Get Him to the Greek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Get Him to the Greek
É Muito Rock, Meu! (PT)
O Pior Trabalho do Mundo (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2010 • cor • 109 min 
Direção Nicholas Stoller
Produção Judd Apatow
Joshua Blake
Nicholas Stoller
David Bushell
Rodney Rothman
Roteiro Nicholas Stoller
Baseado em Personagens de
Jason Segel
Elenco Jonah Hill
Russell Brand
Elisabeth Moss
Rose Byrne
Diddy
Colm Meaney
Gênero Comédia
Idioma Inglês
Música Lyle Workman
Cinematografia Robert Yeoman
Edição William Kerr
Michael Sale
Estúdio Relativity Media
Spyglass Entertainment
Apatow Productions
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 4 de junho de 2010
Brasil 16 de julho de 2010
Portugal 29 de julho de 2010
Orçamento US$40 milhões[1]
Receita US$91,261,479[2]
Cronologia
Último
Último
Forgetting Sarah Marshall
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Get Him to the Greek (br: O Pior Trabalho do Mundo / pt: É Muito Rock, Meu!) é um filme de comédia de música rock estadunidense de 2010 escrito, produzido, e dirigido por Nicholas Stoller e estrelado por Jonah Hill e Russell Brand. O filme foi lançado em 4 de junho de 2010 nos Estados Unidos, 16 de julho no Brasil e 29 de julho em Portugal. Get Him to the Greek é uma spin-off sequência do filme de 2008 de Stoller Forgetting Sarah Marshall, reunindo diretor Stoller com as estrelas Hill e Brand. Brand reprisa seu papel como personagem Aldous Snow de Forgetting Sarah Marshall, enquanto Hill tem um personagem inteiramente novo. O filme também é estrelado por Elisabeth Moss, Rose Byrne, Colm Meaney e Sean Combs.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Aaron Green (Jonah Hill) faz as coisas acontecerem. O ambicioso jovem de 24 anos de idade precisa tomar um rumo em sua carreira e teve a idéia de organizar o show de 10 anos de carreira e acompanhar o astro do rock de Londres para o show em Los Angeles. Aldous Snow (Russell Brand) é um músico brilhante, mas seu temperamento forte e o abuso de drogas e álcool o levam a se tornar uma pessoa insuportável e a grande chance da vida de Aaron se transforma em um pesadelo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Jonah Hill promovendo o filme em Austin, Texas, em maio de 2010.

Participações[editar | editar código-fonte]

Amigos de Russell Brand, Karl Theobald, Greg "Mr Gee" Sekweyama e Jamie Sives também aparecem no filme.

Produção[editar | editar código-fonte]

Devenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Uma semana após o lançamento de Forgetting Sarah Marshall, Universal Studios anunciou um novo Get Him to the Greek, reunindo Jonah Hill e Russell Brand com roteirista/diretor Nicholas Stoller e produtor Judd Apatow.[3] Variety inicialmente anunciou o projeto se concentrará em "recém saído da faculdade e ajustador de seguros (Hill), que é contratado para acompanhar uma estrela do rock fora de controle (Brand) de Londres para um show em Greek Theatre em Los Angeles".[3] Em julho de 2008, Brand mencionou que ele estaria reprisando seu papel Aldous Snow de Forgetting Sarah Marshall, em um novo filme de Apatow em que o personagem estava de volta às drogas.[4] Em uma entrevista com CHUD.com, Apatow viria a revelar que Get Him to the Greek foi realmente um spin-off de Forgetting Sarah Marshall com Brad novamente interpretando um Aldous Snow já não-sóbrio enquanto em uma entrevista diferente Nicholas Stoller disse que Jonah Hill vai interpretar um personagem diferente chamado Aaron Green, um jovem executivo de música.[5] [6]

Filmagem[editar | editar código-fonte]

Filmagem em Cavendish Square, London.

Enquanto Russell Brand filmava na Paramount Pictures, se preparou para apresentar os MTV Video Music Awards 2008, ele se aproximou de Christina Aguilera, Pink, e Katy Perry para que elas fizessem aparições em Get Him to the Greek.[7] [8]

Os ensaios começaram em 27 de abril de 2009 e as filmagens começaram em 12 de maio do mesmo ano. O filme foi rodado em Nova York, Las Vegas, Nevada, Los Angeles e London.[5] Enquanto filmava em Trafalgar Square, Brand foi empurrado em uma fonte por um transeunte.[9]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu críticas positivas. Rotten Tomatoes dá ao filme uma pontuação de 73% com base em 190 comentários, com uma pontuação média de 6.3/10[10] O consenso crítico é: "Graças a um script adequadamente atrevido e um par de performances vencedoras de Jonah Hill e Russell Brand, Get Him to the Greek é uma das comédias mais engraçadas do ano".[10] No Metacritic, o filme tem uma pontuação de 65 em 100, com base em 39 críticos, indicando "avaliações favoráveis".[11]

Roger Ebert do Chicago Sun-Times deu ao filme três de quatro estrelas, dizendo que "sob a capa de pastelão, piadas baratas, humor atrevido, gross-out comédia física e pura exploração, Get Him to the Greek, também é fundamentalmente um filme sonoro".[12]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Em sua semana de estréia, o filme estreou em #2 atrás de Shrek Forever After com um bruto de $17,570,955.[13] O filme caiu para a quarta posição na semana seguinte com um bruto de fim de semana de $10,100,000. No Reino Unido, Get Him to the Greek abriu em #1 arrecadando £1,569,556 em sua primeira semana antes de cair para o # 2 na semana seguinte com lucros de £1,048,898. Ele recolheu $60,974,475 nos Estados Unidos e Canadá bem como $30,287,004 no exterior elevando seu total mundial de $91,261,479.[2]

Home media[editar | editar código-fonte]

Um duplo disco e um disco sem censura e versão do cinema do filme foi lançado em DVD e Blu-ray Disc em 28 de setembro de 2010.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Get Him to the Greek: Soundtrack
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 1 de junho de 2010
Duração 46:10
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Universal Republic


Kim Garner, o vice-presidente sênior de marketing e desenvolvimento de artista da República Universal, disse que a marca e a Universal Pictures "sentiu muito fortemente sobre fazer algo assim em oposição a uma trilha sonora tradicional", e que "queria liberá-lo como se fosse um álbum da banda de rock de verdade".[14]

Lista de Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Artist Duração
1. "Just Say Yes"   Infant Sorrow 2:18
2. "Gang of Lust"   Infant Sorrow 2:03
3. "Furry Walls"   Infant Sorrow 3:07
4. "Going Up"   Infant Sorrow 4:06
5. "Bangers, Beans and Mash"   Infant Sorrow 3:32
6. "The Clap"   Infant Sorrow 2:44
7. "I Am Jesus"   Infant Sorrow 2:39
8. "Riding Daphne"   Infant Sorrow 3:28
9. "F.O.H."   Infant Sorrow 3:52
10. "Yeah Yeah Oi Oi"   Infant Sorrow 2:52
11. "African Child (Trapped in Me)"   Infant Sorrow 3:06
12. "Little Bird"   Infant Sorrow 3:24
13. "Searching for a Father"   Infant Sorrow 3:43
14. "Supertight"   Jackie Q featuring Aldous Snow 2:37
15. "Ring Round"   Jackie Q 2:25

Referências

  1. Fritz, Ben. "Movie projector: 'Get Him to the Greek' and 'Killers' aiming for No. 2 against 'Shrek'", Los Angeles Times, Tribune Company, June 3, 2010. Página visitada em June 4, 2010. “Greek cost Universal and its financing partners Relativity Media and Spyglass Entertainment about $40 million to make.”
  2. a b Get Him to the Greek Box Office Mojo boxofficemojo.com Amazon.com. Visitado em 2010-09-14.
  3. a b Siegel, Tatiana. "Apatow, Stoller speak 'Greek'", Variety, April 22, 2008. Página visitada em 2008-07-31.
  4. Brand's Booky Wook not a Filmy Wilm The Press Association (July 7, 2008). [ligação inativa]
  5. a b Exclusive Nick Stoller Interview Collider.com (2008-12-17). Visitado em 2011-08-24.
  6. Faraci, Devin (July 29, 2008). Spinning off from sarah marshall Cinematic Happenings Under Development.
  7. Christina Aguilera Kissed Russell Brand? Aguilerabuff.com (2008-09-07). Visitado em 2011-08-24.
  8. Hogan, Dave (September 10, 2008). Brand: MTV want me back next year The Sun. Visitado em May 29, 2011.
  9. Firth, Niall. "That's not in the script: Russell Brand pushed into fountain by passer-by while filming movie", August 8, 2009.
  10. a b Get Him to the Greek Movie Reviews, Pictures Rotten Tomatoes. Visitado em 2010-07-11.
  11. Get Him to the Greek (2010): Reviews CBS Amazon.com. Visitado em 2010-05-05.
  12. Roger Ebert. "Ebert reviews Get Him to the Greek".3 de 4 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar empty.svg
  13. "Shrek" laughs its way past two new comedies yahoo.com (2010-06-06). Visitado em 2010-06-06.
  14. Harding, Cortney (June 11, 2010). Russell Brand Is A Man of Infant Sorrow Billboard Prometheus Global Media. Visitado em November 16, 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]