Dejan Stanković

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dejan Stanković
Дејан Станковић
Dejan StankovićДејан Станковић
Informações pessoais
Nome completo Dejan Stanković
Data de nasc. 11 de setembro de 1978 (35 anos)
Local de nasc. Belgrado, Iugoslávia
Nacionalidade Sérvia Sérvio
Altura 1,81 m
Destro
Informações profissionais
Posição Ex-meia
Clubes de juventude
1985–1992
1992–1994
Jugoslávia Teleoptik
Flag of FR Yugoslavia.svg Estrela Vermelha
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1995–1998
1998–2004
2004–2013
Flag of FR Yugoslavia.svg Estrela Vermelha
Itália Lazio
Itália Internazionale[1]
00096 00(35)
00205 00(33)
00321 00(41)
Seleção nacional
1998–2011 Flag of FR Yugoslavia.svg Sérvia Iugoslávia/Sérvia e Montenegro/Sérvia 00102 00(15)

Dejan Stanković — em sérvio, Дејан Станковић — (Belgrado, 11 de setembro de 1978) é um ex-futebolista sérvio que atuava como meia.

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira no Estrela Vermelha, de sua cidade natal e equipe mais vitoriosa da antiga Iugoslávia, mas que atravessava má fase. Ainda assim, suas promissoras atuações o levaram à Copa do Mundo de 1998 pela Seleção Iugoslava. Após o mundial, foi trazido à Itália pela Lazio. No primeiro ano no clube romano, conquistou o primeiro títulos da carreira: aquela que seria a última edição da Recopa Europeia. Veio também o vice-campeonato na Serie A.

Na temporada seguinte, conquistou a Copa da Itália e, o mais importante, participou da campanha que resultou no segundo Scudetto do clube, o primeiro desde 1974. Após novo título na Copa da Itália, em 2004, foi disputado pelas arquirrivais Internazionale e Juventus, optando pela equipe de Milão, na qual logo se firmou na espinha dorsal do elenco.[2]

Após duas temporadas de decepções no campeonato italiano, perdidos justamente para a Juventus, vieram boas mudanças de vento: os nerazzurri herdaram um dos títulos do rival, rebaixado à Serie B como punição por envolvimento em manipulações de resultados, e conquistaram outros quatro em seguida (superando os dezessete títulos do outro rival, o Milan) e tornaram-se a força dominante do país.

Na temporada 2009/10, já veterano, perdeu espaço no time titular, embora tenha sido bastante utilizado como opção para o segundo tempo. E assim, viveu a temporada mais vitoriosa da história da Inter, em que o clube conseguiu um inédito feito para o futebol italiano: na mesma temporada, além do campeonato italiano, vieram também a Copa da Itália e a Liga dos Campeões da UEFA, quebrando um jejum de quase meio século sem títulos dos interistas no mais importante torneio interclubes europeu.

Em julho de 2013, rescindiu o contrato com a Internazionale depois de 10 anos, encerrando assim a sua carreira, aos 34 anos de idade.[3]

Seleção(ões)[editar | editar código-fonte]

Ao lado de Savo Milošević, é um dos dois jogadores a ter jogado Copas pela Iugoslávia (em 1998) e pela Sérvia e Montenegro (o de 2006). Ainda pela Iugoslávia, jogaram também a Eurocopa 2000.

Atualmente, Stanković é o capitão da Sérvia. É o único jogador a ter jogado Copas por três seleções diferentes (ainda que tal diferença não seja reconhecida oficialmente pela FIFA, que as considera a mesma), uma vez que Milošević, após anunciar a aposentadoria de seleções ao fim do mundial de 2006, realizou sua estreia-despedida pela Sérvia em 2008.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Estatísticas do Stanković (em italiano). Inter.it. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  2. "Em estado de graça", Cassiano Ricardo Gobbet, Trivela número 24, fevereiro de 2008, Trivela Comunicações, pág. 48-49
  3. Stankovic anuncia em carta sua despedida da Internazionale. Página visitada em 06 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dejan Stanković