Neurocientista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miguel Nicolelis, premiado neurociêntista brasileiro co-diretor do Centro de Neuroengenharia da Duke University.

Um neurocientista (anteriormente também denominado neurobiólogo) é um profissional que estuda o campo científico da neurociência ou qualquer um de seus sub-campos[1] . A neurociência (e também a neurobiologia) é uma disciplina distinta e separada da anatomia, neurologia, fisiologia, psicologia, ou psiquiatria e mais recentemente, têm se desenvolvida em grande parte devido à criação de métodos computacionais e técnicas de neuroimagem mais eficientes e robustos.

Estes cientistas usualmente trabalham em centros de pesquisas em universidades, agências governamentais, ou em indústrias da iniciativa privada.[2]

Formação[editar | editar código-fonte]

Muitas faculdades e universidades ao redor do mundo têm programas de graduação em neurociência[3] , existindo algumas vezes em seus próprios departamentos ou como institutos dentro de algum outro departamento maior. É comum que um curso de neurociência exista próximo à cursos de psicologia, biologia molecular e celular, ou medicina.

Muitas universidades também oferecem cursos de pós-graduação, incluindo mestrado e doutorado, em neurociência e neurobiologia[4] .

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências