Marco Valério Messalino (cônsul em 3 a.C.)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Outubro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.

Marco Valério Messalino (em latim, Marcus Valerius Messallinus) foi o filho do político e orador romano Marco Valério Messala Corvino, ao qual se parecia no caráter.[carece de fontes?] Foi cônsul romano em 3 a.C. (751 A.U.C.), junto de Caio Cornélio Lêntulo.[1]

Messalino foi conselheiro do imperador Tibério e jurou lealdade a uma curta idade, também jurou ante duas estátuas de ouro situadas em dois templos, na celebração em Roma dos triunfos em homenagem a Germânico, sob o reinado de Tibério. Casou-se com a sobrinha do imperador César Augusto, Cláudia Marcela Minor, que foi a sua segunda mulher.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Louis Moréri, Le grand Dictionaire historique, ou le mélange curieux de l'histoire sacrée et profane, Suite chronologique des consuls romains [google books]