Basílica de Constantino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Basílica de Magêncio e Constantino

A Basílica de Constantino (em latim: Basilica Costantini), também chamada Basílica de Magêncio (em latim: Basilica Maxentius; em italiano: Basilica di Massenzio ou Basílica Nova (em latim: Basilica Nova) foi a uma das últimas basílicas civis construídas no Fórum Romano. Iniciada por Magêncio (r. 306–312), foi concluída em 313 por Constantino (r. 306–337)[1] após sua vitória na Batalha da Ponte Mílvio em 312. Como outros edifícios similares, era destinada para atividades comerciais e administrativas.

Referências

  1. Richardson 1971, p. 194

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Richardson, Lawrence. A New Topographical Dictionary of Ancient Rome. [S.l.]: JHU Press, 1992. ISBN 0-8018-4300-6

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Basílica de Constantino
absbottom
Roma

Monumentos: Aquedutos · Catacumbas · Estradas consulares · Fontes · Igrejas · Obeliscos · Pontes · Praças · Templos · Galeria de imagens
História: Fundação de RomaRoma AntigaRepúblicaImpério
Arquitectura · Cultura · História militar · Instituições políticas