Fear and Desire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fear and Desire
Medo e Desejo (PT/BR)
1953 • pb • 62 min 
Direção Stanley Kubrick
Roteiro Stanley Kubrick
Elenco Frank Silvera,
Kenneth Harp,
Paul Mazursky
Género Drama
Guerra
País  Estados Unidos
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Fear and Desire (br./pt.: Medo e Desejo) é um filme estadunidense de Guerra de 1953, dirigido por Stanley Kubrick. Foi o primeiro filme de Kubrick, e ele fez a maior parte do trabalho na produção, incluindo cinematografia e edição.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Durante uma guerra indeterminada, um grupo de quatro soldados sofre um acidente de avião e cai por trás das linhas inimigas. Enquanto planejam construir uma jangada e voltar para suas forças descendo um rio, os soldados capturam uma jovem camponesa que os vira e também descobrem uma base militar com a presença de um general. Eles hesitam no que fazer com a moça e se devem arriscar e atacar e tentar matar o general, ou fugir pelo rio.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Frank Silvera — sargento Mac
  • Kenneth Harp — tenente Corby / General
  • Paul Mazursky — soldado Sidney
  • Stephen Coit — soldado Fletcher / capitão
  • Virginia Leith — garota
  • David Allen — narrador (voz)

Produção[editar | editar código-fonte]

Antes de filmar Fear and Desire, Kubrick era fotógrafo da revista Look e havia dirigido dois documentários de curta-metragens em 1951, Day of the Fight e Flying Padre. Ambas as produções foram adquiridas para distribuição pela RKO Radio Pictures. Baseado nessas experiências, Kubrick se sentia pronto para produzir um longa-metragem [1] . Kubrick deixou seu emprego na Look para se dedicar a Fear and Desire [2] .

O roteiro foi de Howard Sackler, amigo de classe de Kubrick na William Howard Taft High School no Bronx em Nova Iorque. Sackler mais tarde venceria o Prêmio Pulitzer pelo drama de 1968 The Great White Hope. Paul Mazursky, que mais tarde seria reconhecido como grande cineasta por filmes como Harry and Tonto e An Unmarried Woman, aparece no elenco como o soldado que mata a moça prisioneira[1] .

O dinheiro para Fear and Desire veio dfa família e amigos de Kubrick, principalmente de Martin Perveler, tio e proprietário de uma lucrativa farmácia [3] . O orçamento original ficou em 10.000 dólares [1]

A produção reunia 15 pessoas: cinco atores (Paul Mazursky, Frank Silvera, Kenneth Harp, Steve Coit e Virginia Leith), cinco técnicos (incluindo a primeira esposa de Kubrick, Toba Metz) e quatro trabalhadores mexicanos para transportar o equipamento do filme pelas Montanhas San Gabriel na Califórnia, onde ocorreram as filmagens. Pelas limitações do orçamento, Kubrick teve que improvisar para usar os equipamentos. Para simular a neblina, Kubrick utilizou um pulverizador agrícola mas o elenco e técnicos quase foram asfixiados pois o maquinário ainda continha resíduos de inseticida aplicado em plantações [4] Paul Mazursky disse que o diretor pegou um carrinho de bebê para carregar a câmera, pois não havia transporte adequado [3] .

Para reduzir os gastos, Kubrick pensava em fazer um filme mudo mas acabou por adicinar som, efeitos e música, o que encareceu os custos para cerca de 50.000 dólares, o que obrigou a uma ajuda adicional do produtor Richard de Rochemont, sob a condição de que Kubrik ajudasse na produção de uma série de cinco capítulos sobre Abraham Lincoln para a TV, que teve locações em Hodgenville, Kentucky.[5] . Kubrick também teve dificuldades para editar a cena chave em que um dos soldados derruba um prato de feijões no chão e entra do lado errado da tela. Isso obrigou que a revelação do negativo fosse invertida e causou mais gastos [6] .

Apesar de tudo, o filme garantiu algumas opiniões respeitáveis pelos circuitos de cinema em Nova York, muitos reconhecendo no jovem diretor um futuro promissor.

Altamente procurado por fãs de Kubrick e aficionados por cinema, o diretor definiu o filme como um projeto amador e comprou a maior parte das cópias. Suas tentativas de reprimir o trabalho não foram totalmente bem sucedidos, muitos bootlegs circulam pela internet, além da distribuição ilegal de DVDs-R.[carece de fontes?]

Referências

  1. a b c Duncan, Paul. "Stanley Kubrick: The Complete Films." Taschen, 2008. ISBN 978-3-8228-3115-1
  2. "Stanley Kubrick—an appreciation," World Socialist Web site, 27 de março de 1999.
  3. a b Guthmann, Edward. ""The Ones That (Almost) Got Away," San Francisco Chronicle, 18 de julho de 1999", The San Francisco Chronicle, 17 de julho de 1999.
  4. ""The New Pictures," Time, 4 de junho de 1956", 4 de junho de 1956. Página visitada em 2 de maio de 2010.
  5. Duncan 2003, pp. 26-7.
  6. Buchanan, Larry. "It Came From Hunger!" McFarland & Co., 1996. ISBN 0-7864-0194-X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.