Balneário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Banho público. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde março de 2014)
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Chuveiro público. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde março de 2014)
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Vestiário. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde março de 2014)
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:

Balneário (português brasileiro) ou estação balnear (português europeu) é um conjunto de praias de um determinado município litorâneo.

Balneário na cidade de Águas de Santa Bárbara SP - Brasil.

Segundo Quintela,[1] no Brasil, usualmente, o acesso aos estabelecimentos termais não impõe uma passagem prévia por um médico, nem esse tipo de terapia está integrado em um sistema de saúde. Já em Portugal é necessário haver supervisão médica para se usar as águas termais. Este tipo de terapia está contemplado no sistema nacional de saúde, sendo comparticipada financeiramente pelo Estado português.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Placa de balneário municipal em Caldas Novas, Goiás.

No Brasil diversos municípios são considerados balneários e estâncias hidrominerais ou termais o Balneário Camboriú em Santa Catarina; Águas de Santa Bárbara e Águas de São Pedro em São Paulo, Ilha de Itaparica, Caldas do Jorro e Dias d'Ávila na Bahia, e especialmente em Minas Gerais onde formam o famoso Circuito das Águas.

A atribuição do título de balneário ou estância hidromineral ou termal a uma cidade, portanto, depende da qualidade da água mineral que apresente na sua região classificada de Código de Águas Minerais (Decreto - lei 7.841 de 8 de Agosto de 1945) e legislação regulamentadora posterior [2] que considera inclusive a qualidade do meio ambiente e potabilidade da água em questão.

A temperatura e odores específicos (presença de gases) foram as mais antigas referências às propriedades especiais dessas águas, segundo o Código de Águas Minerais (Brasil). Quanto à temperatura, as fontes podem ser classificadas como:

I - Fontes frias, quando sua temperatura for inferior a 25 °C.

II - Fontes hipotermais, quando sua temperatura estiver compreendida entre 25 e 33 °C.

III - Fontes mesotermais, quando sua temperatura estiver compreendida entre 33 e 36 °C.

IV - Fontes isotermais, quando sua temperatura estiver compreendida entre 36 e 38 °C.

V - Fontes hipertermais, quando sua temperatura for superior a 38 °C.

Observe-se que ainda não há um consenso sobre a sua utilização em medicina e fisioterapia. As referências ao efeito do clima e águas sobre a saúde humana nos remetem à medicina grega e ao célebre escrito hipocrático sobre Ares, águas e lugares e à antiga prática médica denominada hidroterapia. As controvérsias envolvem o valor nutricional (absorção dos sais dissolvidos) riscos tóxicos de algumas substâncias, a exemplo do gás sulfídrico e teor radiativo, e eficácia terapêutica em dermatologia (estética) e reumatologia.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal são exemplos: Caldas da Felgueira, Caldas de Chaves e São Pedro do Sul

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. QUINTELA, M. M. Saberes e práticas termais: uma perspectiva comparada em Portugal (Termas de S. Pedro do Sul) e no Brasil (Caldas da Imperatriz). Hist. cienc. saude-Manguinhos v.11 supl.1 Rio de Janeiro 2004
  2. Departamento Nacional de Produção Mineral

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons