Gülşehir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Turquia Gülşehir
Zoropassos, Arapsun
 
—  Distrito (ilçe)  —
Vista de Gülşehir
Vista de Gülşehir
Mapa dos distritos da Província de Nevşehir com o distrito de Gülşehir em destaque
Mapa dos distritos da Província de Nevşehir com o distrito de Gülşehir em destaque
Gülşehir está localizado em: Turquia
Gülşehir
Localização de Gülşehir na Turquia
38° 45' N 34° 37' E
Região Anatólia Central
Província Nevşehir
Administração
 - Governador (kaymakam) Süleyman Yıldırım
 - Prefeito (belediye başkanı) Ahmet Erol Ünlüsoy (2009, AKP)[1]
Área [2]
 - Distrito (ilçe) 956 km²
Altitude 885 m (2 904 pés)
População (2009)[3]
 - Distrito (ilçe) 25 269
    • Densidade 26,43/km2 
 - Urbana 8 741
Fuso horário EET (UTC+2)
 - Horário de verão EEST (UTC+3)
Código postal 50900
Prefixo telefónico 0384
Sítio Governo distrital: www.gulsehir.gov.tr
Prefeitura: www.gulsehir.bel.tr
Cerâmica de Gülşehir.

Gülşehir, a antiga Arapsun e Zoropassos, é um distrito (em turco: ilçeler) da região histórica e turística da Capadócia, pertencente à província de Nevşehir e à região administrativa da Anatólia Central da Turquia. Em 2009 a sua população era de 25 269 habitantes, dos quais 8 741 moravam na cidade.

Introdução[editar | editar código-fonte]

A cidade de Gülşehir situa-se na margem sul do Rio Hális (em turco: Kızılırmak, rio vermelho), a cerca de 20 km a noroeste de Nevşehir, e a menos de 30 km do Parque Nacional de Göreme. A cidade já existia no tempo dos hititas, que lhe chamaram Zoropassos. A presença dos hititas na região é atestada ainda hoje pela existência na área de rochas e estelas com inscrições dessa cultura.[nt 1]

O distrito é usualmente referido como o mais verdejante da província, tendo algumas zonas de floresta, nomeadamente junto à aldeia de Eskiyaylacık. O distrito tem alguns recursos minerais, como minas de carvão , pedreiras de mármore e fontes termais.[nt 2]

O distrito tem cinco cidades ou vilas e 28 aldeias, se bem que muitas, principalmente as mais isoladas estejam praticamente desertas. O distrito conta com 31 escolas primárias onde cerca de 250 professores dão aulas a cerca de 4300 alunos.[nt 2]

O nome da cidade alternou entre o atualmente usado Gülşehir, Zoropassos e Arapsun. O nome atual, se bem que tenha sido usado oficialmente no passado, foi oficializado em 1954.[nt 2] Gülşehir significa "cidade das rosas" (em turco, gül é rosa e şehir é cidade). Supostamente o nome provém de um produto da região outrora famoso, a água de rosas.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Os vestígios de ocupação humana mais antigos do distrito, encontrados na caverna de Civelek, que se pode considerar um dos exemplos mais antigos das famosas e peculiares cidades subterrâneas da Capadócia.[5] . Civelek situa-se a norte de Gülşehir e os vestígios mais antigos aí encontrados datam do 5º milénio a.C.

Os hititas chamaram à região Zoropassos e tinham aí diversas fortalezas, das quais restam vestígios de pelo menos duas: Ovaören e Gökçetoprak. Nos séculos X e IX a.C. a região esteve envolvida nas guerras com os frígios. Outros povos e culturas que passaram pela região foram os lídios, os medos, os cimérios, gregos helénicos, romanos, bizantinos, árabes, persas e finalmente turcos, começando nos seljúcidas e acabando nos otomanos.[nt 2]

Entre os séculos III e VIII d.C. Açıksaray foi a capital religiosa do que na atualidade se considera usualmente a Capadócia (historicamente esta região era bem mais extensa e a sua capital, tanto administrativa como religiosa era Cesareia, a atual Kayseri). As perseguições do período iconoclasta acabaria com essa situação.[nt 2]

Os seljúcidas chegaram à região no final do século XI, após a grande derrota dos bizantinos na batalha de Manziquerta em 1071. A Zoropassos seljúcida era um dos centros científicos mais importantes da Anatólia. No século XIII a região esteve sob o domínio do beylik de Mengücek, passando depois, ainda no mesmo século a fazer parte do sultanato seljúcida de Rum, durante o reinado de Aladino Keykubad I.[nt 2]

Locais de maior interesse para o visitante[editar | editar código-fonte]

Açıksaray.

À semelhança do que o seu congénere İbrahim Paşa fez em Nevşehir, o grão-vizir otomano do século XVIII Karavezir Mehmet Seyyid Paşa dotou Gülşehir de várias infraestruturas importantes, nomeadamente uma külliye (complexo religioso e de assistência médica e social), a Karavezir Külliyesi, numa altura em que a localidade tinha apenas 30 casas. Entre as construções de Mehmet Seyyid, algumas integradas na külliye, encontram-se uma mesquita, uma escola, um madraçal (escola islâmica), uma biblioteca, um hamam (balneário turco), um han (estalagem) e seis fontes.[nt 1] Entre outros locais históricos dignos de nota, podem referir-se as cidades subterrâneas de Gümüşkent, Ovaören e Yeşilöz, a mesquita Kizilkaya do século XIII, a mesquita de Aladino de Tuzköy, do século XIV, duas mesquitas otomanas do século XVIII e uma igreja no centro de Gülşehir.[nt 2]

Entre as principais atrações turísticas do distrito encontram-se ainda uma olaria tradicional que funciona numa gruta artificial escavada na rocha[nt 1] , o vale de Çat, com as suas formações geológicas e casas escavadas na rocha, Açıksaray e a Karşı Kilise.[6] [nt 3]

Fresco da Karşı Kilise (igreja de São João Baptista).

O Açıksaray ("palácio de fogo" ou "palácio aberto")[nt 4] é um conjunto de igrejas e mosteiros dos séculos originalmente do VI e VII escavados em chaminés de fada (formações geológicas de forma cónica afilada características da Capadócia) e no subsolo, na prática uma cidade religiosa subterrânea, situada alguns quilómetros a sul de Gülşehir, perto da estrada para Nevşehir.[6]

A Karşı Kilise (igreja de São João Baptista) é uma construção do século XIII[nt 5] escavada na rocha que se situa a 3 km de Açıksaray. Apresenta belos frescos nas suas paredes escuras.[6]

Notas

  1. a b c Artigo «Gülşehir» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).
  2. a b c d e f g Artigo «Gülşehir, Nevşehir» na Wikipédia em turco (acessado nesta versão).
  3. Artigo «Gülşehir» na Wikipédia em alemão (acessado nesta versão).
  4. Artigo «Açıksaray» na Wikipédia em alemão (acessado nesta versão).
  5. Artigo «Johanneskirche (Gülşehir)» na Wikipédia em alemão (acessado nesta versão).

Referências

  1. Gülşehir Belediyesi (em turco). www.yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 2010-07-10.
  2. Districts of Turkey (em inglês). www.statoids.com. Administrative Divisions of Countries ("Statoids") (2 de fevereiro de 2008). Página visitada em 26 de maio de 2010. Cópia arquivada em 26 de maio de 2010.
  3. Address based population registration system (ABPRS) database (2009) (em inglês). www.tuik.gov.tr. TURKSTAT. Página visitada em 2010-07-10.
  4. Gülşehİr Kapadokya: Tanitim (em turco e inglês). sites.google.com/site/gulsehirsitesi. Página visitada em 2010-07-11. Cópia arquivada em 2010-07-11.
  5. Civelek Magarası (Pre-historic Cave) (em turco e inglês). sites.google.com/site/gulsehirsitesi. Página visitada em 2010-07-11. Cópia arquivada em 2010-07-11.
  6. a b c Ayliffe, Rosie; Dubi, Marc; Gawthrop, John; Richardson, Terry. The Rough Guide to Turkey (em inglês). 5 ed. [S.l.]: Rough Guides, Ltd, 2003. 641 pp. ISBN 1-84353-071-6

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gülşehir