Balança comercial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em contabilidade nacional, a balança comercial resulta da agregação da balança de bens e da balança de serviços, as duas componentes da balança corrente. A balança comercial registra, portanto, as importações e as exportações de bens e serviços entre os países.[1]

Quando as exportações são maiores que as importações registra-se um superavit na balança, e quando as importações são maiores que as exportações registra-se um déficit.[1] Normalmente, uma balança comercial deficitária implica uma balança corrente também ela deficitária, pois balança comercial é comumente a componente com maior peso na balança corrente. Contudo, o déficit comercial pode ser compensado com os superávits das restantes balanças correntes. Tal foi o caso de Portugal durante grande parte da segunda metade do século XX com as remessas dos emigrantes, que são contabilizadas na balança de transferências correntes.[2]

À razão entre as exportações e importações dá-los a taxa de cobertura das importações pelas exportações, ou, simplesmente, taxa de cobertura. Esta taxa indica-nos em que percentagem as exportações pagam as importações.[1]

Falhou ao verificar gramática (erro léxico): \text{Taxa de cobertura} = \frac{Exportações}{Importações}*100


Referências

  1. a b c balança comercial. Infopédia. Página visitada em 10 de Abril de 2012.
  2. Emigração maciça dos anos 60. Infopédia.

Ver também[editar | editar código-fonte]