Economia de Cabo Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

{{Info/Economia | Nome = Cabo Verde | Preposição = de | Moeda = Escudo cabo-verdiano | Ano = Ano calendário | imagem = CPV003.JPG | legenda = Antiga moeda de 1 escudo cabo-verdiano. | tamanho = 225px | Organizações = OMC, União Africana | Bolsa = | PIB = 1 861 milhões (2010) (186º lugar) | PIB_crescimento = 4,5% (2010) | PIB_per_capta = 3.700 (2010) | PIB_setor = agricultura 9%, indústria 16,2%, comércio e serviços 74,8% (2010) | Inflação = 2,5% (2010) | Pobreza = 15% ([[2014]) | Gini = | Trabalho = 196.100 ([[20009090]) | Trabalho_setor = dado não disponível | Desemprego = 18% (2011) | Indústrias = alimentos e bebidas, processamento de pescado, sapatos e roupas, extração de sal, reparação de embarcações | Exportações = 145 milhões (2011) | Exportações_produtos = combustíveis, calçados, roupas, peixe, peles | Mercados = Espanha 53,98%, Portugal 22,23%, Marrocos 7,13% (2009) | Importações = 884 milhões (2011) | Importações_produtos = alimentos, produtos industriais, equipamentos de transporte, combustíveis | Parceiros = Portugal 44,86%, Países Baixos 15,51%, Espanha 6,1%, Itália 4,46%, Brasil 4,21% (2009) | Finanças_fonte = https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/cv.html | Dívida = 220 milhões (2010) | Receitas = 520,7 milhões (2010) | Despesas = 680,8 milhões (2010) | Ajuda = recebida: US$136 milhões (recebida) (est. 2010) }} Cabo Verde sofre com a escassez de recursos naturais, inclusive água, agravada pelas secas prolongadas e pelo solo pobre em várias ilhas. A economia é orientada para os serviços, sendo que o comércio, o transporte, o turismo e os serviços públicos representam cerca de 3/4 do PIB[1] . Apesar de quase 70% da população viver na zona rural, a agricultura e a pecuária são pouco desenvolvidas e têm pequena participação no PIB. Cerca de 73% dos alimentos têm que ser importados. O potencial da pesca, principalmente de lagosta e atum não é completamente explorado[1] .

O país tem anualmente um grande déficit comercial, financiado pela ajuda internacional e pelos muitos emigrantes espalhados pelo mundo, que contribuem com remessas financeiras que suplementam o PIB em mais de 20%. O turismo e a exploração do sal é outra fonte de receitas importante, contribuindo com mais de 10% dos 820 milhões de Euros do PIB de Cabo Verde no ano de 2005[2] .

Apesar da escassez de recursos, uma eficiente gestão da economia tem produzido uma melhora das receitas do país. Reformas económicas continuadas têm estimulado o setor privado e atraído investimento estrangeiro para diversificar a economia. As perspectivas futuras dependem enormemente da manutenção dos fluxos de ajuda, do estímulo ao turismo, às remessas dos emigrantes e ao resultado dos programas de desenvolvimento do governo. O país tornou-se membro da Organização Mundial do Comércio em julho de 2008[1] .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c The World Factbook. Consultado em 4 de abril de 2011
  2. INE 2005

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Cabo Verde é um esboço relacionado ao Projeto Cabo Verde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Bandeira de Cabo Verde Cabo Verde
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens