Jovens Turcos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Cartão-postal comemorando o dia 24 de julho e a Revolução dos Jovens Turcos; o texto lê: "Viva a pátria, viva a nação, viva a liberdade" em turco otomano e grego, ao lado de um retrato de Enver Paşa.

Jovens Turcos (em turco: Jön Türkler, do francês Jeunes Turcs) era o nome dado a uma coalizão de diferentes grupos que tinham em comum o desejo de reformar o governo e a administração do Império Otomano. Através da revolução que ficou conhecida posteriormente como a "Revolução dos Jovens Turcos", o seu movimento acabou iniciando a chamada Segunda Era Constitucional da história da Turquia. A Primeira Era Constitucional, da década de 1870, fora caracterizada por iniciativas modernizantes do próprio regime, executadas sob pressão dum movimento mais antigo conhecido como Jovens Otomanos.

O movimento dos Jovens Turcos se iniciou em 1889, iniciando-se primeiro entre estudantes militares, e espalhando-se gradualmente para outros setores da população que se opunham à monarquia do sultão Abdülhamid II. De certa forma foram os sucessores do movimento dos Jovens Otomanos. Com a fundação oficial do Comitê para a União e o Progresso, em 1906, partido político que atraiu a maioria dos Jovens Turcos, o movimento conseguiu construir uma rica tradição de contestação, que marcou a vida artística, intelectual e política do final do período otomano (incluindo seu declínio e dissolução).

A chegada ao poder, em 1908, deve ser entendida no contexto da Revolução Russa de 1905.

Os Três Paxás, pertencentes aos Jovens Turcos, governaram o império desde o Golpe de 1913 até ao fim da Primeira Guerra Mundial. Nesse período, os conteúdos otomanistas foram reforçados. O Holocausto dos armênios, em 1916, foi um resultado dessa política de homogeneização cultural.

Ícone de esboço Este artigo sobre História da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.