Christoph Daum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Christoph Daum
Christoph Daum 1.jpg
Informações pessoais
Nome completo Christoph Daum
Data de nasc. 24 de Outubro de 1953 (60 anos)
Local de nasc. Zwickau, Alemanha Alemanha Oriental
Informações profissionais
Posição Treinador
Clubes de juventude
19711972 Alemanha Hamborn
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19721975
19751979
Alemanha Eintracht Duisburg
Alemanha Colônia
Times que treinou
19811986
19861990
19901993
19941996
19962000
20012002
20022003
20032006
20062009
20092010
2011
20112012
2013
Alemanha Colônia B
Alemanha Colônia
Alemanha Stuttgart
Turquia Beşiktaş
Alemanha Bayer Leverkusen
Turquia Beşiktaş
Áustria Austria Wien
Turquia Fenerbahçe
Alemanha Colônia
Turquia Fenerbahçe
Alemanha Eintracht Frankfurt
Bélgica Brugge
Turquia Bursaspor

Christoph Daum (Zwickau, 24 de Outubro de 1953) é um treinador e ex-futebolista alemão. Atualmente, sem clube

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após encerrar sua carreira como jogador, Daum passou a treinar o Colônia B, em 1981. Quatro temporadas após, virou assistente no time principal, e, na temporada seguinte, o treinador. Permaneceu durante quatro temporadas como treinador na equipe principal do Colônia. Durante esse período, Daum foi duas vezes vice-campeão alemão.

Ganhando destaque nacional pelas campanhas do Colônia, em novembro de 1990, foi liberado pelo então presidente do clube, Dietmar Artzinger-Bolten, para assinar com o Stuttgart, onde conquistou o Campeonato Alemão e Supercopa da Alemanha, em 1992. No entanto, Daum escalou um jogador irregular contra o Leeds United, pela Liga dos Campeões, o que resultou na eliminação do Stuttgart e sua dispensa.

Na temporada seguinte, assinou com o Beşiktaş, da Turquia, onde conquistou um Campeonato Turco, uma Copa da Turquia e uma Supercopa da Turquia. Ficou durante duas temporadas no clube turco, mas após duas derrotas, foi dispensado.[1]

Logo em seguinte, retornou a Alemanha para o Bayer Leverkusen. Durante quatro temporadas, foi três vezes vice-campeão alemão. Por conta disso, em 2000, Daum, após a Eurocopa de 2000, estava cotado para assumir a seleção alemã, mas por admitir uso de cocaína, acabou perdendo a vaga para Rudi Völler.

Por conta do uso da cocaína, acabou, além de perder a chance de treinar a seleção, sendo despedido do Bayer, e, estava sendo julgamento. Por esses motivos, Daum não foi contratado por nenhum clube na Alemanha, fazendo voltar para sua ex-equipe na Turquia: o Beşiktaş. Ficou uma temporadas, não conquistando títulos. Acabou assinando com o Austria Wien, da Áustria, onde conquistou o título nacional.[2]

Acabou retornando a Turquia, após conquistar o Campeonato Austríaco com o Austria Wien, agora, para o rival Fenerbahçe. Durante sua três temporadas no clube, foi duas vezes campeão turco, mas deixando a desejar na Liga dos Campeões, o que resultava em criticas da imprensa turca. Apesar dos dois títulos, acabou perdendo o título nacional em sua terceira temporada para o rival Galatasaray, o que resultou em sua demissão.[3]

Em 27 de novembro de 2006, assumiu o Colônia, clube onde iníciou sua carreira como treinador, levando o clube a elite alemã na temporada seguinte.[4] Apesar de não ter feito campanhas brilhantes com o Colônia, em 2 de junho de 2009,[5] retornou ao Fenerbahçe, com um contrato de três anos.[6]

Acertou em 22 de março de 2011 com o Eintracht Frankfurt, firmando contrato até o término da temporada.[7] Tendo chegado ao clube com o propósito de livrá-lo do rebaixamento, acabou não tendo sucesso, conseguindo como melhores resultados em suas sete partidas à frente do clube apenas três empates. Por conta disso, acabou não renovando seu contrato e anunciando sua saída em 16 de maio.[8] Alguns meses depois, em 9 de novembro, foi anunciado como novo treinador do belga Brugge.[9]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Christoph Daum