Votação do Festival RTP da Canção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Ao longo dos anos, houve muitos e variados sistemas de votação no Festival RTP da Canção. A Rádio e Televisão de Portugal experimentou várias técnicas incluindo júri distrital (em 2017 júri regional), júri de sala, televoto e voto através de boletins. Em 1976, o público é, pela primeira vez, chamado a votar através de boletins publicados pela imprensa.[1] O método revela-se um sucesso e é reutilizado em 1977. O televoto foi implementado em 1995, funcionando como um júri adicional[2], sendo reutilizado em 1997.[3] Em 2003 é utilizado como o único método para escolher o vencedor e em 2006 iguala-se perante o júri (50% televoto e 50% júri).

O atual recorde do televoto é de 117 639 votos em 2010.

Sistemas de votação[editar | editar código-fonte]

Ano Pontos Sistema de votação
1964 1-15 pontos 18 júris distritais de Portugal Continental. Cada júri distrital dispunha de 15 votos a distribuir pelas canções que pretendesse premiar.
1965
1966
1967
1968
1969
1970
1971
1972 1-20 pontos (cada júri distrital)
1-80 pontos (júri de selecção)
18 júris distritais de Portugal Continental e um júri de selecção. Cada júri distrital dispunha de 20 votos a distribuir pelas canções que pretendesse premiar. O júri de selecção, composto por 8 elementos também votou e disponha de 80 votos.
1973 1-20 pontos (cada júri distrital)
1-10 pontos (cada jurado de selecção)
18 júris distritais de Portugal Continental e um júri de selecção. Cada júri distrital dispunha de 20 votos a distribuir pelas canções que pretendesse premiar. Cada um dos 9 jurados de selecção tinha 10 votos, no total, para atribuir.
1974 19 júris distritais de Portugal Continental e um júri de selecção. Cada júri distrital dispunha de 20 votos a distribuir pelas canções que pretendesse premiar. Cada um dos 9 jurados de selecção tinha 10 votos, no total, para atribuir.
1975 Desconhecido O júri nacional foi substituído por um júri constituído pelos próprios autores das letras e músicas, presidido por um representante da RTP.
1976 1 voto O público foi chamado a participar activamente, votando nas canções (em 1977 na versão da canção) da sua preferência através de boletins publicados na imprensa.
1977
1978 Desconhecido A votação foi feita secretamente e na última parte do espectáculo, apenas foi mencionada a votação total atribuída a cada canção pelo júri composto por 12 elementos.
1979 1-10 pontos (cada júri distrital)
1-5 pontos (júri de selecção)
Nas três eliminatórias, a votação coube a um júri composto por 5 elementos, em que cada um deles teria que pontuar cada canção de 1 a 5 pontos. Na grande final, a votação coube aos 22 júris distritais, em que cada distrito podia votar em cada canção de 1 a 10 pontos.
1980 1-5 pontos (cada júri distrital)
1-5 pontos (júri de selecção)
Nas três eliminatórias, a votação coube a um júri composto por 5 elementos, em que cada um deles teria que pontuar cada canção de 1 a 5 pontos. Na grande final, a votação coube ao júri distrital, em que cada distrito podia votar em cada canção de 1 a 5 pontos.
1981 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 pontos A votação baseou-se em 22 júris distritais que atribuíram 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto às suas 10 canções favoritas, por ordem de preferência.
1982
1983
1984 1-10 pontos Os 18 elementos do júri dispunha de 1 a 10 votos para atribuir a cada uma das canções finalistas.
1985 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto O mesmo de entre 1981-1983.
1986 1 voto Júri foi constituído por 43 elementos, todos funcionários da RTP, que votaram apenas naquela que segundo a sua opinião deveria ser a vencedora. Esta votação visava apurar as seis mais votadas, deixando as outras seis fora da nova votação. Porém, face a um empate foram consideradas para nova votação as oito mais pontuadas. Em nova votação, desta vez, nas oito canções semifinalistas que se desconhecem quais foram, na totalidade, os 43 elementos do júri elegeram três e depois a vencedora.
1987 1-8 pontos A votação baseou-se nos 22 júris distritais que atribuíram 1 a 8 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
1988 Desconhecido Prémio Nacional da Música: Júri composto por sete elementos escolhidos propositadamente para a eleição da canção vencedora. O processo de votação não foi tornado público.
Selecção interna:O processo de escolha da canção vencedora foi feito internamente, não sendo do conhecimento público a posição de cada tema depois de apreciados pelo júri nomeado pela RTP.
1989 1-8 pontos A votação baseou-se nos 22 júris distritais que atribuíram 1 a 6 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
1990 1-12 pontos O mesmo de entre 1981-1983 e 1985.
1991 1-10 pontos A votação baseou-se nos 22 júris distritais que atribuíram 1 a 10 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
1992 A votação baseou-se num júri (semi-finais) e em 22 júris distritais (final) que atribuíram 1 a 10 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
1993
1994
1995 O mesmo de 1991 com o televoto a funcionar como um 23º júri.
1996 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto A votação baseou-se em 10 júris distritais que atribuíram 1 a 12 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
1997 1-10 pontos O mesmo de 1995.
1998 Os 5 elementos do júri dispunha de 1 a 10 votos para atribuir a cada uma das canções finalistas.
1999 A votação baseou-se nos 11 júris distritais que atribuíram 1 a 10 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
2000 A votação baseou-se nos 12 júris distritais que atribuíram 1 a 10 pontos às suas canções favoritas, por ordem de preferência.
2001 Desconhecido Em cada uma destas cinco semifinais as duas canções mais pontuadas transitaram automaticamente para a final. Os resultados individuais da final nunca foram revelados.
2003 1 voto A votação foi feita através de chamadas telefónicas (televoto).
2004
2005 Selecção interna.
2006 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto Júri de sala (50%) e televoto (50%).
2007 1 voto O mesmo de entre 2003-2004.
2008
2009 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto Voto online (semi-final online). Júri distrital (50%) e televoto (50%) (final).
2010 Voto online (semi-final online). Televoto (semi-finais). Júri distrital (50%) e televoto (50%) (final).
2011 O mesmo de 2009.
2012 Júri distrital (50%) e televoto (50%).
2014 1 voto O mesmo de entre 2003-2004 e 2008-2009, com uma semifinal.
2015 1 voto Em cada semifinal os telespetadores através do sistema de televoto escolheram duas canções para a final. Na final o televoto escolheu duas canções para a finalíssima e depois foi o único responsável pela escolha da canção vencedora. Os compositores escolheram uma canção em cada semifinal para transitar para a final e na final escolheram um tema para a finalíssima.
2017 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto A votação é distribuída entre o público (50%) e um júri regional (7 regiões) (na final) e um júri de sala (nas semifinais) (50%). Em caso de empate nas semifinais prevalece a votação do júri, já na Grande Final, é o público que dita o resultado em caso de empate.
2018
2019

Pontuações mais altas[editar | editar código-fonte]

Edição Artista(s) Canção Pontos Percentagem de pontos
2001 MTM "Só Sei Ser Feliz assim" 280 12.73 %
2001 Patrícia Colaço & Duo Demo "Choro no fado" 275 12.50 %
2001 Sónia Mota "No tom das cores" 257 11.68 %

Zero pontos[editar | editar código-fonte]

Em finais[editar | editar código-fonte]

Edição Artista(s) Canção
1964 Artur Garcia "Foi sonho"
Madalena Iglésias "Na tua carta"
Gina Maria "Minha luz brilhou"
1974 Verónica "Canção por todos vós"
Artur Garcia "Dona e senhora da boina"
Fernanda Farri "Cantiga ao vento"
2009 Fernando Pereira "É o Amor"
2010 Filipa Galvão Telles "O amor não sabe"
2018 David Pessoa "Amor veloz"

Em semifinais[editar | editar código-fonte]

Edição Artista(s) Canção
1984 Marisa "Num olhar"
Isabel Soares "O (nosso) Reencontro"
Samuel e Cristina "Este quadro"
José Campos e Sousa "Cidade mar"
2018 Bruno Vasconcelos "Austrália"
Dora Fidalgo "Arco-íris (assim cantou Zaratustra)"
Sequin "All over again"

Júris[editar | editar código-fonte]

Júris regionais de 2017.

Júris territoriais[editar | editar código-fonte]

Júris distritais (1964-2012)[editar | editar código-fonte]

Durante, praticamente, toda a História do certame que os júris distritais foram utilizados, tendo o seu número variando ao longo do tempo.

Ano Júris
1964 Pt-avr1.png Aveiro, Pt-bja1.png Beja, Pt-brg1.png Braga, Pt-bgc1.png Bragança, Pt-ctb1.png Castelo Branco, Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, Pt-grd1.png Guarda, Pt-lra1.png Leiria, Pt-lsb1.png Lisboa, Pt-ptg1.png Portalegre, Pt-prt1.png Porto, Pt-str1.png Santarém, Pt-stb1.png Setúbal, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu
1974 Pt-avr1.png Aveiro, Pt-bja1.png Beja, Pt-brg1.png Braga, Pt-bgc1.png Bragança, Pt-ctb1.png Castelo Branco, Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, FNC.png Funchal, Pt-grd1.png Guarda, Pt-lra1.png Leiria, Pt-lsb1.png Lisboa, Pt-ptg1.png Portalegre, Pt-prt1.png Porto, Pt-str1.png Santarém, Pt-stb1.png Setúbal, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu
1979 Coat of arms of Angra do Heroismo Azores.jpg Angra do Heroísmo, Pt-avr1.png Aveiro, Pt-bja1.png Beja, Pt-brg1.png Braga, Pt-bgc1.png Bragança, Pt-ctb1.png Castelo Branco, Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, FNC.png Funchal, Pt-grd1.png Guarda, HRT.png Horta, Pt-lra1.png Leiria, Pt-lsb1.png Lisboa, PDL.png Ponta Delgada, Pt-ptg1.png Portalegre, Pt-prt1.png Porto, Pt-str1.png Santarém, Pt-stb1.png Setúbal, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu
1996 Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, FNC.png Funchal, Pt-lsb1.png Lisboa, PDL.png Ponta Delgada, Pt-prt1.png Porto, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu
1999 Pt-bgc1.png Bragança, Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, FNC.png Funchal, Pt-lsb1.png Lisboa, PDL.png Ponta Delgada, Pt-prt1.png Porto, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu
2000 Pt-bgc1.png Bragança, Pt-ctb1.png Castelo Branco,Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, FNC.png Funchal, Pt-lsb1.png Lisboa, PDL.png Ponta Delgada, Pt-prt1.png Porto, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu
2009 Pt-avr1.png Aveiro, Pt-bja1.png Beja, Pt-brg1.png Braga, Pt-bgc1.png Bragança, Pt-ctb1.png Castelo Branco, Pt-cbr1.png Coimbra, Pt-evr1.png Évora, Pt-far1.png Faro, FNC.png Funchal, Pt-grd1.png Guarda, Pt-lra1.png Leiria, Pt-lsb1.png Lisboa, PDL.png Ponta Delgada, Pt-ptg1.png Portalegre, Pt-prt1.png Porto, Pt-str1.png Santarém, Pt-stb1.png Setúbal, Pt-vct1.gif Viana do Castelo, VRL.png Vila Real, Pt-vis1.png Viseu

Júris regionais (2017-presente)[editar | editar código-fonte]

Com o novo formato, o Festival RTP da Canção adotou os júris regionais, em detrimento dos distritais, para, a par com o televoto, decidir o vencedor.

Ano Júris
2017 Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Flag of the Azores.svg Açores, Flag of Madeira.svg Madeira

Ordem de votação[editar | editar código-fonte]

1964-1973[editar | editar código-fonte]

Júris distritais utilizados entre 1964-1971.

Em 1972 e 1973, foi também utilizado um júri de seleção.

Ordem de votação Distritos
Pt-avr1.png Aveiro
Pt-bja1.png Beja
Pt-brg1.png Braga
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-ctb1.png Castelo Branco
Pt-cbr1.png Coimbra
Pt-evr1.png Évora
Pt-far1.png Faro
Pt-grd1.png Guarda
10º Pt-lra1.png Leiria
11º Pt-lsb1.png Lisboa
12º Pt-ptg1.png Portalegre
13º Pt-prt1.png Porto
14º Pt-str1.png Santarém
15º Pt-stb1.png Setúbal
16º Pt-vct1.gif Viana do Castelo
17º VRL.png Vila Real
18º Pt-vis1.png Viseu

1974[editar | editar código-fonte]

Júris distritais utilizados em 1974 (os então distritos açorianos não foram chamados a votar).

Também foi chamado a votar, a par dos júris distritais, um júri de seleção.

Ordem de votação Distritos
Pt-avr1.png Aveiro
Pt-bja1.png Beja
Pt-brg1.png Braga
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-ctb1.png Castelo Branco
Pt-cbr1.png Coimbra
Pt-evr1.png Évora
Pt-far1.png Faro
FNC.png Funchal
10º Pt-grd1.png Guarda
11º Pt-lra1.png Leiria
12º Pt-lsb1.png Lisboa
13º Pt-ptg1.png Portalegre
14º Pt-prt1.png Porto
15º Pt-str1.png Santarém
16º Pt-stb1.png Setúbal
17º Pt-vct1.gif Viana do Castelo
18º VRL.png Vila Real
19º Pt-vis1.png Viseu

1975[editar | editar código-fonte]

O júri nacional foi substituído por um júri constituído pelos próprios autores das letras e músicas, presidido por um representante da RTP .

Ordem de votação Membros
Compositores de cada canção
Autores de cada canção

1979-1981[editar | editar código-fonte]

Júris distritais e regionais utilizados entre 1979 e 1983.
Ordem de votação Distritos
Coat of arms of Angra do Heroismo Azores.jpg Angra do Heroísmo
Pt-avr1.png Aveiro
Pt-bja1.png Beja
Pt-brg1.png Braga
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-ctb1.png Castelo Branco
Pt-cbr1.png Coimbra
Pt-evr1.png Évora
Pt-far1.png Faro
10º FNC.png Funchal
11º Pt-grd1.png Guarda
12º Pt-lra1.png Leiria
13º HRT.png Horta
14º Pt-lsb1.png Lisboa
15º PDL.png Ponta Delgada
16º Pt-ptg1.png Portalegre
17º Pt-prt1.png Porto
18º Pt-str1.png Santarém
19º Pt-stb1.png Setúbal
20º Pt-vct1.gif Viana do Castelo
21º VRL.png Vila Real
22º Pt-vis1.png Viseu

1982[editar | editar código-fonte]

Os júris mantêm-se, mas a ordem de votação deixa de ser alfabeticamente e passa a ser por sorteio feito em direto.

Ordem de votação Distritos
HRT.png Horta
Pt-stb1.png Setúbal
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-avr1.png Aveiro
Pt-vct1.gif Viana do Castelo
Pt-str1.png Santarém
Pt-lra1.png Leiria
Pt-prt1.png Porto
VRL.png Vila Real
10º Pt-ctb1.png Castelo Branco
11º Pt-ptg1.png Portalegre
12º FNC.png Funchal
13º PDL.png Ponta Delgada
14º Pt-grd1.png Guarda
15º Pt-lsb1.png Lisboa
16º Pt-far1.png Faro
17º Pt-cbr1.png Coimbra
18º Pt-evr1.png Évora
19º Pt-bja1.png Beja
20º Pt-brg1.png Braga
21º Pt-vis1.png Viseu
22º Coat of arms of Angra do Heroismo Azores.jpg Angra do Heroísmo

1983[editar | editar código-fonte]

Tal como em 1982, a ordem de votação foi sorteada em direto.

Ordem de votação Distritos
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-lsb1.png Lisboa
Pt-vct1.gif Viana do Castelo
PDL.png Ponta Delgada
Pt-stb1.png Setúbal
Pt-prt1.png Porto
Pt-evr1.png Évora
Pt-bja1.png Beja
Pt-avr1.png Aveiro
10º FNC.png Funchal
11º Pt-ctb1.png Castelo Branco
12º Pt-ptg1.png Portalegre
13º Pt-vis1.png Viseu
14º VRL.png Vila Real
15º Pt-lra1.png Leiria
16º Pt-brg1.png Braga
17º HRT.png Horta
18º Pt-grd1.png Guarda
19º Pt-far1.png Faro
20º Pt-cbr1.png Coimbra
21º Coat of arms of Angra do Heroismo Azores.jpg Angra do Heroísmo
22º Pt-str1.png Santarém

1985[editar | editar código-fonte]

Tal como em 1982 e 1983, a ordem de votação foi sorteada em direto.

Ordem de votação Distritos
HRT.png Horta
Pt-brg1.png Braga
Pt-vis1.png Viseu
Pt-far1.png Faro
Pt-lsb1.png Lisboa
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-stb1.png Setúbal
Pt-str1.png Santarém
Pt-ctb1.png Castelo Branco
10º PDL.png Ponta Delgada
11º Pt-lra1.png Leiria
12º Pt-grd1.png Guarda
13º Pt-vct1.gif Viana do Castelo
14º VRL.png Vila Real
15º Pt-cbr1.png Coimbra
16º Pt-prt1.png Porto
17º FNC.png Funchal
18º Pt-evr1.png Évora
19º Coat of arms of Angra do Heroismo Azores.jpg Angra do Heroísmo
20º Pt-bja1.png Beja
21º Pt-ptg1.png Portalegre
22º Pt-avr1.png Aveiro

1987[editar | editar código-fonte]

Tal como em 1982, 1983 e 1985, a ordem de votação foi sorteada em direto.

Ordem de votação Distritos
Pt-prt1.png Porto
Pt-lsb1.png Lisboa
Pt-bja1.png Beja
Pt-str1.png Santarém
Pt-avr1.png Aveiro
Pt-brg1.png Braga
Coat of arms of Angra do Heroismo Azores.jpg Angra do Heroísmo
Pt-bgc1.png Bragança
Pt-cbr1.png Coimbra
10º Pt-ctb1.png Castelo Branco
11º Pt-evr1.png Évora
12º Pt-vis1.png Viseu
13º VRL.png Vila Real
14º Pt-far1.png Faro
15º FNC.png Funchal
16º Pt-grd1.png Guarda
17º HRT.png Horta
18º Pt-lra1.png Leiria
19º PDL.png Ponta Delgada
20º Pt-ptg1.png Portalegre
21º Pt-stb1.png Setúbal
22º Pt-vct1.gif Viana do Castelo

2017-2018[editar | editar código-fonte]

Ordem de votação Regiões
Norte
Centro
Lisboa e Vale do Tejo
Alentejo
Algarve
Flag of the Azores.svg Açores
Flag of Madeira.svg Madeira

2019[editar | editar código-fonte]

Em 2019, o Algarve foi a última região a votar, pois era a anfitriã.[4]

Ordem de votação Regiões
Norte
Centro
Lisboa e Vale do Tejo
Alentejo
Flag of the Azores.svg Açores
Flag of Madeira.svg Madeira
Algarve

Referências