Yahoo!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Yahoo! Inc)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o portal web. Para o motor de busca, veja Yahoo! Search. Para a empresa anteriormente conhecida como Yahoo! Inc., veja Altaba. Para outros usos, veja Yahoo.
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Yahoo!» na Wikipédia em inglês (desde junho de 2017). Ajude e colabore com a tradução.
Yahoo!
Razão social Yahoo Holdings, Inc.
Tipo Subsidiária
Fundação janeiro de 1994 (1994-01)
Fundador(es)
Proprietário(s) Verizon Communications (2017-presente)
Empregados 8.500 (2016)
Produtos
Holding Oath
Posição no Alexa Baixa 6 (junho de 2017)[1]
Website oficial yahoo.com

Yahoo! é um portal web sediado em Sunnyvale, Califórnia que é uma subsidiária integral da Verizon Communications através da Oath Inc..[2][3] O Yahoo foi fundado por Jerry Yang e David Filo em janeiro de 1994 e foi incorporada em 2 de março de 1995.[4][5] A empresa foi uma das pioneiras nos primórdios da era da internet na década de 1990s.[6] Marissa Mayer, uma ex-executiva da Google, serviu como CEO e presidente do Yahoo até junho 2017.[7]

É globalmente conhecida pelo seu portal web, motor de busca Yahoo! Search, e serviços relacionados, incluindo o Yahoo! Directory, Yahoo! Mail, Yahoo! News, Yahoo! Finance, Yahoo! Grupos, Yahoo! Respostas, publicidade, mapas online, compartilhamento de vídeo, esporte fantasy, e seu website de mídia social media. Em seu auge, era um dos sites mais populares nos Estados Unidos.[8] De acordo com provedores de análise web de terceiros, Alexa e SimilarWeb, o Yahoo! foi o site de notícias e mídia mais lido, com cerca de 7 bilhões de visualizações por mês, tornando-se o sexto site mais visitado globalmente em 2016.[1][9][10] De acordo com fontes de notícias, aproximadamente 700 milhões de pessoas visitaram os websites do Yahoo todo mês.[11][12] O próprio Yahoo! afirmou que atraiu "mais de meio bilhão de consumidores todos os meses em mais de 30 idiomas".[13]

Uma vez que se tornou o site mais popular nos EUA, o Yahoo! lentamente começou a diminuir desde o final dos anos 2000,[14] e em 2017, a Verizon Communications adquiriu a maior parte dos negócios de internet do Yahoo (excluindo sua participação no Alibaba Group e no Yahoo! Japan) por 4,48 bilhões de dólares.[15]

História[editar | editar código-fonte]

Co-fundadores da Yahoo: Jerry Yang (esquerda) e David Filo (direita)

A designação "Yahoo" foi criada em 1994, por Yang, inspirado no povo Yahoo, rude e imperfeito, inventado por Jonathan Swift na obra As viagens de Gulliver. Yahoo é também um retro-acrônimo da expressão inglesa "Yet Another Hierarchical Officious Oracle".[16]

Hoje, o Yahoo Inc. é uma empresa líder de comunicações globais via internet, comércio e empresa de mídia que oferece uma rede global de marcas de serviços para mais de 345 milhões de pessoas por mês em todo o mundo. Como o primeiro guia online de navegação na Web, www.yahoo.com é um dos principais guias principalmente em termos de tráfego, oferecendo serviços como o portal que hospeda uma vasta quantidade de conteúdo de áudio e vídeo em streaming, hospedagem de lojas virtuais e serviços de gestão, além de ferramentas de sites e serviços. A rede da empresa Web global inclui 25 propriedades mundiais. Com sede em Sunnyvale, Califórnia, o Yahoo tem escritórios na Europa, Ásia, América Latina, Austrália, Canadá e Estados Unidos.[17]

Atualmente, sua CEO é Marissa Mayer. Mayer está há mais de um ano na gestão do Yahoo, também já fez parte da capa da revista Vogue.[18]

Antigo logotipo da empresa, usado até 2013.

Yahoo Sports[editar | editar código-fonte]

O Yahoo Sports é o canal esportivo do site Yahoo!, com notícias relacionadas aos esportes, além de um "simulador" de diversos campeonatos e modalidades esportivas, em que o usuário atua como técnico e dirigente. Neste "simulador" você encontra campeonatos como NBA, NFL, NHL, MLB entre outros.[19]

Controle acionário[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2016, o grupo americano de telecomunicações Verizon Communications fechou um acordo para comprar os negócios principais de Internet do Yahoo por US$ 4,83 bilhões, em uma negociação que já estava sendo feita a um tempo. Com isso, o Yahoo, que estava em crise, se junta à AOL, comprada pela Verizon em 2015 por 4,4 bilhões de dólares. A Verizon superou ofertas rivais feitas por AT&T e também por um grupo apoiado pelo bilionário Warren Buffett e empresas de investimentos.[20] Em fevereiro de 2017 o negócio entre Yahoo! e Verizon foi concretizados por US$ 4,48 bilhões, 350 milhões a menos do valor Inicial.[21]

Referências

  1. a b «Yahoo.com Site Overview» (em inglês). Alexa Internet. Consultado em 18 de junho de 2017 
  2. Verizon Deal Closes
  3. Yahoo Era Ends Verizon Closes $4.4 Billion Buyout
  4. «Yahoo! celebrates 20th anniversary». Yahoo! News. 1 de março de 2015. Consultado em 27 de março de 2016 
  5. «At 20, Yahoo celebrates and looks ahead». Yahoo!. 1 de março de 2015. Consultado em 27 de março de 2016 
  6. «Yahoo's Sale to Verizon Ends an Era for a Web Pioneer». The New York Times. 25 de julho de 2016 
  7. Perlroth, Nicole (17 de julho de 2012). «Marissa Mayer hopes to improve user experience at Yahoo». The Times of India. New Delhi. Cópia arquivada em 17 de julho de 2012 
  8. Staff (2012). «yahoo.com». Quantcast – It's your audience. We just find it. Quantcast Corporation. Consultado em 23 de maio de 2012 
  9. «Yahoo.com Analytics». SimilarWeb.com. Consultado em 29 de junho de 2015 
  10. «Top 50 sites in the world for News And Media». SimilarWeb.com. Consultado em 29 de junho de 2015 
  11. Swartz, Jon (7 de novembro de 2011). «Yahoo's latest moves baffle some». USA Today. Washington, D.C. Consultado em 22 de julho de 2012 
  12. «Canada Pension Plan mulls Yahoo! buy, report says». Toronto: CBC News. 20 de outubro de 2011. Consultado em 22 de julho de 2012 
  13. «Yahoo!». LinkedIn.com. LinkedIn. 2012. Consultado em 2 de julho de 2012 
  14. «Yahoo: 9 reasons for the internet icon's decline» 
  15. «Verizon, Yahoo agree to lowered $4.48 billion deal following cyber attacks». 21 de fevereiro de 2017 – via Reuters 
  16. «Yahoo! Media Relations». archive.is. Consultado em 28 de abril de 2016 
  17. [1].
  18. Kiper, em "Mini-CV Marissa MAyer", em "http://www.psafe.com/blog/mini-cv-marissa-mayer/"
  19. «Yahoo Sports Site Map». Yahoo Sports. Consultado em 26 de março de 2007 
  20. «Verizon anuncia compra de negócios de internet do Yahoo por US$4,83 bi». Reuters. 25 de julho de 2016. Consultado em 25 de julho de 2016 
  21. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :0

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Yahoo!