Across the Universe (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Across The Universe"
Canção de The Beatles
do álbum Let It Be
Lançamento 8 de maio de 1970
Gravação 4 de fevereiro de 1968
Gênero(s) Psych folk
Duração 3:47
Gravadora(s) Apple Records
Letrista(s) Lennon/McCartney
Produção Phil Spector
Faixas de Let It Be
Último
Último
Dig a Pony
(2)
I Me Mine
(4)
Próximo
Próximo

Across The Universe é o nome de uma canção dos Beatles lançada no álbum Let It Be. A canção traz John Lennon nos vocais principal, que também é compositor (embora todas as canções escritas por John Lennon e Paul McCartney na época dos Beatles, sozinhos ou em colaboração, fossem creditadas a Lennon/McCartney).

Gravação[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 1968, os Beatles começaram as gravações da cançao nos estúdios da Abbey Road. Paul McCartney tinha escrito "Lady Madonna" e John, "Across the Universe". Ambas canções foram gravadas junto com a canção de John "Hey Bulldog" e com a de George Harrison "The Inner Light" entre 3 e 11 de fevereiro.

A canção báscia foi gravada em 4 de fevereiro, John Lennon não ficou satisfeito com a canção e por isso tentou várias inovações. No final, segundo Lennon, Paul McCartney convenceu John a chamar duas fãs, Lizzie Bravo e Gayleen Pease, que estavam na porta do estúdio para participar da vocalização da canção.

A canção foi mixada em mono e colocada de lado enquanto o grupo lançou como single as canções "Lady Madonna" e "The Inner Light". Depois do retorno espiritual na Índia, o grupo resolveu gravar algumas canções compostas lá e "Across the Universe" permaneceu engavetada.

Em fevereiro de 1968, Spike Milligan ouviu a canção e sugeriu que ela fosse lançada como parte do álbum que ele estava organizando pela World Wide Fund for Nature. Os Beatles concordaram com a proposta e a canção foi mixada em estéreo pela primeira vez por George Martin. O mix original (mono e estéreo) tinha 3:37. Para o álbum da 'wildlife' foi acrescentado efeitos sonoros de pássaros no início e no final da canção. Depois de acrescentado o efeito, a canção foi acelerada de forma que mesmo com os efeitos sonoros de pássaros a canção só tinha 3:49. O primeiro lançamento da canção foi no álbum No One's Gonna Change Our World, em dezembro de 1969.

Embora nunca satisfeito com a gravação, John Lennon tocou-a durante a gravação a sessões do álbum Let It Be em janeiro de 1969; a canção aparece no filme homônimo também. Para assegurar que tanto o filme como o álbum tivessem a mesmas canções, ela foi lançada junto ao álbum em maio de 1970.

Glyn Johns remixou a canção em fevereiro dando um tratamento acústico e corrigindo a velocidade da canção. Entretanto, a versão conhecida pelo público é do produtor Phil Spector. Assim como a maioria das canções produzidas por Spector para o álbum Let It Be, foi adicionado orquestração e vocalização. A canção "Across The Universe" com sua produção ficou mais lenta com 3:47 minutos.

Um take anteriormente não lançado da canção, sem a produção pesada, foi lançada no álbum Anthology 2 em 1996. O master de fevereiro de 1968 foi lançado no álbum Let it Be... Naked de 2003.

Transmissão para o espaço[editar | editar código-fonte]

Em 4 de fevereiro de 2008, a NASA transmitiu[1] "Across The Universe" em direção a estrela Polar, 431 ano-luz da terra. A transmissão usou uma antena de rádio de 70m localizada em Madrid.

Isto foi feito para celebrar os 40 anos da canção e o quadragésimo quinto aniversário da Deep Space Network (DSN), e o quinquagésimo aniversário da NASA.

Covers da canção[editar | editar código-fonte]

A canção recebeu vários covers de muitos artistas, incluindo:

Referências