Antíoco IX de Cízico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Antíoco IX Cízico foi um Rei Selêucida do Império Selêucida que governou durante 115-95 a.C,[carece de fontes?] filho de Antíoco VII e Cleópatra Thea.[1]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 125 a.C.,[carece de fontes?] após a morte de Demétrio II Nicator, derrotado por Alexandre Zabinas, a rainha Cleópatra Thea indicou seu filho com Demétrio, Antíoco VIII Gripo, para rei.[2] Antioco VIII casou-se com Trifena, filha de Ptolemeu VIII Evérgeta II, e derrotou Alexandre, tornando-se rei.[3] Após um período de governo, Cleópatra Thea tentou matar Antíoco VIII por veneno;[3] antes, ela já havia assassinado Seleuco V Filometor, irmão mais velho de Antíoco VIII.[2] [4] Antíoco VIII fez a mãe beber o próprio veneno, e se tornou o único governante do Império Selêucida.[4] [3]

Mas, de outro casamento, com Antíoco VII, Cleópatra Thea tinha um outro filho: Antíoco IX Cízico, que passou sua juventude em Cízico,[1] por isso recebeu a alcunha Cízico. Antíoco IX Cízico era irmão de Demétrio II Nicator.[1] Em 115 a.C.,[carece de fontes?] Cízico obtém um exército quando se casa com Cleópatra IV, que tinha se divorciado de seu irmão e marido Ptolomeu IX Sóter.[5] Ele se revolta contra o seu meio-irmão, Antíoco VIII, o rei legítimo.[5] Antíoco IX torna-se rei da Síria.[4]

Participação em guerras e alianças[editar | editar código-fonte]

  • Antíoco IX Cízico se casa com Cleópatra IV, filha de Ptolemeu VIII Evérgeta e Cleópatra III.[5]
  • Antíoco IX apreende Antioquia; Antíoco VIII mantém Cilícia
  • Antíoco VIII derrota Antíoco IX em batlha, este se refugia em Antioquia, mas as forças de Antíoco VIII capturam a cidade; Cleópatra IV é assassina pela irmã Trifena.[5]
  • Antioquia está nas mãos de Antíoco VIII novamente

Os dois governantes selêucidas encontram aliados no Egito:

  • Antíoco VIII grypus é apoiado por Ptolemeu X Alexandre
  • Antíoco IX Cízico é suportado por Ptolomeu IX Sóter.
  • Antíoco IX reconquista Antioquia [carece de fontes?] e mata Trifena, esposa de Antíoco VIII.[5]
  • Antíoco VIII reconquista Antioquia.
  • Antíoco IX e Ptolomeu IX Sóter apoiam os Samaritanos contra o Rei Hasmoneu João Hircano da Judéia.

Roma intervém para os judeus contra os Samaritanos e Antíoco IX.

Morte[editar | editar código-fonte]

Antíoco VIII casa-se com Cleópatra Selene I [6] (filha de Ptolemeu VIII Evérgeta II Physcon e Cleópatra III [5] ).

Após a morte de Antíoco VIII, sua esposa Cleópatra Selene I casa com Antíoco IX. No entanto, o filho de Antíoco VIII, Seleuco VI Epifânio Nicator, continua no lugar de seu pai. Demétrio III Eucerus e Philip I Philopator, irmãos de Seleuco VI, apoiados por Ptolomeu IX Sóter, tomam Damasco.

Seleuco VI Epifânio Nicator, filho de Antíoco VIII, derrota seu tio Antíoco IX e toma o trono, mas ele era violento e tirânico, e foi queimado até a morte no ginásio de Mopso, cidade da Cilícia.[4]

Seu sucessor é Antíoco X Eusébio, filho de Antíoco IX.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Apiano, História Romana, As Guerras Sírias, 68 [em linha]
  2. a b Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 39.1 [em linha]
  3. a b c Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 39.2 [em linha]
  4. a b c d e Apiano, História Romana, As Guerras Sírias, 69 [em linha]
  5. a b c d e f Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 39.3 [em linha]
  6. Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 39.4 [la] [en] [en] [fr] [ru]

Caixa de sucessão baseada em Apiano:

Precedido por
Antíoco VIII
Rei Selêucida
Sucedido por
Seleuco VI Epifânio Nicator


 
 
 
 
 
Seleuco IV Filopáter
 
 
 
 
 
Antíoco IV Epifânio
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Demétrio I Sóter
 
 
 
Antíoco V Eupator
 
Alexandre Balas
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Demétrio II Nicator
 
 
 
Antíoco VII
 
 
Antíoco VI
 
Alexandre Zabinas
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Seleuco V Filometor
 
Antíoco VIII Filometor
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Antíoco IX de Cízico
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Seleuco VI Epifânio Nicator
 
Antíoco XI Epifânio Filadelfo
 
Filipe I Filadelfo
 
Demétrio III Filopáter
 
Antíoco XII Dionísio
 
Antíoco X Eusébio