Forças Armadas Angolanas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Forças Armadas Angolanas ou FAA é a designação dada à junção dos vários ramos da instituição militar de Angola. A sua fundação, nos moldes que conhecemos hoje em dia remontam ao ano de 1991, tempo cronológico em que foram fundadas. Elas são o resultado da fusão de dois exercitos beligerantes em Angola, na altura da Guerra Fria:as Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA), pertencente ao MPLA e as Forças Armadas de Libertação de Angola (FALA), pertencentes a UNITA.

O Chefe do Estado Maior General das FAA é o General de Exército Geraldo Sachipengo Nunda, um ex-comandante da UNITA, ocupando desde 2010 esse cargo. [1] Os investimentos que as FAA têm hoje em dia, em muito se deve às grandes receitas petrolíferas de Angola. Estes investimentos têm-lhe permitido actualizar os equipamentos militares do país, nos últimos anos. Nas suas fileiras servem 87 000 soldados, segundo dados de 2007. Quanto a gastos, esses cifram-se na ordem dos 1 650 milhões de dólares USD.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Veja-se o site areamilitar.net, onde é possível encontrar algumas referências às FAA [1]