Herói da União Soviética

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Herói da União Soviética
Hero of the USSR.png
Classificação
País  União Soviética
Criação 16 de abril de 1934
Tipo Título Honorário
Agraciamento soviéticos e estrangeiros
Condição abolida
Histórico
Primeira concessão 30 de abril de 1934
Última concessão 24 de dezembro de 1991
Premiados 12.775
Hierarquia
Inferior à nenhuma
Equivalente à Herói da Federação Russa (atualmente)
Ordem de Lenin (até 1991)
Superior à Ordem da Revolução de Outubro

Herói da União Soviética (russo: Герой Советского Союза, Geroy Sovetskogo Soyuza) era o maior título honorário e o grau superior de distinção da União Soviética.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Incluía a Ordem de Lenin, que simbolizava os futuros benefícios promovidos pelo condecorado com a medalha, e como sinal de excelência, a medalha da estrela dourada com o certificado de feitos heróicos (gramota) do Presidium do Soviete Supremo da URSS.[1] Se a pessoa tivesse recebido várias condecorações de Herói, a Ordem de Lenin era entregue somente uma vez, com algumas exceções posteriormente.

A comenda também incluía benefícios materiais ao recipiente e seus parentes. Em caso de morte do herói, seus dependentes recebiam uma pensão; tinham prioridade nas listas de moradia, 50% de abatimento no preço dos aluguéis, transporte grátis em ônibus, benefícios médicos e de entretenimento, entre outros.[1]

Em prestígio, era equivalente à Ordem de Lenin, e todos que eram condecorados como heróis também recebiam a ordem, mas o contrário não acontecia, já que a ordem simbolizava a continuidade de feitos a favor da humanidade, enquanto a medalha de herói simbolizava um feito heróico em si.

História[editar | editar código-fonte]

A condecoração foi instituída em 16 de abril de 1934.[2]

O número total de pessoas que receberam este título é 12.775. A grande maioria deles recebeu durante a Segunda Guerra Mundial (11635 Heróis da União Soviética, 101 duas vezes Heróis, 3 três vezes Heróis, e duas quatro vezes Heróis). Um famoso heróis de guerra foi Alexander Matrosov que recebeu a medalha depois de sua morte, por morrer bloqueando uma metralhadora inimiga com seu próprio corpo. Sessenta e cinco pessoas receberam o título por ações relacionadas com a invasão soviética no Afeganistão, que durou desde 1979 até 1989.

Os primeiros a receberem esta medalha foram os pilotos Anatoly Liapidevsky, o recipiente nº1, Nikolai Kamanin, Sigizmund Levanevsky, Vasili Molotov, Mavrikiy Slepnev, Ivan Doronin e Mikhail Vodopianov, que participaram da bem sucedida busca aérea e resgate da tripulação do navio a vapor SS Cheliuskin, que afundou nas águas do Ártico, em 13 de Fevereiro de 1934. Valentina Grizodubova, uma piloto, foi a primeira mulher condecorada.[3]

O franco-atirador russo Vasily Zaitsev é um dos condecorados mais famosos, por seus méritos mostrados no filme Círculo de Fogo.

Dois famosos pilotos de caça soviéticos, Aleksandr Pokryshkin e Ivan Kozhedub foram três vezes Heróis da União Soviética.

As únicas pessoas a receber o título quatro vezes foram Marechal Georgy Zhukov e Leonid Brezhnev. No entanto, o estatuto original da comenda, escrita por Stalin, não previa um quarto título. O título poderia ser ganho três vezes apesar de atos posteriores. Ambos receberam seus quartos títulos em circunstâncias contraditórias ao estatuto original, que continuou sem mudanças até a abolição do título em 1991.

Nos anos 70 a medalha perdeu um pouco do seu valor. Políticos importantes e pessoal militar foram condecorados em seus aniversários, sem atividade heróica imediata. No entanto a primeira quebra de tradição foi feita por Zhukov, quando recebeu sua quarta medalha "por grandes cumprimentos" no seu sexagésimo aniversário em 1 de dezembro de 1956. Existe alguma especulação que esta sua quarta medalha foi conseguida pela sua participação na prisão de Beria em 1953.

Em 1988, o soviete supremo da URSS aboliu a prática da garantir esta medalha mais de uma vez para qualquer pessoa.

Além das pessoas, o título foi recebido por doze cidades (Cidade Herói) como a fortaleza de Brest (Fortaleza Herói) por heroísmo coletivo durante a guerra.

O último a receber este título foi o mergulhador soviético, capitão de terceiro nível Leonid Mikhailovich Solodkov em 24 de dezembro de 1991 pelo cumprimento de tarefas especiais de mergulho. Após o colapso da União Soviética, este título foi sucedido na Rússia pelo título de Herói da Federação Russa, na Ucrânia pelo Herói da Ucrânia e na Bielorrússia pelo Herói da Bielorrússia.

Condecorados notáveis[editar | editar código-fonte]

Postal da Rússia em comemoração aos 75 anos do prêmio

Uma[editar | editar código-fonte]

Duas[editar | editar código-fonte]

Três[editar | editar código-fonte]

Quatro[editar | editar código-fonte]

Condecorados estrangeiros[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Gold Star of a "Hero of the Soviet Union". Página visitada em 05/05/2011.
  2. Prokhorov, Aleksandr Mikhaĭlovich. Great Soviet Encyclopedia, Volume 6. New York: Macmillan, 1982. 594 pp. OCLC 810278
  3. (em russo) Гризодубова Валентина Степановна