Dose letal mediana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Em toxicologia, dose letal mediana (DL50 ou LD50, do inglês Lethal Dose) é a dose necessária de uma dada substância ou tipo de radiação para matar 50% de uma população em teste (normalmente medida em miligramas de substância por quilograma de massa corporal dos indivíduos testados). A sua determinação é feita expondo cobaias a diferentes doses da substância a ser testada por um determinado período de tempo até se determinar aquela que mata apenas metade da população testada. O DL50 é frequentemente usado como um indicador da toxicidade aguda de uma substância; quanto maior a dose que será letal, menos tóxica é considerada. O teste foi criado por J.W. Trevan em 1927,[1] mas está a ser preterido em algumas jurisdições em detrimento de testes como o procedimento de dose fixa;[2] no entanto, o conceito e o cálculo da DL50 para efeitos de comparação ainda são largamente utilizados, apesar de ser considerado fraco como uma medida útil de toxicidade.[3]

Direitos animais[editar | editar código-fonte]

Grupos de defesa dos direitos animais, como a Animal Rights International,[4] tem feito campanha contra testes em animais para determinar o LD50, principalmente porque algumas destas substâncias testadas fazem os animais sofrerem mortes lentas e dolorosas. Vários países, inclusive o Reino Unido, estão tentando banir o LD50 oral, e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico aboliu a obrigatoriedade para o teste oral em 2001 (ver Test Guideline 401, Trends in Pharmacological Sciences Vol 22, February 22, 2001).

Tabelas de DL50[editar | editar código-fonte]

Parâmetros na classificação de toxicidade da União Europeia
Categoria DL50 para ratazanas
(mg/kg massa corporal)
Muito tóxico menor que 25
Tóxico de 25 a 200
Nocivo de 200 a 2000
Valor da DL50 de algumas substâncias
Substância química DL50 para ratazanas, via oral
(mg/kg massa corporal)
Sacarose (açúcar de mesa) 29700[5]
Ácido ascórbico (vitamina C) 11900[6]
Etanol (álcool etílico) 7060[7]
Cloreto de sódio (sal de mesa) 3000[8]
Paracetamol (princípio ativo de diversos medicamentos analgésicos e antipiréticos) 1944[9]
THC (princípio ativo da marijuana) 1270[10]
Arsénico 763[11]
Cumarina 293[12]
Ácido acetilsalicílico (princípio ativo da Aspirina) 200[13]
Cafeína (princípio ativo do café) 192[14]
Nicotina (princípio ativo do tabaco) 50[15]
Estricnina 16[16]
Fósforo branco 3,03[17]
Aflatoxina B1 (micotoxina produzida por espécies do fungo Aspergillus) 0,48[18]
TCDD (dioxina de Seveso) 0,02[19]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências