Salsa (planta)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaSalsa
Salsa

Salsa
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Apiales
Família: Apiaceae
Género: Petroselinum
Espécie: P. crispum
Nome binomial
Petroselinum crispum
(Mill.) Nym.

A salsa, salsinha ou perrexil [Petroselinum crispum (Mill.) Nym.; Apiaceae (Umbelliferae)] é uma planta herbácea bienal, podendo-se também cultivar como anual. Nativa da região mediterrânica central (sul de Itália, Argélia e Tunísia), naturalizada em toda a Europa e amplamente cultivada como condimento ou hortaliça. [1] [2]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Folhas de salsa
Salsa fresca
Valor nutricional por 100 g (3,53 oz)
Energia 151 kJ (40 kcal)
Carboidratos
Carboidratos totais 6.33 g
 • Açúcares 0.85 g
 • Fibra dietética 3.3 g
Gorduras
Gorduras totais 0.79 g
Proteínas
Proteínas totais 2.97 g
Vitaminas
Vitamina A equiv. 421 µg (53%)
- Betacaroteno 5054 µg (47%)
- Luteína e Zeaxantina 5561 µg
Ácido fólico (vit. B9) 152 µg (38%)
Vitamina C 133 mg (160%)
Vitamina K 1640 µg (1 562%)
Minerais
Cálcio 138 mg (14%)
Ferro 6.2 mg (48%)
Magnésio 50 mg (14%)
Potássio 554 mg (12%)
Zinco 1.07 mg (11%)
Percentuais são relativos ao nível de ingestão diária recomendada para adultos.
Source: USDA Nutrient Database

É uma planta bienal que, no primeiro ano, forma uma roseta de folhas muito divididas, alcança 10–25 cm de altura e possui talos que podem chegar a exceder 60 cm floríferos de 1–3 cm e um tubérculo usado como reserva para o inverno. No segundo ano, desenvolve um talo de flôr de até 75 cm de altura com folhas esparsas e umbela de topo plano com diâmetro de 3–10 cm com várias flores verde-amareladas de diâmetro 2 mm. As sementes são ovoides, 2-3mm. A planta normalmente morre após o amadurecimento das sementes.[2] [3] [4]

Cultivo[editar | editar código-fonte]

O cultivo da salsa faz-se há mais de trezentos anos, sendo uma das ervas aromáticas mais populares da gastronomia mundial.

Salsa numa horta.

A reprodução é feita por sementes, num local ensolarado e em solo drenado que não seja demasiado compacto. Também pode ser cultivada em vasos fundos numa janela ensolarada. Desenvolve melhor entre 22–30 °C[4] . A germinação é lenta, durando quatro a seis semanas [4] e frequentemente difícil devido à furanocumarina que envolve a sua semente. [5] Plantas cultivadas a partir dos talos são normalmente espaçadas 10 cm, enquanto as cultivadas pela raiz são espaçadas 20 cm para permitir o desenvolvimento da raiz. [4]

A salsa atrai alguns animais. Algumas espécies de borboletas põem seus ovos na planta: as lagartas são pretas com listras verdes e pontos amarelos, alimentando-se de salsa por duas semanas, até formarem a pupa. As abelhas e outros insetos que se alimentam de néctar visitam as flores, enquanto pássaros como o pintassilgo-comum se alimentam das sementes.

Cultivo[editar | editar código-fonte]

Salsinha, grupo crespo

No cultivo, a salsa é subdividida em vários grupos cultivares [6] dependendo da forma da planta, que é relacionado a seu uso final. Elas são frequentemente tratadas como variedades botânicas[7] mas são seleções de cultivo, não de origem botânica natural.[3]

Salsa de folhas[editar | editar código-fonte]

Os dois grupos principais de salsinha usados como ervas são as de folhas crespas (i.e.) (P. crispum crispum group; syn. P. crispum var. crispum) e folhas lisas (P. crispum neapolitanum group; syn. P. crispum var. neapolitanum); desses, o grupo neapolitanum se aparenta mais com a espécie selvagem. Alguns preferem cultivar a salsinha de folha lisa por ser mais fácil, sendo mais tolerante a chuva e sol,[8] também tendo o sabor mais forte[4] (apesar de discutível[8] ), enquanto a salsinha de folhas crespas é preferida por outros devido à sua aparência mais decorativa.[8] [9] Um terceiro tipo, cultivado no sul da itália, tem galhos grossos, parecidos com o Salsão.[8]

Salsa de raiz[editar | editar código-fonte]

Petroselinum crispum tuberosum

A variedade de salsa grande Petroselinum crispum tuberosum (P. crispum radicosum group, syn. P. crispum var. tuberosum), possui uma raiz engrossada axonomorfa, parecida com a cherivia, que se consome como hortaliça crua ou cozida. Esta variedade tem folhas maiores e mais rugosas que a salsa comum, mais semelhantes à espécie silvestre.[8]

Benefícios e precauções[editar | editar código-fonte]

O sumo da salsa fresca é rico em vitaminas e a sua celulose ajuda o movimento intestinal. Além de seu largo uso decorativo, a salsinha provê vários benefícios a saúde. É uma boa fonte de antioxidantes (especialmente luteolina), ácido fólico, vitamina C, e vitamina A. Dos benefícios à saúde declarados estão propriedades anti-inflamatórias e melhora no sistema imune.[10] [11] [12]

Entretanto, a salsa não deve ser consumida em excesso por mulheres grávidas. É segura em quantidades normais de alimento mas, em grandes quantidades pode ter efeito indutor de parto, devido a um dos componentes do óleo essencial, o apiol. [13]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Salsa (planta)
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Salsa (planta)
  1. The Euro+Med Plantbase Project: Petroselinum crispum
  2. a b Interactive Flora of NW Europe: Petroselinum crispum
  3. a b Blamey, M. & Grey-Wilson, C. (1989). Illustrated Flora of Britain and Northern Europe. ISBN 0-340-40170-2
  4. a b c d e Huxley, A., ed. (1992). New RHS Dictionary of Gardening 3: 532. Macmillan ISBN 0-333-47494-5.
  5. Jett, J. W. That Devilish Parsley West Virginia University Extension Service. Last retrieved April 26, 2007.
  6. Multilingual Multiscript Plant Name Database: Sorting Petroselinum names
  7. Germplasm Resources Information Network Petroselinum crispum
  8. a b c d e Stobart, T. (1980). The Cook's Encyclopaedia. Macmillan ISBN 0-333-33036-6.
  9. Growing Herbs: How to Grow Parsley
  10. Parsley. The World's Healthiest Foods. Página visitada em 27 October 2012.
  11. Moffat, Denice M.. Parsley Health Benefits. Natural Health Techniques. Página visitada em 27 October 2012.
  12. Health Benefits of Parsley. Spiritfoods. Página visitada em 27 October 2012.
  13. Parsley information on Drugs.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]