Cobaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Porquinho-da-índia. (desde agosto de 2013)
Se discorda, discuta sobre esta fusão aqui.
Pasteur e sua criação de coelhos usada como cobaia na descoberta da vacina antirrábica.

Cobaia é o termo originalmente usado para designar, através do latim científico após uso de alguma língua indígena sulamericana, o roedor nativo desta região, da família dos caviídeos, mais conhecido como Porquinho-da-Índia ("Cavia porcellus"); por extensão (e em sentido figurado), passou a designar o campo ou objeto de alguma pesquisa científica.[1]

O uso dos "ratos cobaia" como objeto de pesquisa científica remonta ao século XVII, quando foram utilizadas por Marcello Malpighi.[2] O termo da espécie animal, em inglês - guinea pig - também tem o mesmo uso de sinônimo do objeto da pesquisa desde o começo do século XX (o Dicionário Oxford consigna este uso, pela primeira vez, num trabalho de 1913).[3]

O uso do termo, quando aplicado a seres humanos que servem de objeto a pesquisas científicas é, muitas vezes, considerado pejorativo - havendo mesmo uma discussão ética no meio científico se cabe, ou não, seu uso em tais casos. Debate-se que, no caso das cobaias animais não há a escolha livre na participação de uma pesquisa, o que ocorre no caso de humanos; mesmo assim, diversas publicações leigas contribuíram para divulgar um uso pejorativo do termo.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dicionário Aurélio, verbete cobaia
  2. Guerrini, Anita (2003). Experimenting with Humans and Animals. Johns Hopkins. pp. 42. ISBN 0-8018-7196-4. (em inglês)
  3. Oxford English Dictionary, verbete guinea pig (em inglês)
  4. Ellen Hardy; Silvana Ferreira Bento; Maria José Duarte Osis; Eliana Maria Hebling (outubro/dezembro 2004). Pesquisa em contracepção: opinião de pesquisadores, sujeitos e defensoras dos direitos das mulheres Revista da Associação Médica Brasileira, vol.50 no.4 São Paulo.. Página visitada em 8/4/2011.