FC Zenit São Petersburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Зенит Санкт-Петербург
Zenit São Petersburgo
FK Zenit St Peterburg.svg
Nome FC Zenit São Petersburgo
ФК Зенит Санкт-Петербург
Alcunhas Аzul-Branco-Turquesas
(Сино-бело-голубые)
Tricolor
(Триколор)
Torcedor/Adepto Sino-byelo-goluboi
(Сино-бело-голубой)
Bomzhi
(Бомжи)
Pitertsy
(Питерцы)
Mascote Leão
Principal rival Spartak Moscou
Fundação 30 de Maio de 1925
Leningrado,  União Soviética
Estádio Petrovsky
Capacidade 21.570
Localização São Petersburgo,  Rússia
Presidente Rússia Aleksandr Dyukov
Treinador Portugal André Villas-Boas
Patrocinador Rússia Gazprom
Material esportivo Estados Unidos Nike
Competição Rússia Primeira Liga
Rússia Copa da Rússia
União Europeia Liga dos Campeões
2012-13
Ranking nacional 2º (Rússia)
24º (Europa)
Website fc-zenit.ru (Russo)
en.fc-zenit.ru (Inglês)
Kit left arm zenit1314h.png Kit body zenit1314h.png Kit right arm zenit1314h.png
Kit shorts.png
Kit socks zenit1314h.png
Uniforme
titular
Kit left arm zenit1314a.png Kit body zenit1314a.png Kit right arm zenit1314a.png
Kit shorts.png
Kit socks zenit1314a.png
Uniforme
alternativo
editar

O FC Zenit São Petersburgo, (em russo: ФК Зенит Санкт-Петербург) é uma equipe de futebol russa que representa a cidade de São Petersburgo.
É campeão soviético, tricampeão russo e vencedor da Copa da UEFA de 2007-08.
Tem a maior torcida da Rússia, conquistada após seu recente sucesso, espalhada por todo o país, e atualmente é considerada a equipe russa favorita no cenário europeu. Tem como arquirrival o Spartak, da capital Moscou. Seu estádio é o Petrovsky, localizado às margens do rio Neva.

História[editar | editar código-fonte]

Os Stalinets[editar | editar código-fonte]

A história do Zenit tem início na usina siderúrgica de Leningrado. Em 1925, uma equipe de atletas foi organizada na fábrica, que levava o nome do então líder da União Soviética, Joseph Stalin. Na época, os Stalinets disputavam o campeonato de Leningrado, em uma época em que os torneios eram divididos por cidades. Somente em 1936, quando ocorreu o primeiro Campeonato Soviético de Futebol é que tornou-se possível uma competição a nível nacional. O Zenit estreou com um empate, na cidade de Dnepropetrovsk.

A Guerra[editar | editar código-fonte]

A partir da década de 1940, a usina siderúrgica de Leningrado foi desativada pelo ministério de armamentos, e o antigo Stalinets tornou-se Zenit Leningrado, contando com o apoio da LOMO — União de Óptica Mecânica de Leningrado. Com o início da Grande Guerra Patriótica e o Cerco a Leningrado, muitos dos atletas do Zenit foram evacuados para a cidade de Kazan, no sul da Rússia. Outros permaneceram na cidade e lutaram contra os exércitos de Hitler. Os irmãos Evgeni e Valentin Shelagin, Samuel Kozinets, Boris Ivin, entre outros, não sobreviveram à guerra.

O Primeiro Título[editar | editar código-fonte]

Na primavera de 1944, o Zenit volta à cidade natal, onde vence seu primeiro grande torneio, a Copa da URSS daquele ano, vencendo o lendário Spartak Moscou e derrotando o fortíssimo CDKA (atual CSKA) na final. O Zenit não foi capaz de manter o ritmo, e derrota após derrota, foi discutido até mesmo o fim da equipe. Em 1958, George Zharkov, de Moscou, se tornaria técnico do Zenit, o primeiro a vir de outra cidade, e pretendia tirar o time da crise, e fundou uma filosofia que valorizava os atletas das escolas esportivas de Leningrado. Apesar do esforço, poucos resultados foram alcançados, e o clube terminou o campeonato daquele ano em 4º lugar. O clube só foi voltar a um bom ritmo no início da década de 1960.

Crises[editar | editar código-fonte]

Após um período relativamente bom, em 1967, o Zenit terminava o campeonato soviético em último lugar. Curiosamente, a equipe não foi rebaixada, pois naquele ano se comemorava os 50 anos da Revolução de Outubro, ocorrida na antiga capital russa de São Petersburgo, cuja única equipe profissional era o Zenit. As autoridades não acharam conveniente rebaixar a equipe da cidade em meio às comemorações, e o rebaixamento foi ignorado.

A década de 1970 foi de ainda mais sofrimento para o Zenit, que em meio a trocas de vários treinadores e a esperança dos torcedores, não via qualquer vitória. No final dos anos 1970, o lendário treinador Iuri Morozov iniciou um novo projeto esportivo para o clube, baseado na filosofia de Zharkov, para dar mais possibilidades a uma nova geração de jogadores em Leningrado. Apesar de ter sido criticado por boa parte de sua equipe, por conta dos maus resultados conquistados por Zharkov, o projeto ultrapassou as expectativas, ficando o Zenit em terceiro lugar no campeonato, pela primeira vez em sua história.

O Campeonato Soviético[editar | editar código-fonte]

Em 1984, o Zenit perdeu a Copa da URSS para o Dínamo, mas a experiência aproximou ainda mais a equipe. Após crescer no campeonato e se manter na primeira colocação, o Zenit se tornaria o campeão da União Soviética de 1984, título que seria o único na história do clube, e que levaria quatro jogadores do Zenit à Seleção Soviética.

Futebol da Rússia  v  e 
Nuvola Russian flag.svg

Nova Chance na Rússia[editar | editar código-fonte]

Com o término do regime socialista na Rússia, em meados da década de 1980, o Zenit tornou-se uma instituição independente, e deixou de ser mantida pela estatal LOMO. A situação não ajudou o Zenit, que foi rebaixado para a divisão inferior no mesmo ano. Em 1991, com a desintegração da União Soviética e a separação da Rússia das demais repúblicas que formavam o antigo país, o Zenit ingressou na divisão principal recém-criado Campeonato Russo de Futebol. No mesmo ano, a cidade de Leningrado foi rebatizada com o antigo nome que tinha antes da revolução — São Petersburgo. O Zenit, como esperado, também mudou de nome, passando a se chamar Zenit São Petersburgo. Apesar da chance que o clube teve de permanecer na liga principal por conta das razões políticas, o Zenit novamente foi rebaixado, e passou três anos na divisão secundária do campeonato. Durante esse período, o clube foi reorganizado, e tornou-se uma verdadeira companhia. Vitali Mutko, vice-prefeito de São Petersburgo, tornou-se o presidente, e Pavel Sadyrin, o mais celebrado treinador da história do Zenit junto com Morozov e Advocaat, reergueu a equipe para que disputasse novamente a liga principal, em 1996, mantendo se lá desde então. Com criatividade, e a liderança de vários jogadores estrangeiros, vindos da Ucrânia, Bielorrússia, Armênia e Moldávia, e com um futebol baseado na disciplina e defesa sólida, o Zenit foi capaz de se manter efetivamente na liga, vencendo, em 1999, a Copa da Rússia.

Regresso e Atualidade[editar | editar código-fonte]

Iuri Morozov retornaria à equipe no ano 2000, terminando a liga daquele ano em terceiro lugar. Em 2003, pela primeira vez, o Zenit conquistou o vice-campeonato russo, sob o comando de Vlastimil Petržela. Em 2006, o holandês Dick Advocaat tornou-se o técnico da equipe. No ano seguinte, o Zenit, pela primeira vez, se tornaria campeão russo. Em 2008, o Zenit conquistou a Copa da UEFA de 2007-08. Já classificado para a competição pelo quarto lugar no Campeonato Russo de 2006, o clube realizou uma campanha memorável, embora manchada por manifestações racistas da ala radical de sua torcida, o que fez a própria UEFA cogitar suspender o clube do torneio. Advocaat chegou a declarar que não pediu a contratação de reforços negros pois a torcida não os admitiria. Nas fases finais do torneio, o Zenit passou por times mais tradicionais como Olympique Marselha e Bayer Leverkusen, chegando ao seu ápice até então ao eliminar o poderoso e favoritíssimo ao título Bayern Munique, de Oliver Kahn, Franck Ribéry e Luca Toni. Já surpreendendo com um empate em Munique por 1 x 1, o Zenit, no jogo de volta, despachou a equipe bávara com um impiedoso 4 x 0, com direito a Pavel Pogrebnyak igualar Toni na artilharia da competição. Na final, a equipe, mesmo desfalcada do artilheiro Pogrebnyak, que estava suspenso, venceu por 2 x 0 a equipe escocesa do Rangers, no Reino Unido, com gols de Igor Denisov e Konstantin Zyryanov. Com isso, o Zenit igualou o CSKA Moscou, ambos sendo as únicas equipes russas a terem conquistado um troféu europeu. No mesmo ano, tornou-se o primeiro clube russo campeão da Supercopa Europeia, vencendo o inglês Manchester United. O Zenit seria a base da Seleção Russa para a Eurocopa de 2008. Em 2010, sob o comando de Luciano Spalletti, o Zenit conquistou sua segunda Copa da Rússia e o bicampeonato russo, e em 2012 o tricampeonato.

Representante da segunda cidade mais importante da Rússia, é atualmente o clube mais rico do país, graças ao patrocínio da Gazprom, maior empresa gasística do mundo, da qual Dmitriy Medvedev, ex-presidente e reconhecido torcedor do Zenit, é diretor do conselho de vigilância.

Andrey Arshavin, ídolo moderno do clube.
Dick Advocaat comandou o clube durante sua maior conquista.

Insultos Racistas[editar | editar código-fonte]

Em Março de 2011, após a vitória do Zenit por 2 a 0 contra o Anzhi pelo campeonato russo, o lateral esquerdo Roberto Carlos teve que aturar insultos racistas por parte de torcedores da equipe Zenit que mostraram bananas para o brasileiro durante a execução do hino nacional. Embora o o clube já tivesse passado por situações semelhantes, a União de Futebol da Rússia não se manifestou sobre o caso.[1] .

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Por ter conquistado poucos títulos em sua história, o Zenit não tem muitos ídolos ao longo de sua trajetória. Os torcedores costumam exaltar até hoje dois atletas que tiveram grande passagem defendendo a agremiação.
O principal e mais idolatrado é Lev Burchalkin, que é o principal jogador da história do Zenit, sendo o que mais vezes vestiu a camisa do clube e quem marcou mais gols pelo time. Em 400 partidas, o atleta marcou 78 gols.
Outro jogador que é lembrado com carinho na história do Zenit é Anatoliy Korotkov. O atacante é o recordista em gols marcados em apenas uma edição do Campeonato Nacional pela equipe. Na edição de 1950 o avante fez 22 gols na liga.
Além dos jogadores, os torcedores respeitam muito os treinadores Iuri Morozov, que abriu caminho para a conquista de seu primeiro e único campeonato soviético e também Pavel Sadyrin, que reergueu o clube da crise que vivia, quando estava na segunda divisão, em meados dos anos 1990.

O Petrovsky, estádio do Zenit.

Torcida[editar | editar código-fonte]

O Zenit tem a maior torcida da Rússia, espalhada por todo o país. Antes do recente sucesso, conquistado após a vitória na Copa da UEFA de 2007-08, a torcida do Zenit era a menor dos grandes times russos, quase insignificante, concentrada principalmente em São Petersburgo. Mas desde a conquista do grande título europeu, a torcida vem crescendo, e concentra-se principalmente em regiões sem grandes clubes, como no norte da Rússia e Sibéria, e nem tanto em São Petersburgo.

Rivais[editar | editar código-fonte]

O Zenit tem como rival mortal o Spartak Moscou, sendo que no hino oficial da equipe há o verso Quando lutares com o rival Spartak, não te esquece de teu ataque!, mas os torcedores da equipe de Moscou não costumam corresponder à essa rivalidade, e preferem considerar os vizinhos do CSKA Moscou como principais rivais. O Dínamo de Moscou é outro rival do Zenit, no confronto conhecido como Duelo dos Azuis, mas muito menos detestado que o vizinho Spartak.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Zenit manda seus jogos no Petrovsky, com capacidade para 21.725 torcedores.

Hino[editar | editar código-fonte]

Hino dos torcedores do Zenit

O hino dos torcedores é baseado na canção Cidade do Neva. (Ouvir)

Город над вольной Невой Na Cidade do Neva

Город над вольной Невой,
Где болеют за «Зенит» родной,
Слушай, Ленинград, я тебе спою
Задушевную песню свою.

Мы твои верные друзья,
Будем вдохновлять тебя всегда.
Сектор 33 — в непогоду, в зной
Мы душою и сердцем с тобой.

Если тебе нелегко,
Будешь ты от дома далеко,
Мы с тобой, «Зенит»,
Мы с тобой всегда,
Ты не будешь один никогда!

Если соперник — «Спартак»,
Ты не забывай своих атак.
«Гамбург» и «Рапид», всех он победит,
Наш родной ленинградский «Зенит»!

Я хочу, чтоб флаг голубой
Реял над всем миром и страной.
Кубок УЕФА наш «Зенит» возьмёт
И победную песню споёт!

Na cidade do Neva,
Eu torço para o Zenit,
Escute, Leningrado, eu cantarei
A minha amada canção.

Nós somos seus amigos fiéis,
Vamos inspirá-lo sempre.
Setor 33, na chuva ou no calor,
Estamos com você com o coração e a alma.

Se a luta estiver dura,
Você está longe de casa,
Estamos você, Zenit
Sempre com você,
Você nunca estará só!

Se surgir como rival o Spartak,
Não se esqueça de seus ataques!
Hamburg e Rapid, ele vence todos,
O nosso Zenit de Leningrado!

Eu quero que a bandeira turquesa,
Tremule sobre todo o país e o mundo.
A Copa da UEFA o Zenit nos trará
E cantaremos a canção!

Títulos[editar | editar código-fonte]

Cscr-featured.svgCampeão Invicto

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes dos jogadores[editar | editar código-fonte]

  • Uniforme principal: Camisa azul-celeste, calção e meias azuis-celeste;
  • Uniforme de visitante: Camisa branca, calção e meias brancas.
Títulos Continentais
País Competição Títulos Temporadas
UEFA Cup (adjusted).png Copa da UEFA 1 2007-08
Supercup.png Supercopa Europeia 1 2008Cscr-featured.svg
Títulos Nacionais da Rússia (a partir de 1992)
País Competição Títulos Temporadas
Flag of Russia.svg Campeonato Russo 3 2007, 2010, 2011-12
Flag of Russia.svg Copa da Rússia 2 1998-99, 2009-10
Flag of Russia.svg Supercopa da Rússia 2 2008, 2011
Flag of Russia.svg Copa da Liga Russa 1 2003
Títulos Nacionais da União Soviética (1936-1991)
País Competição Títulos Temporadas
Flag of the Soviet Union (1923-1955).svg Campeonato Soviético 1 1984
Flag of the Soviet Union (1923-1955).svg Copa da União Soviética
1 1944
Flag of the Soviet Union (1923-1955).svg Supercopa Soviética
1 1984
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa amarela, calções e meias amarelas.
  • Camisa cinza, calções e meias cinzas.
  • Camisa azul, calções e meias azuis.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'


Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo uniforme
  • 2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2009
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2008
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2007
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2006
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
01 Rússia Yuri Lodygin
16 Rússia Vyacheslav Malafeev
71 Rússia Yegor Baburin
Laterais/Zagueiros
02 Rússia Aleksandr Anyukov
03 Argentina Cristian Ansaldi
04 Itália Domenico Criscito
06 Bélgica Nicolas Lombaerts
13 Portugal Neto
14 Eslováquia Tomáš Hubočan
19 Rússia Igor Smolnikov
24 Argentina Ezequiel Garay
57 Rússia Dzhamaldin Khodzhaniyazov
Volantes/Meias
05 Rússia Aleksandr Ryazantsev
17 Rússia Oleg Shatov
20 Rússia Viktor Fayzullin
28 Bélgica Axel Witsel
35 Portugal Danny
44 Ucrânia Anatoliy Tymoshchuk
99 Rússia Ivan Solovjev
Atacantes
07 Brasil Hulk
10 Rússia Andrey Arshavin
23 Venezuela José Salomón Rondón
11 Rússia Alexander Kerjakov
Comissão Técnica
T PortugalAndré Villas-Boas
AT Rússia Sergey Semak


Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira de RússiaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol russos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.