Método rítmico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Método rítmico
Uma ilustração da tabela. Este método pode ser usado pelas mulheres cujos ciclos menstrual se realizam sempre entre 26 e 32 dias no comprimento.
Informação
Tipo Métodos naturais
Primeiro uso 1999 (padrão atual)
1930 (Knaus-Ogino)
Antigüidade (ad hoc methods)
Taxas de gravidez (falha por ano)
Uso perfeito Padrão atual: 5%
Knaus-Ogino: 9 %
Uso típico 21 %
Utilização
Duração do efeito nenhuma
Reversibilidade Sim
Notas Alto índice de falha, o usuário precisa levar a metodologia à risca
Intervalo clínico nenhum
Vantagens e desvantagens
Proteção contra DST não
Aumento de peso não
Benefícios Sem efeitos colaterais

O método rítmico, mais conhecido como tabelinha ou método de Ogino-Knaus (nome dado devido a Hermann Knaus e Kyusaku Ogino), é um processo contraceptivo que consiste em estimar a data da ovulação, por forma a evitar contactos sexuais durante o período fértil.

Como prever a ovulação?[editar | editar código-fonte]

Para prever o dia da ovulação, observa-se a duração dos 8 últimos ciclos menstruais e anota-se o número de dias do maior e do menor ciclo. Do número de dias do menor ciclo, diminuem-se 14 dias. Do número de dias do maior ciclo, diminuem-se 11 dias. O espaço de dias compreendido entre esses dois números é o período fértil.

Devemos salientar que a ovulação ocorre geralmente 14 dias antes da menstruação e não no 14° dia do ciclo como a maioria pensa e divulga, sendo assim, em mulheres com ciclos com mais de 28 dias a ovulação pode ocorrer após a metade do ciclo e em mulheres com ciclo menor que 28 dias a ovulação ocorreria antes da metade do ciclo, o que alteraria a janela do período fértil, alterando todo o planejamento do casal.

Segurança[editar | editar código-fonte]

O método da tabelinha não é seguro com taxa de falha particularmente elevada do método de 10% por ano, porque a data da ovulação pode variar em virtude de diversos fatores. Em mulheres que têm um ciclo menstrual irregular (em que os intervalos entre a menstruação variam bastante) é especialmente arriscado usar o método da "tabelinha".

Além do risco de gravidez, existe também o risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]