Economia da França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia da França
La Défense, centro financeiro de Paris.
Moeda Euro
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, União Europeia, OCDE
Estatísticas
PIB 2 609 mil milhões (2012)[1]
Variação do PIB -0,3% (2012)[2] Red Arrow Down.svg
PIB per capita 39 864 (2012)Red Arrow Down.svg
PIB por setor agricultura 1,9%, indústria 18,3%, comércio e serviços 78,9% (2012)
Inflação (IPC) 0,8% (maio de 2013)[3] Green Arrow Down.svg
População
abaixo da linha de pobreza
14% - 9,1 milhões de pessoas (2012)[4] Red Arrow Up.svg
Coeficiente de Gini 34 (2010)[5] Red Arrow Up.svg
Força de trabalho total 29,62 milhões (2012)[6] Green Arrow Up.svg
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 3,8%, indústria 24,3%, comércio e serviços 71,8% (2005)
Desemprego 15% - 4,5 milhões de pessoas (abril de 2013)[7] Red Arrow Up.svg
Principais indústrias máquinas, produtos químicos, automóveis, metalurgia, aviação, eletrônicos, téxtis, processamento de alimentos, turismo
Exterior
Exportações 567,5 mil milhões (2012)[8] Red Arrow Down.svg
Produtos exportados máquinas e equipamentos de transporte, aviões, plásticos, produtos químicos, fármacos, ferro e aço, bebidas
Principais parceiros de exportação Alemanha 16,7%, Itália 8,3%, Espanha 7,4%, Bélgica 7,4%, Reino Unido 6,7%, Estados Unidos 5%, Países Baixos 4,3% (2011)
Importações 658,9 mil milhões (2012)Red Arrow Down.svg
Produtos importados máquinas e equipamentos, veículos, petróleo, aviões, plásticos, produtos químicos
Principais parceiros de importação Alemanha 19,1%, Bélgica 11,3%, Itália 7,7%, Países Baixos 7,5%, Espanha 6,6%, Reino Unido 5,1%, República Popular da China 4,8% (2011)
Dívida externa bruta 199 mil milhões (2012)Red Arrow Up.svg
Finanças públicas
Receitas 1 341 mil milhões (2012)Green Arrow Up.svg
Despesas 1 458 mil milhões (2012)Red Arrow Up.svg
Fonte principal: [[9] CIA World Fact Book]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia da França combina um extenso setor privado com uma intervenção estatal substancial, se bem que em declínio. Grandes áreas de terrenos férteis, a aplicação de tecnologia moderna e subsídios fizeram do país o principal produtor agrícola da Europa Ocidental.

Tem destaque na indústria automobilística, aeronáutica, alimentícia, uma agropecuária intensiva e extensiva. Destacam-se ainda as indústrias mecânicas, elétricas e químicas, com grande concentração de capitais, geralmente situadas perto dos centros urbanos. A França também desenvolveu uma extraordinária tecnologia de ponta no ramo da informática além de eletrônica em geral e aeronáutica. Finalmente destaca-se o crescimento da indústria de armamentos, sendo o país uma potência militar.

Até meados do século XIX, o país era essencialmente agrícola, com importantes atividades artesanais. O desenvolvimento dos transportes, na segunda metade do século XIX, acelerou a concentração de atividades industriais em algumas áreas, principalmente próximas dos grandes centros urbanos.

Após a Segunda Guerra Mundial, mais exatamente a partir de 1950, o governo francês estabeleceu algumas medidas protecionistas de seus produtos frente aos estrangeiros, que foram paulativamente abandonadas à medida que a indústria francesa se modernizava, tornando-se mais competitiva. Durante década de 1970 a produção industrial francesa cresceu mais de 33% porém a partir de 1980 o ritmo de crescimento estabilizou-se.

O país é o 18º no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial.[10] A Crise da dívida pública da Zona Euro tem afetado o país, que tomou medidas de austeridade.[11]

Indústria[editar | editar código-fonte]

No fim do século XX, a França era a quarta nação industrial do planeta, depois dos Estados Unidos, Japão e Alemanha. O processo de forte industrialização tomou iniciativa, depois da segunda guerra mundial, com o apoio decisivo do governo, que também incentivou a fusão de pequenos grupos empresariais, o que resultou em maior concentração industrial do país.

Hoje em dia a economia da França torna-a na quinta nação mais rica do planeta em termos de PIB nominal, atrás dos Estados Unidos da América, da China, do Japão, da Alemanha, e à frente do Reino Unido, segundo projeções do FMI em 2009. São de capital francês empresas como Accor, Air France, Air Liquide, Alcatel, Alstom, Areva, Aventis, Axa, BNP Paribas, Bouygues, Carrefour, Champion, Citroën, Danone, EDF, Elf, FNAC, France Telecom, Leroy Merlin, Michelin, Peugeot, Renault, Saint Gobain, Suez, Thales, Thomson, Total e Vivendi, etc.

Por esse motivo, da enorme riqueza que faz da França uma das nações da "elite" mundial, podemos dizer sem dúvida alguma que a França é um dos países mais industrializados do mundo, seus produtos se espalham por lojas e casas de todo o planeta. Um dos setores que movimentam a economia da França em grande escala, sem dúvida nenhuma, é o turismo, fazendo da França o país que mais recebe turistas por ano (70 milhões de visitantes), que depositam no país dezenas de milhares de milhões de dólares. Alguns dos principais produtos exportados pela França são seus vinhos, perfumes e culinária.

Principais produtos da França[editar | editar código-fonte]

Agricultura: trigo, batata-doce, milho, cevada, uva, batata, frutas, aveia, girassol, hortaliças, beterraba, tabacos e vinhos.

Pecuária e Pesca: Bovinos, suínos, ovinos, caprinos; bacalhau, badejo, sardinha.

Mineração: Carvão, ferro, sais de potássio, bauxita, zinco, chumbo, ouro, petróleo, gás natural, gipsita e aço

Indústria: Produtos siderúrgicos, químicos, alumínio, cimento, automóveis, aeronaves, máquinário, metalúrgia e produtos de alta tecnologia

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Bandeira da França França
Bandeira • Brasão • Hino • Cinema • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Turismo • Imagens