Economia da Lituânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia da Lituânia
Edifícios modernos em Vilnius.
Moeda Litas
Ano fiscal Ano calendário
Blocos comerciais OMC, União Europeia, OSCE
Estatísticas
PIB 64,2 bilhões (2012) (87º lugar)
Variação do PIB 3,5% (2012)
PIB per capita 20.100 (2012)
PIB por setor agricultura 3,3%, indústria 28,5%, comércio e serviços 68,2% (2011)
Inflação (IPC) 4,1% (2011)
População
abaixo da linha de pobreza
4% (2008)
Coeficiente de Gini 35.5 (2009)
Força de trabalho total 1 620 000 (2011)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 14%, indústria 29,1%, comércio e serviços 56,9% (2005)
Desemprego 15,4% (2011)
Principais indústrias máquinas para corte de metal, motores elétricos, televisores, geladeiras, refino de petróleo, construção naval (barcos pequenos), têxteis, alimentos processados, fertilizantes, máquinas agrícolas, equipamentos óticos, componentes eletrônicos, computadores, joias de âmbar
Exterior
Exportações 29,01 bilhões (2012)
Produtos exportados produtos minerais 22%, máquinas e equipamentos 10%, produtos químicos 9%, têxteis 7%, alimentos 7%, plásticos 7%
Principais parceiros de exportação Rússia 15,6%, Letônia 9,7%, Alemanha 8,9%, Polônia 6,7%, Estônia 6,3%, Países Baixos 5,8%, Bielorrússia 4,8% (2011)
Importações 31,41 bilhões (2011)
Produtos importados minerais, máquinas e equipamentos, equipamentos de transporte, produtos químicos, tecidos e roupas, metais
Principais parceiros de importação Rússia 32,1%, Alemanha 9,6%, Polônia 9%, Letônia 6,5%, Países Baixos 4,8% (2011)
Dívida externa bruta 31,37 bilhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 9,8 bilhões (2012)
Despesas 10,1 bilhões(2012)
Fonte principal: [[1] CIA World Fact Book]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A Lituânia tornou-se membro da Organização Mundial do Comércio e ingressou na União Europeia em 1 de maio de 2004.[1] Desde a sua segunda independência, em 1991 e durante muitos anos, o país concentrou a maior parte de seu comércio com a Rússia. Porém, enfrentou uma crise em 1999 devido a opções econômicas inadequadas e devido ao seu despreparo para lidar com a crise russa ocorrida no ano anterior. Após isso, passou a direcionar a maior parte de seu comércio para o Ocidente, ingressando também na OMC.

PIB[editar | editar código-fonte]

5, 2 e 1 litai

Em 2003, 1 ano antes de ingressar na União Europeia, a Lituânia foi o país que teve o maior crescimento dentre os países candidatos a ingressar no bloco no ano seguinte: 8,8%. Em 2004, 7,5% 2005, 8,1 % 2006 (Q. I) ano de entrada na UE, o crescimento do PIB atingiu 6,6%.

Após a entrada na UE, ocorrida em 1 de maio de 2004, o desemprego caiu para 10,6% da população economicamente ativa. Porém muitos analistas dizem que parte disto se deveu à emigração de lituanos para outros países da União Europria desde aquela data. A moeda nacional, o litas (LTL) mantém-se atrelada ao euro desde 2002, a uma taxa aproximada de 3,45 LTL por 1 euro.

Situação EUA[editar | editar código-fonte]

Apesar do crescimento económico do país, muitos vivem ainda numa pobreza abjeta, e a situação não parece melhorar. É visível o aparecimento de uma elite urbana, enquanto a pobreza rural pouco mudou. Segundo o Departamento de Estado dos EUA, o salário mínimo mensal na Lituânia era equivalente, aproximadamente, a US$ 107,50.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b CIA. The World Factbook. Página visitada em 26 de abril de 2013.


Flag-map of Lithuania.svg Lituânia
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens