August Strindberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
August Strindberg
Nascimento 22 de janeiro de 1849
Estocolmo
Morte 14 de maio de 1912
Estocolmo
Nacionalidade Suécia sueca
Ocupação escritor
Principais trabalhos O quarto vermelho (1879)
A menina Júlia (1888)
A dança da morte (1900)
Inferno (1897)
Movimento literário Naturalismo/Modernismo

Johan August Strindberg (Estocolmo, 22 de janeiro de 1849 — Estocolmo, 14 de maio de 1912) foi um dramaturgo, romancista, ensaísta e contista sueco.

É autor, entre outros, de O Pelicano. Figura ao lado de Henrik Ibsen, Søren Kierkegaard e Hans Christian Andersen como os maiores escritores escandinavos. É um dos pais do teatro moderno. Seus trabalhos são classificados como pertencentes aos movimentos literários naturalista e expressionista.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou a Universidade de Uppsala, tendo-a abandonado para trabalhar como jornalista e actor, até que ingressou na Biblioteca Real (1874) o que lhe permitiu assegurar o seu futuro económico. As suas primeiras peças teatrais denotam influências de Ibsen e Kierkegaard, e aí transparece uma personalidade amarga e torturada: O Livre Pensador (1869), Hermion (1869), O Professor Olof (1872), A Viagem de Pedro Afortunado (1882) e A Mulher do Cavaleiro Bent (1882).

O fracasso do seu primeiro matrimónio com Siri von Essen (1877-1891) deu à sua obra um tom misógino, que está patente em especial nos contos de Esposos (1884) e nos dramas de carácter naturalista Camaradas (1897), O Pai (1887) e A Menina Júlia (1888), a sua obra mais importante.

Obra selecionada[editar | editar código-fonte]

Dramas
  • 1872 - Mestre Olof
  • 1887 - O pai
  • 1888 - Senhorita Júlia / A Menina Júlia
  • 1898 - O Caminho de Damasco
  • 1899 - Gustavo-Adolfo
  • 1900 - A dança da morte
  • 1901 - O sonho
  • 1901 - Carlos XII
  • 1903 - Cristina
  • 1903 - Gustavo III
Romances
  • 1879 - O Quarto Vermelho
  • 1884 - Casados
  • 1887 - Gente de Hemsö (Hemsöborna)
  • 1897 - Inferno (que apresenta no prefácio a peça 'Coram Populo! De creatione et Setentia Vera Mundi')
  • 1903 - Sozinho

Bibliografia sobre August Strindberg[editar | editar código-fonte]

  • Lagercrantz, Olof. August Strindberg. 1979. Estocolmo: Wahlström & Widstrand. ISBN 91-46-13477-8.

Textos teatrais em domínio público[editar | editar código-fonte]

inglês

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre August Strindberg
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: August Strindberg
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.