Maratá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Maratá
Bandeira desconhecida
Brasão de Maratá
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 20 de março de 1992
Gentílico Não disponível
Prefeito(a) Fernando Schrammel (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Maratá
Localização de Maratá no Rio Grande do Sul
Maratá está localizado em: Brasil
Maratá
Localização de Maratá no Brasil
29° 32' 56" S 51° 33' 14" O29° 32' 56" S 51° 33' 14" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre IBGE/2008 [1]
Microrregião Montenegro IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Brochier, Montenegro, São José do Sul e Salvador do Sul
Distância até a capital 92 km
Características geográficas
Área 80,354 km² [2]
População 2 527 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 31,45 hab./km²
Altitude 30 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,813 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 39 531,607 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 618,97 IBGE/2008[5]
Página oficial

Maratá é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Foi colonizado por imigrantes alemães na metade do século XIX. São traços marcantes do município a forte cultura germânica ainda presente e sua produção agropecuária.

História[editar | editar código-fonte]

A colonização de município iniciou em 1857, quando imigrantes alemães desembarcados em São Leopoldo, se instalam nas margens do Arroio Maratá, motivados pela beleza do lugar e pela fertilidade do solo.

A principal força econômica da cidade nos seus primeiros anos era a agricultura. Para escoar a rica produção regional chegou a ser implantado por Andréas Kochenborger um serviço de navegação até Porto Alegre, partindo do arroio Maratá e passando pelo, mas acredita-se que esta navegação era feita somente próxima ao rio caí pois o arroio Maratá não é navegável em sua extensão rio Caí. A ferrovia São Leopoldo - Caxias do Sul, finalizada em 1906, foi de grande importância para a localidade, pois a estação implantada no povoado tornou-se um centro de escoamento da produção agrícola da região. Junto com isso veio também o desenvolvimento cultural e educacional, com a notável participação da família Rücker.

Nos anos 70 a via férrea foi desativada e a cidade passou por um período de estagnação que só foi revertido com o início do processo de emancipação. Em 20 de Março de 1992, Maratá se desligou de Brochier e foi criado o novo município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º32'56" sul e a uma longitude 51º33'14" oeste, estando a uma altitude de 30 metros.

Possui uma área de 86,324 km² e sua população estimada em 2004 era de 2 540 habitantes.

Demografia[editar | editar código-fonte]

A composição étnica da população de Maratá é dividida entre alemães (96% da população), e outras etnias (6%). A expectativa de vida ao nascer é de 75,5 anos, a densidade demográfica é de 32,2 hab/km² e o colégio eleitoral conta com 2.145 votantes.

População de Maratá em 2006
Total Urbana Rural
2.443 1.636 807

Economia[editar | editar código-fonte]

A agropecuária é a responsável pela maior parte da produção econômica municipal, com uma fatia de 45% do PIB. Em segundo lugar vem a indústria com cerca de 28%, essa porcentagem é praticamente a mesma do ramo de comércio e serviços, que é de aproximadamente 27% do PIB municipal.

As principais atividades agropecuárias são a criação de frangos e suínos, seguidos pela silvicultura (acácia-negra e eucalipto) e citricultura (laranjas e bergamotas), destacando-se ainda a produção de leite.

O setor industrial é representado principalmente pela Jacob, fabricante da marca Kildare, que emprega atualmente 470 funcionários. Ela representa mais de 90% de toda a arrecadação do setor industrial na cidade. O restante vem do Atelier Maratá, carvoarias, e pequenas indústrias instaladas no município.

A cidade conta com uma incubadora empresarial, um prédio com 375 metros quadrados onde estão instaladas duas empresas. Na mesma área, estão em fase de conclusão as obras de mais dois pavilhões, um de 375 metros quadrados e outro de 200 metros quadrados. Os espaços servirão para atrair novos investimentos.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A Cascata de Maratá em dezembro de 2012.

Maratá conta com interessantes belezas naturais, principalmente cascatas.

Principais pontos turísticos
  • Parque Cascata de Maratá - Localizado há 1,5km do centro da cidade, possui uma cachoeira com aproximadamente 10 metros de altura o banho é proibido (e também não é aconselhável o banho pois produtores de suínos criminalmente derramam o esterco nas águas que formam a queda d´agua).
  • Parque Cascata Vitória - É uma segunda mais alta cascata da região, com aproximadamente 25 metros de altura. Uma pequena hidrelétrica já funcionou no local, idealizada pelos Irmãos Ko Freitag, cujo pai Antônio Ko Freitag foi o primeiro morador da sede do município em 1885. Além da própria cachoeira, existem outras atroções, como a ponte pênsil sobre o arroio, praças infantis e feiras de artesanato na temporada de verão. (o banho também é proibido e desaconselhável pois as águas que formam a queda são oriundas em parte do arroio Brochier e este recebe os esgotos do município vizinho).
  • Cascata de Uricana - É a mais inexplorada da região, distante 4 quilômetros da sede do município.
  • Parque da Oktoberfest - Abrange uma área de 38.000 m² e é onde se realiza a Oktoberfest.
  • Morro Ibiticã - Morro de pedra localizado ao lado da cidade, há uma trilha de 300 metros que leva a seu topo. É ótimo para escaladas e existe uma antiga gruta utilizada por índios na sua encosta (na realidade o morro tomou esta forma pois era uma pedreira da onde eram retiradas lajes e pedras de grês).
Eventos
  • Oktoberfest - É realizada a cada dois anos, sendo a maior expressão das tradições alemãs no local. A festa é animada pela presença de bandinhas características, chope em metro, gastronomia germânica, mostra de artesanato e exposições agropecuárias.
  • Kerbs - É uma festa tipicamente da colônia alemã, sua origem vem das festas realizadas nas igrejas de acordo com o dia do santo padroeiro local. As comemorações se iniciam no sábado e só terminam na terça-feira.
  • Semana do município - Nessa semana são realizadas gincanas coloniais e outras atividades com a participação aberta a todos.
  • Natal no Parque - Todo ano, na véspera de natal, há uma confraternização realizada no parque municipal da oktoberfest e a cidade se ilumina para receber o papai noel, que, para alegria das crianças, realmente aparece.
  • Baile das sociedades de canto - É um encontro realizado anualmente para promover a integração entre diversos grupos corais.
  • Encontros folclóricos alemães - Reuniões promovidas pelo grupo "Vollerschwung" para resgatar e valorizar a cultura alemã. Participam também grupos de outras regiões representando diversas etnias.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.