Mi bemol maior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde julho de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Mi bemol maior
Mi bemol maior
E-flat Major key signature.png
Tonalidade
Relativa Dó menor
Homónima Mi bemol menor
Notas
Mi♭, Fá, Sol, Lá♭, Si♭, Dó, Ré, Mi♭

Mi bemol maior (abreviatura no sistema dos paízes de línguas românicas Mi♭ M e no sistema de paízes de línguas germânicas E♭) é a tonalidade que consiste na escala maior de mi bemol, e contém as notas mi bemol, , sol, lá bemol, si bemol, , e mi bemol. A sua armadura contém três bemóis. A sua tonalidade relativa é dó menor, e a sua tonalidade paralela é mi bemol menor.

Usos[editar | editar código-fonte]

Devido à Sinfonia Heróica (de Ludwig van Beethoven) ser mi bemol maior, esta tonalidade é associada com o heroísmo, ainda que por vezes possa ter um sentimento de doce e romântico, como ocorre na sinfonia n.º 4 de Bruckner, ou ser usada de maneira majestática como no Concerto para saxofone alto e orquestra de cordas.

Esta tonalidade é mais fácil de tocar em metais, que geralmente é um timbre que se usa para dar a ideia de bravura. Asim, são tocadas em mi bemol maior:

Composições clássicas em mi bemol maior[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • David Wyn Jones, "The Beginning of the Symphony," capítulo A Guide to the Symphony editado por Robert Layton. Oxford University Press.


Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.