Economia do Quirguistão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia do Quirguistão
Moeda Som quirguiz
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, CEI, ECO, EURASEC
Estatísticas
PIB 13,47 mil milhões(2012) (145º lugar)
Variação do PIB 1% (2012)
PIB per capita 2 400 (2012)
PIB por setor agricultura 20,2%, indústria 27,3%, comércio e serviços 52,5% (2012)
Inflação (IPC) 4% (2012)
População
abaixo da linha de pobreza
33,7% (2011)
Coeficiente de Gini 0,334 (2007)
Força de trabalho total 2 344 000 (2007)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 48%, indústria 12,5%, comércio e serviços 39,5% (2005)
Desemprego 8,6% (2011)
Principais indústrias pequenas máquinas, têxteis, processamento de alimentos, cimento, calçados, troncos serrados, refrigeradores, móveis, motores elétricos, ouro, metais de terras raras
Exterior
Exportações 2 294 milhões (2012)
Produtos exportados algodão, , carne, tabaco, mercúrio, ouro, urânio, gás natural, energia hidrelétrica, máquinas, calçados
Principais parceiros de exportação Uzbequistão 25,3%, Rússia 22,1%, Cazaquistão 20,1%, China 7,8%, Afeganistão 5%, Turquia 4,2% (2011)
Importações 4 272 milhões (2012)
Produtos importados petróleo e gás natural, máquinas e equipamentos, produtos químicos, alimentos
Principais parceiros de importação China 59,7%, Rússia 13,9%, Cazaquistão 5,2% (2011)
Dívida externa bruta US$ 3 666 milhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 1 741 milhões (2012)
Despesas 2 223 milhões (2012)
Fonte principal: [[1] CIA World Fact Book]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia do Quirguistão, um país pequeno, pobre e montanhoso, é predominantemente agrícola. Trigo, batatas, beterrabas, algodão, , tabaco, frutos, carne de vaca e de carneiro são os principais produtos agrícolas, sendo o algodão, a lã e a carne as principais exportações. As exportações industriais incluem ouro, mercúrio, urânio e electricidade.

O mercado de Dordoy em Bisqueque.

O Quirguistão tem sido um dos países da ex-União Soviética mais entusiastas na realização de reformas económicas na transição para uma economia de mercado. Depois de um programa de estabilização económica bem sucedido, que baixou a inflação de 88% em 1994 para 15% em 1997, as atenções viraram-se para o estímulo ao crescimento. A maior parte das empresas estatais foram vendidas. As quedas na produção foram severas depois da dissolução da União Soviética em 1991, mas em meados de 1995, a produção começou a recuperar e as exportações começaram a aumentar. Os reformados, os desempregados e os empregados do estado com salários muito baixos continuam a passar grandes dificuldades. A assistência internacional desempenhou um papel importante na recuperação económica do país. O governo tomou uma série de medidas para combater problemas severos com uma dívida externa excessiva, com a inflação, com um sistema fiscal inadequado e com os efeitos das convulsões económicas na Rússia. O Quirguistão alcançou um crescimento robusto todos os anos desde 1999.

Referências

  1. CIA. The World Factbook. Consultado em 9 de abril de 2013
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Economia do Quirguistão
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.