Monte Hasan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Monte Hasan (Hasan Dağı)
Coordenadas 38° 8' N 34° 10' E
Altitude 3 253 m
Localização  Turquia, Anatólia Central
Última erupção 6 200 a.C.[carece de fontes?]

O Monte Hasan (em turco: Hasan Dağı; na Antiguidade: Argaios ou Mons Argeiopolis)[nt 1] é um estratovulcão[nt 2] extinto da Turquia, situado na Anatólia Central, na província de Aksaray, junto à província de Niğde, 30 km a sudeste da cidade de Aksaray, 30 km a noroeste de Niğde e 70 km a sudoeste de Nevşehir.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O Monte Hasan tem dois cumes principais, um com 3 253 m e outro com 3 069 m.[1] É a segunda montanha mais alta da Anatólia Central, a seguir ao Monte Argeu (em turco: Erciyes Dağı), que fica a pouco mais de 100 km a nordeste. Uma das caldeiras vulcânicas, com cerca de 5 km de diâmetro, formou-se em 7 500 a.C., um evento que muitos acreditam que foi registado em pinturas do Neolítico, embora tal seja controverso.[nt 2] No entanto, há provas geológicas em como houve erupções já no Holoceno, a época geológica que começou cerca de 9 500 a.C. e vai até ao presente.[2]

Juntamente com as do Erciyes, as erupções Hasan estão na origem da peculiar paisagem geológica da Capadócia. O Hasan contribuiu principalmente para as formações rochosas da Capadócia ocidental, nomeadamente as de Aksaray e do Vale de Ihlara.[nt 1] A montanha cobre uma área de 760 km² e o seu volume é de 354 km³.[1]

Turkey.Mount Hasan001.jpg

Os habitantes do povoado neolítico de Çatalhüyük (6 700 a.C.) , localizado 130 km a este-sudeste da montanha, recolhiam obsidiana das encostas do Monte Hasan, que provavelmente usavam no comércio de bens de luxo com outros povos. Entre as descobertas arqueológicas de Çatalhüyük encontram-se espelhos feitos de obsidiana. A importância do Monte Hasan na cultura de Çatalhüyük está patente naquela que é apontada por muitos historiadores de arte como a primeira pintura paisagística,[nt 2] uma pintura mural com mais de 7 000 anos, que muitos acreditam representar uma erupção do Hasan com as casas da povoação em primeiro plano.[nt 1]

O cume é acessível a pé, requerendo uma caminhada de aproximadamente seis horas. Os melhores pontos de partida para a ascensão ao cume são Helvadere e Karkın. Sendo uma montanha praticamente isolada no meio de um vasto planalto, a vista do cimo alcança uma parte considerável do planalto da Anatólia Central, o Lago Tuz, a Capadócia e os Montes Tauro.[nt 2]

Fontes

  1. a b c Artigo «Hasan Dağı» na Wikipédia em alemão (acessado nesta versão).
  2. a b c d Artigo «Mount Hasan» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).

Referências

  1. a b Aydar, Erkan; Gourgaudb, Alain. (outubro 1998). "The geology of Mount Hasan stratovolcano, central Anatolia, Turkey" (em inglês). Journal of Volcanology and Geothermal Research 85 (1-4). Elsevier Science. DOI:10.1016/S0377-0273(98)00053-5. Página visitada em 2010-07-19.
  2. Hasan Dagi (em inglês). www.volcano.si.edu. Global Volcanism Program, Instituto Smithsoniano. Página visitada em 2010-07-15. Cópia arquivada em 2010-07-19.

Não usadas diretamente, mas citadas no artigo «Hasan Dağı» na Wikipédia em alemão (acessado nesta versão):

  • Meece, Stephanie. (2006). "A Bird's Eye View - of a Leopard's Spots: The Çatalhöyük 'Map' and the Development of Cartographic Representation in Prehistory." (em inglês). Anatolian Studies (6): 1-6.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Monte Hasan
Ícone de esboço Este artigo sobre vulcões é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.