Wonder Boy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

Wonder Boy (ワンダー ボーイ, Wandā boi), também conhecido no Japão como Monster World (モンスター ワールド, Monsutā Warudo), é uma série de jogos de vídeo que foi lançado pela Sega e desenvolvido pela Westone Bit Entertainment (anteriormente Escape).

A série consiste em séries principais de Wonder Boy em conjunto a sub-série de Monster World. O jogo "Wonder Boy V: Monster World III" resultaria uma confusão de nome, já que no ocidente esse jogo é o último jogo da série Wonder Boy enquanto no Japão o jogo faz parte da série Monster World.

A série possui 6 jogos lançados. Cinco deles são jogos com o título de "Wonder Boy", enquanto o último jogo não contém o título de "Wonder Boy" porque o jogo tem uma protagonista feminina.

Série em ordem cronológica[editar | editar código-fonte]

  • Wonder Boy (1986)-O jogo protagoniza um garoto que, para salvar sua namorada, ele precisa superar obstáculos, pegar machado como arma, andar de skate e viajar em 9 fases de 4 atos com 1 chefe cada.
  • Wonder Boy in Monster Land (1987)-Em comparação com o primeiro jogo, o enredo se passa em um mundo medieval, onde protagoniza um jovem cavaleiro que precisa superar perigos para enfrentar o dragão. É o primeiro jogo de plataforma da série que introduz os aspectos de RPG, como aquisição de dinheiros, de lojas de armas, de escudos, de armaduras e de alguns ítens.
  • Wonder Boy III: Monster Lair (1988)-É o único jogo de rolagem automática da série, com aspectos técnicos do primeiro jogo. O jogo introduz dois personagens, um menino e uma menina, que poder ser jogáveis em modo jogador cooperativo.
  • Wonder Boy III: The Dragon's Trap (1989)-O jogo protagoniza um jovem cavaleiro que, após ele ter enfrentado o dragão no início da história, ele passa a ter uma maldição. Sua maldição é se transformar em outras criaturas cada vez que ele derrota cada chefe.
  • Wonder Boy in Monster World (1992)-O jogo protagoniza um jovem chamado Shion, que precisa deter vários monstros para que a paz reina novamente.
  • Monster World IV (1994)-Último jogo da série e o único jogo onde a história é protagonizada por uma menina chamada Asha/Arsha, que precisa salvar os quatro espíritos. O enredo da história possui uma influência arábica.

Jogos em outros consoles[editar | editar código-fonte]

Ao invés de consoles da Sega, os cinco jogos (exceto Monster World IV) foram lançado dos consoles de outras empresas. Os jogos que foram lançados para PC Engine (TurboGrafx-16 no Ocidente) tiveram títulos alterado para a remoção do nome " Wonder Boy". O jogo Wonder Boy in Monster Land se tornou Bikkuriman World, o jogo Wonder Boy III: The Dragon's Trap vira Dragon's Curse no Ocidente ou Adventure Island no Japão (não confundir com Hudson's Adventure Island do console da Nintendo) e o jogo Wonder Boy in Monster World se tornou The Dynastic Hero. O jogo Wonder Boy III: Monster Lair se tornou Monster Lair, sendo o único jogo da série que não sofreu muitas alterações.

O primeiro jogo da série de Wonder Boy foi lançado para Nintendo Entertainment System em 1987 pela empresa Hudson Soft titulado "Hudson's Adventure Island". O enredo é parecido com a original, porém teve o personagem loiro remodelado Master Higgins (Takahashi Meijin no Japão), que foi modelado a partir do produtor executivo Takahashi Meijin, daí o título do jogo no Japão é Takahashi Meijin no Bouken Jima (traduzido como "Ilha da Aventura de Takahashi Meijin"). E também, a textura dos gráficos do jogo foi simplificado para o console NES em poucas cores devido às limitações técnicas, e a músicas do jogo foram recriadas. Com o sucesso do jogo, Adventure Island ganhou várias sequência, se tornando uma série. A sequência 16-bits do jogo foi lançado para o console Super Nintendo sob o título "Super Adventure Island".

Conversões para a Turma da Mônica[editar | editar código-fonte]

A empresa Tectoy converteu os três jogos da série de jogos Wonder Boy para série de quadrinhos brasileiros Turma da Mônica. Em cada jogo, os textos foram traduzidos para o português, alterando o enredo da história de acordo com a jogabilidade, os personagens do jogo Wonder Boy viraram personagens da Turma da Mônica.

O jogo Wonder Boy in Monster Land se tornou Mônica no Castelo do Dragão para Master System, onde teve textos traduzidos e o personagem principal mudado para Mônica. O jogo Wonder Boy III: The Dragon's Trap se tornou Turma da Mônica em O Resgate para Master System, onde teve textos traduzidos e vários personagem alterados, e inclusive o enredo da história. O jogo Wonder Boy in Monster World se tornou Turma da Mônica na Terra dos Monstros lançado recentemente para Mega Drive e o último da série a ser lançado no Brasil.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]