Beveren (Flandres Oriental)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão de Beveren

Beveren é um município localizado na província belga de Flandres Oriental. O município é constituído pelas vilas de Beveren, Doel, Haasdonk, Kallo, Kieldrecht, Melsele, Verrebroek e Vrasene. Em 1 de Janeiro de 2006, o município de Beveren tinha uma população de 45.705 habitantes, uma área total de 150,18 km² e uma consequente densidade populacional de 304 habitantes/km².

O porto de Waasland (em: neerlandês: Waaslandhaven) fica localizado em Beveren, na margem esquerda do rio Escalda, em frente do porto de Antuérpia, situado na margem direitra do referido rio.

História[editar | editar código-fonte]

Da época romana à Idade Média[editar | editar código-fonte]

Na época romana, a área de Beveren ficava à beira do mar e era fortemente influenciada pelas marés. Os habitantes mais antigos erigiram primitivos diques que foram mais tarde reforçados pelas comunidades religiosas que cresceram na região. As invasões normandas no século IX levaram os condes da Flandres e os seus vassalos locais para defender a terra cada vez mais. Entre essa nobreza local há a destacar os lordes de Beveren, cujo território foi eventualmente cedido a Luís I de Flandres em 1334. Beveren tornou-se dessa forma o mais antigo centro da região de Waasland - a área nordeste do histórico condado de Flandres - tornando-se durante mais que dois séculos na glória da Flandres e da Borgonha.

De 1570 à actualidade[editar | editar código-fonte]

Em 1570, uma maré catastrófica inundou a área. Devido a rezões estratégicas ficou sobre a protecção de Antuérpia, as autoridade locais decidiram desmantelar os diques existentes. Cinco anos depois, os direitos do território foram vendidos. As área mais próximas ao rio Escalda foram compradas por um mercador de Antuérpia e o resto foi para o duque de Aarschot. Esta situação manteve-se até à Revolução Francesa, quando o território foi subdividido em comunas. Do século XVII adiante, o território foi lentamente conquistado ao mar, até 1846, quando a última parcela de terra foi drenada.

Em 1 de Fevereiro de 1953, uma terrível tempestade destruiu os diques, causando a destruição de centenas de casas. Na década de 1960 e na década de 1970, a expansão do porto de Antuérpia recebeu o território de Kallo. A aldeia de Doel viu a sua população reduzida de 900 habitantes para apenas os a(c)tuais 250 por causa da expansão do porto de Antuérpia. Vastas instalações industriais surgiram na sua esteira, incluindo uma central nuclear que permitiu ao município de Beveren reduzir as taxas municipais aos seus habitantes. A abertura do Liefkenshoek um túnel de carros debaixo do rio Escalda em 1991 permitiu o acesso mais rápido ao lado esquerdo do referido rio. Apesar destes desenvolvimentos, Beveren conseguiu manter intactas as áreas verdes , oferecendo paisagens pitorescas aos seus visitantes.

Monumentos[editar | editar código-fonte]

Castelo de Cortewalle.

Folclore[editar | editar código-fonte]

Como em muitas outras cidades e vilas belgas, Beveren tem uma colecção de gigantones que participam na maioria das festividades locais. Os dois mais antigos foram baptizadas em 1954.

Habitantes famosos[editar | editar código-fonte]

Desporto[editar | editar código-fonte]

O principal clube desportivo é o K.S.V. Beveren.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beveren (Flandres Oriental)