Ellinikí Radiofonía Tileórasi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
ERT
Ellinikí Radiofonía Tileórasi
Ελληνική Ραδιοφωνία Τηλεόραση
Tipo Rede pública de rádio e televisão
País Grécia Grécia
Fundação 1938 (rádio)
1965 (televisão)
Extinção 12 de junho de 2013
Página oficial http://www.ert.gr

Ellinikí Radiofonía Tileórasi (Ελληνική Ραδιοφωνία Τηλεόραση (em grego), Radiotelevisão Grega, ou simplesmente ERT)[1] foi uma cadeia de rádio e televisão pública da Grécia.

História[editar | editar código-fonte]

A empresa foi criada em 1938 como um serviço de rádio da cidade de Athenas, na época a emissora era conhecida como ER1 (algo como Fundação Helênica de Rádio). Durante os anos da Segunda Guerra Mundial, a radiodifusão foi interrompida durante a ocupação nazista da Grécia. Após o fim da Segunda Guerra, o serviço de rádio foi ampliado nacional e internacionalmente. A EIR foi um dos 23 fundadores da União Europeia de Radiodifusão, em 1950.

Os testes para televisão iniciaram em 1965 e entrando no ar em 1966. Em 1970, a empresa foi renomeada para EIRT (Fundação Helênica de Rádio e Televisão). Foi utilizado como meio de propaganda pelo governo militar da Grécia até à sua queda em 1974. A rede adotou o seu nome definitivo nesse ano. Em 2013, foi encerrada pelo governo, devido à crise financeira e austeridade que a Grécia vive desde 2010. O governo anunciou o encerramento da televisão e rádio pública às 00 horas do dia 12 de junho de 2013 (hora de Atenas). Afirmou ainda que irá reabrir, mas com muito menos trabalhadores, por isso é muito incerto o futuro de 2.763 trabalhadores.[2] A maioria deverá ingressar na longa lista de desempregados na Grécia que atingiu cerca de 27% em março deste ano.[3]

Encerramento[editar | editar código-fonte]

O governo grego fechou a emissora ERT em 11 de Junho 2013, com a alegação de que a empresa não podia ser recuperada e consumia até € 300 milhões (US$ 385 milhões) por ano.[4]

Ex-canais[editar | editar código-fonte]

Todos extintos em 12 de junho de 2013, bem como os da rádio.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.