Economia do Gana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia de Gana
Plantação de abacaxi em Gana.
Moeda Cedi
Ano fiscal Ano calendário
Blocos comerciais OMC, União Africana
Estatísticas
PIB 83,18 mil milhões(2012) (79º lugar)
Variação do PIB 8,2% (2012)
PIB per capita 3 300 (2012)
PIB por setor agricultura 24,6%, indústria 27,4%, comércio e serviços 47,9% (2012)
Inflação (IPC) 9,1% (2012)
População
abaixo da linha de pobreza
28,5% (2007)
Coeficiente de Gini 0,394 (2006)
Força de trabalho total 11,67 milhões (2012)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 56%, indústria 15%, comércio e serviços 29% (2005)
Desemprego 11% (2000)
Principais indústrias mineração, extração de madeira, manufatura leve, redução de alumínio, processamento de alimentos, cimento, construção de pequenas embarcações
Exterior
Exportações 13,58 mil milhões (2012)
Produtos exportados ouro, cacau, madeira, atum, bauxita, alumínio, manganês, diamantes, hortigranjeiros
Principais parceiros de exportação Países Baixos 11%, Reino Unido 9%, França 6,2%, Estados Unidos 5,9%, Alemanha 4,6%, Bélgica 4,4% 2007
Importações 17,52 mil milhões (2012)
Produtos importados bens de capital, petróleo, alimentos
Principais parceiros de importação Nigéria 15,1%, República Popular da China 14,9%, Reino Unido 5,2%, Estados Unidos 5,1% (2007)
Dívida externa bruta 11,23 mil milhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 8 375 milhões (2012)
Despesas 10 740 milhões (2012)
Fonte principal: [[1] CIA World Fact Book]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia de Gana se fortaleceu graças a uma sólida gestão durante um quarto de século, a um ambiente de negócios competitivo e a reduções persistentes nos níveis de pobreza.[1] Gana é um dos países mais ricos da África tropical, e sua economia se baseia na extração de recursos naturais e na agricultura. Os principais itens exportados são o ouro, madeira e cacau. A moeda do país é o Cedi.

A atividade agrícola contribui com mais da metade do produto interno bruto. O principal produto é o cacau, que responde pela maior parte das exportações. O governo controla a exportação de cacau pela compra de toda a produção a preços muito inferiores do mercado internacional, mas muitos produtores exportam o produto de forma ilegal. Este país também exporta, em menores quantidades, café e banana. Outros cultivos menos importantes são, no norte, batata e mandioca e, no sul, alguns cereais como milho, sorgo e arroz. O gado só é explorado no norte e na região de Accra, onde predominamos rebanhos caprinos e ovinos. A pesca, apesar de pouco desenvolvimento, é suficiente para abastecer o mercado interno, sobretudo o consumo de pescado seco.

Juntamente com a agricultura, a mineração é uma das principais atividades econômicas. País rico em recursos minerais, Gana explora ouro, diamantes, manganês e bauxita. Também possui petróleo, embora em pequena quantidade. A energia elétrica é obtida quase totalmente em centrais hidrelétricas, sobretudo na represa de Akosombo, no rio Volta.

Concentrada na fabricação de alimentos, bebidas, cigarros e produtos químicos, farmacêuticos e metalúrgicos, a indústria absorve cerca da quinta parte da mão-de-obra ganesa. A indústria madeireira também tem certa importância, mas carece da infra-estrutura quanto ao transporte e maquinaria.

A exportação de proutos agrícolas e minerais é importante fonte de divisas. Na década de 1980 a inflação disparou, devido ao grande déficit do orçamento nacional acumulado nos anos anteriores.

A rede de estradas e vias férreas é mais desenvolvida no sul do país. A capital conta com um aeroporto internacional.

Referências

  1. a b CIA. CIA - The World Factbook. Página visitada em 9 de abril de 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Flag-map of Ghana.svg Gana
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens