Boris Kustodiev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Boris Kustodiev
Борис Михайлович Кустодиев
Autorretrato
Nome completo Boris Mikhailovitch Kustodiev
Nascimento 7 de março de 1878
Império Russo
Morte 28 de novembro de 1927 (49 anos)
 União Soviética
Residência Moscou
Nacionalidade  União Soviética Russo
Ocupação pintor, cenógrafo
Religião Ortodoxo

Boris Mikhailovitch Kustodiev (em russo: Борис Михайлович Кустодиев) (7 de março de 1878 - 28 de novembro de 1927) foi um pintor e cenógrafo russo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Boris Kustodiev nasceu em Astracã na família de um professor do seminário teologico local. Entre 1893 e 1896 estudou nesse seminário e recebeu aulas privadas de Pavel Vlasov, um aluno de Vasili Perov. Posteriormente, assistiu às aulas do talher de Ilia Repin na Academia Imperial das Artes de Petrogrado, colaborando com ele posteriormente como ajudante. Também se formou como escultor com Dmitri Stelletski e como gravurista com Vasili Mate.

Realizou a sua primeira exposição em 1896.Por causa de uma bolsa de estudos dessa Academia, viajou pela França e a Espanha em 1904. Também esteve na Itália em 1907 e em 1909 em Áustria e Alemanha. Nessa época pintou, sobretudo, retratos e pintura de género.

Revolução de 1905[editar | editar código-fonte]

Em 1905, a Revolução teve um profundo impato em Kustodiev, que começou a colaborar com revistas satíricas como Jupel e Adskaia Potchta. Nesse momento, contatou com alguns artistas do grupo Mir Iskusstva, um grupo de innovação na arte russa da época, aderindo à organização em 1910.

Também em 1905, Kustodiev começou a realizar ilustrações para livros de Nikolai Gogol, Mikhail Lermontov ou Lev Tolstoi. E em 1909 começou a trabalhar na cenografia de obras teatrais como Um coração ardente de Aleksandr Ostrovski (1911) ou A morte de Pazukhin no Teatro de Arte de Moscovo. Tanto a ilustração de livros como o desenho de cenografias eram atividades habituais entre os artistas de vanguarda.

Em 1916, Kustodiev ficou paraplégico como resultado de uma enfermidade antiga, o que o obrigou a confinar-se na sua morada. Porém, continuou a pintar.

Revolução de 1917[editar | editar código-fonte]

Após a Revolução de Outubro de 1917, os temas sociais tornaram-se a base do seu trabalho. Ademais, começou a fazer litografias para ilustrar alguns dos livros de Nikolai Nekrasov e também de Nikolai Leskov. Deste último ilustrou a obra Lady Macbeth do distrito de Mtsensk, que se tornou um marco na história da ilustração na Rússia. Em 1923 aderiu à Associação de Artistas da Rússia Revolucionária, grupo em que se manteve até a sua morte, em 28 de maio de 1927, em Leningrado.

Obra[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Boris Kustodiev