Economia da Indonésia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia da Indonésia
Rua Thamrin, no centro financeiro de Jakarta.
Moeda Rupia indonésia
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, Associação de Nações do Sudeste Asiático, APEC
Estatísticas
PIB 1237 bilhões (2012) (16º lugar)
Variação do PIB 6,2% (2012)
PIB per capita 5 100 (2012)
PIB por setor agricultura 14,4%, indústria 47%, serviços 38,6%
Inflação (IPC) 4,3% (2012)
População
abaixo da linha de pobreza
11,7% (2012)
Coeficiente de Gini 0,368 (2009)
Força de trabalho total 118 100 000 (2012)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 38,9%, indústria 22,2%, serviços 47,9%
Desemprego 6,1% (2012)
Principais indústrias petróleo e gás natural, têxtil, automóveis, eletrodomésticos, roupas, calçados, mineração, cimento, instrumentos e insumos médicos, artesanato, fertilizantes químicos, madeira aparada, borracha, alimentos industrializados, joalharia, turismo
Exterior
Exportações 187 bilhões (2012)
Produtos exportados petróleo e gás natural, eletrodomésticos, madeira aparada, têxteis, borracha
Principais parceiros de exportação Japão 15,9%, República Popular da China 11,4%, Cingapura 9%, Coreia do Sul 7,9%, Estados Unidos 7,8%, Índia 6,6%, Malásia 5,9% (2012)
Importações 178,5 bilhões (2012)
Produtos importados máquinas e equipamentos, produtos químicos, combustíveis, alimentos
Principais parceiros de importação República Popular da China 15,3%, Singapura 13,6%, Japão 11,9%, Malásia 6,4%, Coreia do Sul 6,2%, Estados Unidos 6,1%, Tailândia 6% (2012)
Dívida externa bruta 251,2 bilhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 164 bilhões (2012)
Despesas 180,9 bilhões (2012)
Fonte principal: [[1] CIA World Fact Book]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$
Mapa das exportações da Indonésia em 2006.

Indonésia, uma vasta nação poliglota, tem resistido à crise financeira global de modo relativamente calmo devido ao motor principal de seu crescimento econômico ser o consumo interno. O crescente investimento realizado tanto por investidores locais quanto por estrangeiros, também é um dos sustentáculos do sólido crescimento. Apesar do crescimento da economia ter caído dos mais de 6% em 2007 e 2008 para os 4,5% em 2009, ele já retornou em 2010 ao patamar dos 6% em 2011[1] . O país é um dos primeiros países exportadores de petróleo, estanho e borracha do mundo. A maior parte de sua população continua vinculada à agricultura de subsistência, à pesca e à exploração florestal. Os negócios ou as empresas industriais em mãos de indonésios têm sido tradicionalmente poucos, e a produção centrava-se em artigos para a exportação. No começo da década de 1960 o governo, para corrigir o balanço de uma economia colonial, nacionalizou as empresas estrangeiras. Com as políticas de estabilização governamentais e com grandes somas de dinheiro procedentes de ajuda do exterior, a economia indonésia, que quase caiu na bancarrota antes de 1966, começou a mostrar sintomas de uma forte recuperação.

O país faz parte do tratado internacional chamado APEC (Asia-Pacific Economic Cooperation), um bloco econômico que tem por objetivo transformar o Pacífico numa área de livre comércio e que engloba economias asiáticas, americanas e da Oceania.

Referências

  1. a b CIA. The World Factbook. Visitado em 3 de novembro de 2013.


Flag-map of Indonesia.png Indonésia
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens