu pai é um ex-remador que competiu no evento masculino de sculls quádruplos nas Olimpíadas de Seul em 1988.[14][15] Sua mãe é ortodontista. Ela tem uma irmã Agata que é cerca de três anos mais velha e estuda odontologia na Universidade Médica de Lublin.[16]

O pai de Świątek queria que suas filhas se tornassem atletas competitivas e preferia que elas praticassem um esporte individual em vez de um esporte de equipe para ter melhor controle de suas chances de sucesso. Agata começou inicialmente como nadadora, mas mudou para o tênis depois que teve problemas com a natação. Iga seguiu a irmã no tênis porque queria vencê-la e também porque queria ser mais parecida com ela. Agata competiu brevemente no Circuito Júnior da ITF em 2013 com cerca de 15 anos, mas parou de jogar devido a problemas de lesão.[17][18][19] Iga treinou no Mera Warsaw aos 14 anos antes de se mudar para o Legia Warsaw.[20][21]

Carreira júnior[editar | editar código-fonte]

Świątek com o troféu de campeã júnior de Wimbledon de 2018

Świątek alcançou um ranking de carreira de No. 5 como júnior. Ela começou a competir em eventos do Circuito ITF Junior em 2015 e ganhou títulos consecutivos de nível 4 de baixo nível em abril e maio aos 13 anos. Antes do final do ano, ela subiu para eventos de grau 2 e terminou em segundo lugar em simples e duplas no Czech Junior Open. Świątek fez sua estreia no Grand Slam júnior em 2016 no Aberto da França, chegando às quartas de final em simples e duplas. Ela seguiu com seu melhor título júnior até hoje no Campeonato Canadense Aberto Júnior de Grau 1, derrotando Olga Danilović na final.[22][23] Świątek teve um forte primeiro semestre de 2017. Ela ganhou os títulos de simples e duplas no Grau 1 Traralgon Junior International. Embora ela tenha perdido sua partida de abertura no Aberto da Austrália, ela fez parceria com a compatriota Maja Chwalińska para fazer sua primeira final em um evento de Grand Slam, terminando como vice-campeã em duplas para a equipe norte-americana de Bianca Andreescu e Carson Branstine.[22][23] Ela então alcançou sua primeira final de simples de grau A no Trofeo Bonfiglio, perdendo para Elena Rybakina.[24] Sua temporada chegou ao fim após outra quartas de final no Aberto da França,[22][23] após a qual ela teve uma cirurgia no tornozelo direito que a manteve fora por sete meses.[25][26]

Apesar de apenas competir em dois torneios de Grand Slam em 2018 e três eventos de simples no total, Świątek terminou sua carreira júnior com sua melhor temporada.[22][23] Ela voltou para a turnê júnior no Aberto da França após uma ausência de um ano e alcançou as semifinais em simples, perdendo para Caty McNally.[27] Ela se saiu melhor nas duplas, em parceria com McNally para ganhar seu primeiro título de Grand Slam júnior. Elas derrotaram a equipe japonesa de Yuki Naito e Naho Sato na final.[28]

Świątek jogou apenas simples em Wimbledon. Como uma jogadora não semeada devido à sua ausência, ela foi sorteada contra Whitney Osuigwe na primeira rodada. Depois de vencer essa partida em três sets,[29] ela não perdeu outro set durante o resto do torneio e ganhou o campeonato por seu único título júnior de Grand Slam. Ela derrotou Leonie Küng na final.[30]

Equipe de treinamento[editar | editar código-fonte]

O principal treinador de Świątek em seus primeiros anos de juniores foi Michał Kaznowski, com quem ela trabalhou até o Aberto da França de 2016.[21][31] Jolanta Rusin-Krzepota foi sua preparadora física por quase quatro anos até o final do US Open de 2019.[32] Świątek foi treinada por Piotr Sierzputowski a partir de 2016.[33] Durante o tempo em que Sierzputowski foi seu treinador, o ex-jogador de tênis profissional britânico e ex-treinador polonês da Copa Davis Nick Brown também atuou como consultor principal na ocasião.[34] Świątek também trabalha com a psicóloga esportiva Daria Abramowicz.[35][36][37]

Em dezembro de 2021, Iga anunciou que está se separando do técnico Piotr Sierzputowski depois de quase seis anos trabalhando juntos. "Essa mudança é realmente desafiadora para mim, e essa decisão também não foi fácil." Świątek contratou Sierzputowski como seu treinador em janeiro de 2016, quando ela tinha 15 anos e ainda jogava em torneios juniores.[38] Seu atual treinador é Tomasz Wiktorowski, que anteriormente treinou Agnieszka Radwańska.[39]

Patrocínio[editar | editar código-fonte]

Świątek é patrocinada pela Asics para roupas desde o início de 2020. Ela foi anteriormente patrocinada pela Nike.[40] Świątek também é patrocinada pela empresa de bebidas energéticas Red Bull, a gigante tecnológica chinesa Xiaomi[41] e a divisão Lexus da montadora Toyota, a última das quais também patrocinou o tenista polonês Agnieszka Radwańska.[42][43] Em 2021, Świątek assinou um contrato de patrocínio com a Tecnifibre para raquetes; ela usou anteriormente uma raquete Prince Textreme 100 Tour, embora não estivesse sob contrato com a empresa. O pai de Świątek também confirmou que ela também assinou um contrato com a Rolex em 2021. Desde fevereiro de 2021, seu principal parceiro é a PZU.[44]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Świątek é uma amante de gatos e possui uma gata preta chamada Grappa. Ela gosta de ler romances e ouvir música. Antes de suas partidas, ela ouve rock, especialmente Pearl Jam, Pink Floyd, Red Hot Chili Peppers e AC/DC. Em seu tempo livre, ela ouve música alternativa, jazz, soul e pop.[45] Ela também é fã de Taylor Swift.[46] Em uma entrevista para o Tennis Channel, ela descreveu Mikaela Shiffrin como uma "modelo muito boa".[47] Ela também mencionou que é fã da atriz Sandra Bullock e de seus filmes.[48]

Finais[editar | editar código-fonte]

Circuito WTA[editar | editar código-fonte]

Categoria S D DM
Grand Slam 3–0 0–0 0–0
Fim de temporada 0–0 0–0
Jogos Olímpicos 0–0 0–0 0–0
WTA 1000 5–1 0–0
WTA 500 3–1 0–0
International / WTA 250 0–1 0–0
Piso S D DM
duro 4–0 0–0 0–0
saibro 5–1 0–0 0–0
grama 0–0 0–0 0–0
carpete 0–0 0–0 0–0

Simples: 13 (11 títulos, 2 vices)[editar | editar código-fonte]

Status V–D Data Torneio Cidade/país Categoria Piso Adversária Resultado
Venceu 11–2 Outubro de 2022 Southern California Open Estados Unidos San Diego, EUA WTA 500 duro Croácia Donna Vekić 6–3, 3–6, 6–0
Perdeu 10–2 Outubro de 2022 Ostrava Open Chéquia Ostrava, República Tcheca WTA 500 duro (i) Chéquia Barbora Krejčíková 7–5, 6–7(4–7), 3–6
Venceu 10–1 Setembro de 2022 US Open Estados Unidos Nova York, EUA Grand Slam duro Tunísia Ons Jabeur 6–2, 7–6(7–5)
Venceu 9–1 4 de junho de 2022 Torneio de Roland Garros França Paris, França Grand Slam saibro Estados Unidos Coco Gauff 6–1, 6–3
Venceu 8–1 15 de maio de 2022 Internazionali BNL d'Italia Itália Roma, Itália WTA 1000 saibro Tunísia Ons Jabeur 6–2, 6–2
Venceu 7–1 24 de abril de 2022 Porsche Tennis Grand Prix Alemanha Stuttgart, Alemanha WTA 500 saibro Bielorrússia Aryna Sabalenka 6–2, 6–2
Venceu 6–1 2 de abril de 2022 Miami Open Estados Unidos Miami, Estados Unidos WTA 1000 duro Japão Naomi Osaka 6–4, 6–0
Venceu 5–1 20 de março de 2022 BNP Paribas Open Estados Unidos Indian Wells, Estados Unidos WTA 1000 duro Grécia Maria Sakkari 6–4, 6–1
Venceu 4–1 26 de fevereiro de 2022 Qatar TotalEnergies Open Catar Doha, Catar WTA 1000 duro Estónia Anett Kontaveit 6–2, 6–0
Venceu 3-1 16 de maio de 2021 Internazionali BNL d'Italia Itália Roma, Itália WTA 1000 saibro Chéquia Karolína Pliskova 6–0, 6–0
Venceu 2–1 27 de fevereiro de 2021 Adelaide International Austrália Adelaide, Austrália WTA 500 duro Suíça Belinda Bencic 6–2, 6–2
Venceu 1–1 10 de outubro de 2020 Torneio de Roland Garros França Paris, França Grand Slam saibro Estados Unidos Sofia Kenin 6–4, 6–1
Perdeu 0–1 14 de abril de 2019 Samsung Open Suíça Lugano, Suíça International saibro Eslovénia Polona Hercog 3–6, 6–3, 3–6

Circuito ITF[editar | editar código-fonte]

Simples: 7 (7 títulos)[editar | editar código-fonte]

Status V–D Data Cidade/país Categoria Piso Adversária Resultado
Venceu 7–0 Setembro de 2018 Suíça Montreux, Suíça 60 000 saibro Bélgica Kimberley Zimmermann 6–2, 6–2
Venceu 6–0 Setembro de 2018 Hungria Budapeste, Hungria 60 000 saibro Ucrânia Katarina Zavatska 6–2, 6–2
Venceu 5–0 Abril de 2018 Estados Unidos Pelham, Estados Unidos 25 000 saibro Estados Unidos Allie Kick 6–2, 6–0
Venceu 4–0 Fevereiro de 2018 Egito Xarm el-Xeikh, Egito 15 000 duro Bélgica Britt Geukens 6–3, 6–1
Venceu 3–0 Fevereiro de 2018 Hungria Győr, Hungria 15 000 saibro Chéquia Gabriela Horáčková 6–2, 6–2
Venceu 2–0 Fevereiro de 2018 Itália Bérgamo, Itália 15 000 saibro (coberto) Itália Martina Di Giuseppe 6–4, 3–6, 6–3
Venceu 1–0 Fevereiro de 2018 Suécia Estocolmo, Suécia 10 000 duro (coberto) Roménia Laura-Ioana Paar 6–4, 6–3

Duplas: 1 (1 vice)[editar | editar código-fonte]

Status V–D Data Cidade/país Categoria Piso Parceira Adversárias Resultado
Perdeu 0–1 Fevereiro de 2018 Egito Xarm el-Xeikh, Egito 15 000 duro Alemanha Constanze Stepan Rússia Anna Morgina
Rússia Valeria Solovyeva
4–6, 2–6

Grand Slam juvenil[editar | editar código-fonte]

Simples: 1 (1 título)[editar | editar código-fonte]

Status V–D Data Torneio Cidade/país Piso Adversária Resultado
Venceu 1–0 Julho de 2018 Torneio de Wimbledon Reino Unido Londres, Reino Unido grama Suíça Leonie Küng 6–4, 6–2

Duplas: 2 (1 titulo, 1 vice)[editar | editar código-fonte]

Status V–D Data Torneio Cidade/país Piso Parceira Adversárias Resultado
Venceu 1–1 Junho de 2018 Torneio de Roland Garros França Paris, França saibro Estados Unidos Catherine McNally Japão Yuki Naito
Japão Naho Sato
6–2, 7–5
Perdeu 0–1 Janeiro de 2017 Australian Open Austrália Melbourne, Austrália duro Polónia Maja Chwalińska Canadá Bianca Andreescu
Estados Unidos Carson Branstine
1–6, 46–7

Referências

  1. «Career Prize Money Leaders» (PDF). WTA Tennis. Consultado em 18 de janeiro de 2023 
  2. «Buenos Aires 2018 - Tennis - Women's Doubles». International Olympic Committee (em inglês). 24 de outubro de 2018. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  3. «Starstruck Swiatek on Osaka practice: 'I'm new here, I'm not used to talking to celebrities'» (em inglês). wtatennis.com. 27 de agosto de 2019 
  4. «Swiatek's deft dropshot crowned 2019 WTA Shot of the Year» (em inglês). wtatennis.com. 20 de dezembro de 2020 
  5. «Simona Halep clinches her third consecutive WTA Fan Favourite win» (em inglês). ubitennis.net. 22 de dezembro de 2019 
  6. «Swiatek brilha de novo e conquista Roland Garros». tenisbrasil.com.br. 10 de outubro de 2020 
  7. «Título de Swiatek foi o mais dominante desde Graf». tenisbrasil.com.br. 10 de outubro de 2020 
  8. «Swiatek whitewashes Pliskova to capture Rome title and break Top 10». Women's Tennis Association (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2021 
  9. «Swiatek vence na estreia em Miami e é a nova Nº1 do mundo». Lance!. Consultado em 26 de março de 2022 
  10. «From Grand Slam champ to World No.1, the rise of Iga Swiatek» (em inglês). WTA. Consultado em 4 de junho de 2022 
  11. Clarey, Christopher (4 de junho de 2022). «Iga Swiatek Dominates in French Open Final for Championship». The New York Times (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2022 
  12. Futterman, Matthew (10 de setembro de 2022). «Iga Swiatek Downs Ons Jabeur to Win U.S. Open Women's Singles Title». The New York Times (em inglês). Consultado em 10 de setembro de 2022 
  13. «Iga Swiatek». WTA Tennis. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  14. Imhoff, Dan (26 de janeiro de 2020). «Swiatek follows father's footsteps 38 years later». Australian Open. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  15. «Iga Swiatek Rankings History». WTA Tennis. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  16. «Iga Świątek Matka Ojciec: Kim są rodzice Igi Świątek? Ojciec i matka Igi Świątek» [Iga Świątek Mother Father: Who are Iga Świątek's parents? Father and mother of Iga Świątek]. Super Express (em polaco). 10 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  17. Nguyen, Courtney (2 de junho de 2019). «Insider Q&A: Iga Swiatek shines on in breakout Roland Garros run». WTA Tennis. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  18. Chojecki, Michał (21 de julho de 2018). «Tomasz Świątek, ojciec mistrzyni juniorskiego Wimbledonu: Iga sama dobrze wie, czego chce» [Tomasz Świątek, father of the Wimbledon junior champion: Iga knows exactly what she wants]. Super Express (em polaco). Consultado em 5 de outubro de 2020 
  19. «Agata Swiatek Junior Singles Activity». ITF Tennis. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  20. Ciastoń, Jakub (26 de agosto de 2015). «Najmłodsza, najlepsza, Iga! 14-latka z Raszyna ograła na kortach Legii starsze od siebie tenisistki» [The youngest, the best, Iga! The 14-year-old from Raszyn outplayed the older tennis players on the Legia courts]. Sport.pl (em polaco). Consultado em 5 de outubro de 2020 
  21. a b Petruczenko, Maciej (18 de julho de 2018). «Kobiecy wdzięk i męski serwis» [Feminine charm and masculine service]. Passa (em polaco). Consultado em 5 de outubro de 2020 
  22. a b c d «Iga Swiatek Junior Singles Activity». ITF Tennis. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  23. a b c d «Iga Swiatek Junior Doubles Activity». ITF Tennis. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  24. «Popyrin e Rybakina vincono il Trofeo Bonfiglio 2017» [Popyrin and Rybakina win the Bonfiglio Trophy 2017]. Spazio Tennis (em italiano). 28 de maio de 2017. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  25. Macpherson, Alex (11 de janeiro de 2019). «Getting to know you: Introducing Melbourne 2019's Grand Slam debutantes». WTA Tennis. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  26. Pearce, Linda (14 de julho de 2018). «Swiatek wins girls' singles title». Wimbledon. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  27. Lewis, Colette (8 de junho de 2020). «My Article on Amber O'Dell's Commitment to Virginia; McNally and Gauff to Play for French Open Girls Titles; Three Americans Advance to Bethany Beach $25K Semifinals». ZooTennis.com. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  28. Lewis, Colette (9 de junho de 2018). «Gauff Wins French Open Girls Title over McNally in Third Set Tiebreaker; McNally Claims Girls Doubles Title; Tseng Captures Boys Title in Paris». ZooTennis.com. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  29. Lewis, Colette (9 de julho de 2018). «Swiatek Takes Out Top Seed Osuigwe; Roehampton Champions Roll On as First Round of Wimbledon Junior Championships Completed». ZooTennis.com. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  30. Lewis, Colette (14 de julho de 2018). «Swiatek Claims Wimbledon Girls Title; McNally and Osuigwe Meet Royalty, Advance to Girls Doubles Final for Second Straight Year». ZooTennis.com. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  31. Łuczak, Maciej (23 de agosto de 2016). «Iga Świątek: nie będę drugą Agnieszką Radwańską» [Iga Świątek: I will not be the second Agnieszka Radwańska]. TVP Sport (em polaco). Consultado em 5 de outubro de 2020 
  32. Krogulec, Michał (8 de setembro de 2019). «"To Były Wspaniałe Lata". Iga Swiątek Kończy Współpracę» ["Those Were Great Years." Iga Swiątek Ends The Cooperation]. Tenis Klub (em polaco). Consultado em 5 de outubro de 2020 
  33. «Swiatek bored by practise but 'a beast' on court, says coach». Reuters. 4 de outubro de 2020. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  34. Gębicz, Bartosz (1 de junho de 2019). «Piotr Sierzputowski: Mam Swój Pomysł Na Igę Swiątek» [Piotr Sierzputowski: I Have My Own Idea For Iga Swiątek]. Przeglad Sportowy (em polaco). Consultado em 7 de outubro de 2020 
  35. Rossingh, Danielle (3 de outubro de 2020). «Focused Swiatek is up for Halep challenge». Roland Garros. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  36. Nguyen, Courtney (5 de outubro de 2020). «How Swiatek's sports psychologist honed her mental game». WTA Tennis. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  37. Futterman, Matthew (7 de fevereiro de 2021). «The Brain Within the Brain of a Rising Tennis Queen». The New York Times 
  38. «2020 French Open champ Iga Swiatek splits from longtime coach». Espn.com. 4 de dezembro de 2021 
  39. «Dawid Olejniczak o rozstaniu Igi Świątek z Piotrem Sierzputowskim: Rzadko trener nie jest na pierwszym planie». Polsat Sport. 4 de dezembro de 2021. Consultado em 3 de fevereiro de 2022 
  40. «Two more breakups with Nike: Caroline Garcia, Iga Swiatek join the Asics team». Women's Tennis Blog. 5 de janeiro de 2020. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  41. «Iga Świątek ambasadorką chińskiego potentata wartego 100 mld dol. Może być nośnikiem nowej wizji świata». Przegląd Sportowy (em polaco). 27 de fevereiro de 2021. Consultado em 7 de junho de 2021 
  42. «Iga Świątek». Red Bull (em inglês). Consultado em 10 de outubro de 2020 
  43. «Iga Świątek – jakie auto ma polska tenisistka? Nie może nim jeszcze sama jeździć» [What car does Iga Świątek have? She can't drive it herself yet]. Auto Świat (em polaco). 10 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  44. «PZU oficjalnym partnerem Igi Świątek» (em polaco). Consultado em 1 de junho de 2021 
  45. «Iga». Igaswiatek.pl. Consultado em 2 de junho de 2022. Cópia arquivada em 11 de maio de 2022 
  46. «Swiatek shares her interests and how to deal with hate». sportkeeda.com. Consultado em 12 de janeiro de 2022. Cópia arquivada em 17 de junho de 2022 
  47. «Mikaela Shiffrin and French Open champ Iga Swiatek: Why we are stronger together». Consultado em 25 de julho de 2022. Cópia arquivada em 25 de julho de 2022 
  48. «Iga zza kulisów życia». sport.interia.pl. Consultado em 12 de abril de 2022. Cópia arquivada em 17 de junho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Iga Świątek

Precedido por
Ashleigh Barty
Nº 1 do mundo da WTA (simples)
4 de abril de 2022 – presente
Sucedido por
Atual

]