Jean-Martin Charcot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-Martin Charcot
Jean-Martin Charcot dando uma aula no Hospital Salpêtrière, em Paris.

Jean-Martin Charcot (Paris, 29 de Novembro de 1825 - † Montsauche-les-Settons, 16 de Agosto de 1893) foi um médico e cientista francês; alcançou fama no terreno da psiquiatria na segunda metade do século XIX. Foi um dos maiores clínicos e professores de medicina da França e, juntamente com Guillaume Duchenne, o fundador da moderna neurologia. Suas maiores contribuições para o conhecimento das doenças do cérebro foram o estudo da afasia e a descoberta do aneurisma cerebral e das causas de hemorragia cerebral.

Durante as suas investigações, Charcot concluiu que a hipnose era um método que permitia tratar diversas perturbações psíquicas, em especial a histeria.

Charcot é tão famoso quanto seus alunos: Sigmund Freud, Joseph Babinski, Pierre Janet, Albert Londe e Alfred Binet. A Síndrome de Tourette, por exemplo, foi batizada por Charcot em homenagem a um de seus alunos, Georges Gilles de la Tourette, assim com o Mal de Parkinson foi nomeado por este médico como homenagem a James Parkinson.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Leçons sur les maladies du système nerveux, em 5 vol., publicados de 1872 a 1883 e 1885-1887;
  • Iconographie de Ia Salpêtrière, de 1876 a 1880;
  • Sur les divers états nerveux déterminés par l'hypnotisation chez les hystériques, 1882
  • Com Paul Richer, Les Démoniaques dans l'art, Delahaye et Lecrosnier, 1887
  • Com Paul Richer, Les Difformes et les Malades dans l'art, Lecrosnier et Babé, 1889
  • La foi qui guérit, Félix Alcan, Paris, 1897


Commons
O Commons possui multimídias sobre Jean-Martin Charcot
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]