Emil Gilels

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Emil Grigoryevich Gilels (em russo: Эми́ль Григо́рьевич Ги́лельс, Odessa, 19 de outubro de 1916Moscou, 14 de outubro de 1985) foi um pianista clássico russo. Emil Gilels é aclamado pelo seu brilhante domínio da técnica e pelo apurado controle da tonalidade do piano. Gilels ostenta um imenso repertório, que variava de Scarlatti e Bach até os compositores contemporâneos, como Stravinsky e Prokofiev. Desse repertório, podemos destacar as interpretações das obras de Robert Schumann, Johannes Brahms, e principalmente de Sergei Prokofiev e de Ludwig van Beethoven.

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Gilels nasceu em Odessa, filho de uma família de músicos judeus. Ele começou a estudar piano aos seis anos de idade com o professor Yakov Tkach, e fez sua primeira apresentação em público em 1929. Em 1930, Gilels ingressou no Conservatório de Odessa, onde foi aluno de Berta Reingbald, a quem Gilels atribui como a sua primeira influência de formação.

Em 1933, Gilels vence o inédito "Concurso de piano da União Soviética", aos 16 anos. Após a graduação no Conservatório de Odessa em 1935, Gilels ingressou no Conservatório de Moscou, onde ele foi aluno do famoso professor Heinrich Neuhaus e fora companheiro do pianista Sviatoslav Richter. Em seu último ano no Conservatório, aos 21 anos, ele venceu o Festival Internacional Ysaÿe em Bruxelas, derrotando, por exemplo, os pianistas Arturo Benedetti Michelangeli (que recebeu nota zero dos juízes italianos) and Moura Lympany.

Gilels foi o primeiro artista soviético a ter permissão de viajar extensivamente para o Ocidente. Após a Segunda Guerra Mundial, em 1947, Gilels começou uma turnê pela Europa e fez a sua primeira apresentação na América em 1955, interpretando o Concerto para piano No. 1 de Tchaikovsky, na Filadélfia. Sua turnê nos EUA incluía Nova York e Chicago, onde ele foi regido por Fritz Reiner, pela Chicago Symphony Orchestra.

Gilels era considerado como um herói na União Soviética, e ganhou o Prêmio Stalin em 1946, o prêmio Ordem de Lenin em 1961 e 1966, e o Prêmio Lenin em 1962.

Gravações destacadas[editar | editar código-fonte]

* ao vivo