Bristol Beaufighter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Bristol Beaufighter» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (junho de 2014)
Type 156 Beaufighter
Beaufighter Mk X com foguetes. Esta aeronave NE255/EE-H fazia parte do Esquadrão 404 da Força Aérea Real do Canadá em Davidstow Moor, 21 de agosto de 1944
Descrição
País de origem  Reino Unido
Fabricante Bristol Aeroplane Company
Produção maio de 1940-1946
Quantidade
produzida
5928 unidade(s)
Desenvolvido de Bristol Beaufort
Primeiro voo 17 de julho de 1939 (75 anos)
Entrada em serviço 27 de julho de 1940
Missão Caça pesado, aeronave de ataque ao solo
Tripulação 2
Dimensões
Comprimento 12,6 m
Envergadura 17,65 m
Altura 4,84 m
Área (asas) 46,73 m²
Peso
Tara 7072 kg
Peso bruto máximo 11521 kg
Propulsão
Motores 2x motores a pistão radiais Bristol Hercules de 4 cil. com 1 600 hp (1 190 kW) por motor
Performance
Velocidade máxima 515 km/h
Alcance 2816 km
Tecto máximo 5795 m
Relação de subida 8,2 m/s
Armamento
Metralhadoras Ver texto
Notas
Dados da Wikipédia anglófona - Beaufighter TF X

O Bristol 156 Beaufighter (pronuncia-se brístol biufáiter) foi um caça-bombardeiro, de origem britânica utilizado durante a Segunda Guerra Mundial. A aeronave foi inicialmente projectada como um caça nocturno de longo alcance, sendo depois criadas versões de ataque marítimo.

Desde o início da guerra, a RAF tinha Beaufighters em serviço. Quando a Inglaterra passou a atacar a França ocupada e a Alemanha, o Beaufighter foi usado como bombardeiro de curto alcance, atacando tanques e alvos estratégicos.

A Austrália também utilizava Beaufighters, importando-os diretamente da Inglaterra. Em 1944, aquele país passou a fabricar Beaufighters sob licença. Eles foram largamente usados na Guerra do Pacífico, tanto pela Inglaterra quanto pela Austrália.

Foi produzido até 1946.

Bristol Beaufighter.

Projecto e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial, a Royal Air Force sentiu a falta da existência de caças pesados, especialmente de caças nocturnos com armamento pesado e de caças de escolta de longo alcance. Para colmatar essa falta foi desenvolvido o Bristol 156 a partir das asas, cauda e trem de aterragem do torpedeiro Bristol 152 Beaufort unidos a uma nova fuselagem e a dois motores radiais Hercules.

O primeiro dos quatro protótipos voou em Julho de 1939 e a produção foi autorizada com as aeronaves equipadas com os motores Hercules XI de 1500 hp (1119 kW) de potência. A partir daí o avião foi desenvolvido em duas linhas, a primeira como caça nocturno e a segunda como avião de ataque marítimo.

Versões[editar | editar código-fonte]

  • Beaufighter Mk IF: versão inicial de caça nocturno, com motores Hercules XI, radar de nariz e um armamento de um canhão de 20 mm no nariz e seis metralhdoras de 7,7 mm nas asas;
  • Beaufighter Mk IIF: desenvolvimento do Mk IF, equipado com motores Rolls-Royce Merlin XX com 1280 hp (956 kW) de potência;
  • Beaufighter Mk VIF: caça nocturno com motores Hercules VI ou XVI com 1675 hp (1245 kW) de potência e radar de nariz aperfeiçoado;
  • Beaufighter Mk IC: primeira versão anti-navio;
  • Beaufighter Mk VIC: desenvolvimento do Mk IC com capacidade de lançamento de torpedos;
  • Beaufighter Mk VI (ITF): versão com capacidade para oito foguetes sob a asas, em lugar das metralhadoras;
  • Beaufighter TF Mk X: versão com radar de busca e um armamento de um torpedo mais bombas ligeiras ou foguetes;
  • Beaufighter TF Mk XI: desenvolvimento do TF Mk X;
  • Beaufighter TF Mk 21: versão do TF Mk X construída na Austrália;
  • Beaufighter TT Mk 10: conversão de antigos Beaufighter, feita depois da guerra pela RAF, para reboque de alvos.

Operadores[editar | editar código-fonte]

Serviço em Portugal[editar | editar código-fonte]

A Marinha Portuguesa recebeu a partir de Março de 1945, 17 Beaufighter TF Mk X para equipar a sua Aviação Naval. As aeronaves foram integradas na Esquadrilha B das Forças Aéreas da Armada, unidade de ataque marítimo baseada no Aeroporto de Lisboa.

Especificações (Beaufighter TF X)

Dados de: Jane's Fighting Aircraft of World War II.[nota 1]

Descrições gerais
Motorização
Performance


  • Armamentos:
    • 4x canhões de 20 mm (0,787 in) Hispano Mk III no nariz e dependendo da missão
    • Variante do comando de caças
    • Variante do comando costeiro


Notas das especificações

  1. Bridgeman, Leonard, ed. "The Bristol 156 Beaufighter." Jane's Fighting Aircraft of World War II. London: Studio, 1946. ISBN 1-85170-493-0.


Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.