Economia de Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Economia de Angola
Plataforma marítima de petróleo em Angola.
Moeda Kwanza
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, União Africana
Banco Central Banco Nacional de Angola
Estatísticas
PIB 126,2 mil milhões (2012) (66º lugar)
Variação do PIB 6,8 % (2012)
PIB per capita 6 200 (2012)
PIB por setor agricultura 10,2%, indústria 61,4%, serviços 28,4% (2011)
Inflação (IPC) 10,3% (2012)
População
abaixo da linha de pobreza
40,5% (2006)
Coeficiente de Gini 0,620
Força de trabalho total 8 468 000 (2012)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 85%, indústria, comércio e serviços 15% (2003)
Desemprego N/D
Principais indústrias petróleo; diamantes, minério de ferro, fosfatos, feldspato, bauxita, urânio e ouro, cimento, reparação naval, metalurgia básica, processamento de peixe; processamento de alimentos, cerveja, produtos de tabaco, açúcar, têxteis
Exterior
Exportações 71,95 mil milhões (2012)
Produtos exportados petróleo, diamantes, minerais vários, madeiras, peixe, café, algodão e sisal.
Principais parceiros de exportação República Popular da China 36,3%, EUA 18,5%, Índia 10,6%, Taiwan 8%, Canadá 6,9% (2012)
Importações 22,32 mil milhões (2012)
Produtos importados produtos alimentares, bebidas, produtos vegetais, equipamentos elétricos e viaturas.
Principais parceiros de importação República Popular da China 36,3%, Portugal 16,5%, Coreia do Sul 11,3%, Países Baixos 9%, Taiwan 8,8%, EUA 8,1%, África do Sul 4,9%, Brasil 4,5%, França 4,2% (2012)
Dívida externa bruta 19,65 mil milhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 56,07 mil milhões (2012)
Despesas 42,26 mil milhões (2012)
Fonte principal: [[1] CIA World Fact Book]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia de Angola foi bastante afetada pela guerra civil que durou quase trinta anos, colocando o país juntamente com Guiné-Bissau entre os mais pobres do planeta. Todavia, Angola apresenta boas taxas de crescimento apoiadas principalmente pelas suas exportações de petróleo. As jazidas de petróleo estão localizadas em quase toda a extensão da sua costa marítima.

Segundo índices de liberdade econômica, Angola possui uma economia repressiva, constando no 160º lugar no índice de liberdade econômica da Heritage Fundation.[2]

Setor primário[editar | editar código-fonte]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Ja teve o café como seu principal cultivo. Seguem-se-lhe cana-de-açúcar, sisal, milho, óleo de coco e amendoim. Entre as culturas comerciais, destacam-se o algodão, o fumo e a borracha. A produção de batata, arroz, cacau e banana é relativamente importante. Os maiores rebanhos são o bovino, o caprino e o suíno. Toda esta capacidade de produção perdeu-se durante o período da guerra civil, mas o país vai recuperando paulatinamente essas produções agora que foi alcançada a paz.

Mineração[editar | editar código-fonte]

Angola é rica em minerais, especialmente diamantes, petróleo e minério de ferro; possui também jazidas de cobre, manganês, fosfatos, sal, mica, chumbo, estanho, ouro, prata e platina. As minas de diamante estão localizadas perto de Dundo, na província da Lunda Norte. Importantes jazidas de petróleo foram descobertas em 1966, ao largo de Cabinda, assegurando ao país a auto-suficiência. Em 1975 foram localizados depósitos de urânio perto da fronteira com a Namíbia.

Setor secundário[editar | editar código-fonte]

Indústria[editar | editar código-fonte]

As principais indústrias do território são as de beneficiamento de oleaginosas, cereais, carnes, algodão e fumo. Merece destaque, também, a produção de açúcar, cerveja, cimento, e madeira, além do refino de petróleo. Entre as indústrias destacam-se as de pneus, fertilizantes, celulose, vidro e aço. O parque fabril é alimentado por cinco usinas hidroelétricas, que dispõem de um potencial energético superior ao consumo.

Setor terciário[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

O sistema ferroviário de Angola compõe-se de cinco linhas que ligam o litoral ao interior. A mais importante delas é o caminho de ferro de Benguela, que faz a conexão com as linhas de Catanga, na fronteira com a República Democrática do Congo. A rede rodoviária, em sua maioria constituída de estradas de segunda classe, liga as principais cidades. Os portos mais movimentados são os de Luanda, Benguela, Lobito, Namibe e Cabinda. O aeroporto de Luanda é o centro de linhas aéreas que põem o país em contacto com outras cidades africanas, européias e do resto do mundo.

Construção Civil[editar | editar código-fonte]

Após décadas de guerra, Angola teve sua infra-estrutura bastante danificada. Com a chegada da paz e as divisas provenientes da descoberta do petróleo, o setor da construção civil tem experimentado um grande crescimento. O setor é atualmente responsável por 29% dos investimentos externos no país, segundo a Agência Nacional para o Investimento Privado[carece de fontes?]. O crescimento do setor pode ser observado tanto na reconstrução da infra-estrutura nacional como no setor imobiliário que sofre um grande deficit. Importantes construturas e incorporadoras estrangeiras tem se instalado no país, como destaque para as portuguesas Mota-Engil, Teixeira Duarte, Soares da Costa, Somague ou Edifer, e para as Brasileiras Odebrecht, Camargo Corrêa, Genea Angola, Queiroz Galvão e Andrade Gutierrez. Além disso também há empresas angolanas a surgir, como por exemplo o Grupo Opaia SA com o projeto Casa Feliz.

Referências

  1. CIA. The World Factbook. Consultado em 5 de abril de 2013
  2. 2014 Index of Economic Freedom (2014). Visitado em 13/09/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.