Betacaroteno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
β-Carotene
Alerta sobre risco à saúde
Beta-carotene-2D-skeletal.svg
BetaCarotene-3d.png
Nome IUPAC β,β-carotene
Outros nomes β-Carotene, all-trans- (8CI); (all-E)-1,1'-(3,7,12,16-Tetramethyl-1,3,5,7,9,11,13,15,17-octadecanonaene-1,18-diyl)bis[2,6,6-trimethylcyclohexene]; BetaVit; Betacarotene; C.I. 40800; C.I. Food Orange 5; Carotaben; Carotene Base 80S; CoroCare; Cyclohexene, 1,1'-(3,7,12,16-tetramethyl-1,3,5,7,9,11,13,15,17-octadecanonaene-1,18-diyl)bis[2,6,6-trimethyl-, (all-E)-; Food Orange 5; KPMK; Lucaratin; Lucarotin; Lucarotin 10CWD/O; Lucarotin 30SUN; Lurotin; NSC 62794; Provatene; Provatenol; Rovimix β-carotene; Serlabo; Solatene; all-E-β-Carotene; all-trans-β-Carotene; β-Carotene.[1]
Identificadores
Número CAS 7235-40-7
PubChem 5280489
SMILES
Propriedades
Fórmula química C40H56
Massa molar 536.87 g mol-1
Aparência vermelho-púrpura sólida
Densidade 0.941 ± 0.06 g/cm3
Ponto de fusão

180-182 °C

Ponto de ebulição

654.7±22.0 °C (Press: 760 Torr).[1]

Solubilidade em água Insolúvel em água fria ou água quente. Solúvel em éter etílico, acetona, benzeno, clorofórmio, dissulfeto de carbono. Moderadamente solúvel em éter petroleium, oils. Muito pouco solúvel em metanol.

Soluble in fat solvents

Riscos associados
Ponto de fulgor 103 °C/218 °F[2]
Compostos relacionados
Compostos relacionados Alfacaroteno
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O betacaroteno é um pigmento carotenóide antioxidante. Natural, é uma das formas de se obter indiretamente a vitamina A. Na química de lipídios possuem função de pigmento, sendo precursor da vitamina A (lipossolúvel) que é apolar e lipídica, expressando cor laranja.

Tem sido descobertas grandes propriedades para o betacaroteno nas pesquisas das quais é alvo. Sabe-se hoje que ele é um antioxidante (inibe radicais livres, prevenindo o envelhecimento), beneficia a visão noturna, aumenta a imunidade, dá elasticidade à pele, aumenta o brilho dos cabelos e o fortalecimento das unhas, além de atuar no metabolismo de gorduras.

O betacaroteno também é favorável na obtenção do bronzeamento da pele. Quando transformado em vitamina A em nosso organismo, auxília na formação de melanina, pigmento responsável por proteger a pele dos raios ultravioleta e conferir o bronzeamento.

As principais fontes de betacaroteno são: damasco, cenoura, abóbora, beterraba, mamão, manga e a batata doce. Em quantidades menores, pode ser encontrado nos vegetais folhosos como couve, repolho, espinafre, agrião e brócolis.

Consumir grande quantidade de betacaroteno não é perigoso para o organismo. O único efeito colateral conhecido pelo excesso do mesmo é o aparecimento de uma coloração amarelada na pele, que é inócua e não deixa sequelas, que desaparece com a redução do consumo, denominada por hipercarotenodermia.

Contudo,o consumo de quantidades diárias de 30mg sob a forma de suplementação farmacológica de betacaroteno, por parte de fumadores, foi associado a um aumento de risco de cancro de pulmão. Por outro lado a ingestão fisiológica de betacaroteno, pela alimentação, não tem este efeito. [3]


Referências