Si bemol menor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps important square.svg
Este artigo foi marcado como controverso devido às disputas sobre o seu conteúdo.
Por favor tente chegar a um consenso na página de discussão antes de fazer alterações ao artigo.
Si bemol menor
Si bemol menor
D-flat Major key signature.png
Tonalidade
Relativa Ré bemol maior
Homónima Si bemol maior
Notas
Si♭, Dó, Ré♭, Mi♭, Fá, Sol♭, Lá♭, Si♭

Si bemol menor (abreviatura no sistema europeu: Si♭ m; sistema americano: B♭m) é uma escala menor baseada no si bemol, e que consiste das notas si bemol (B♭), (C), ré bemol (D♭), mi bemol (E♭), (F), sol bemol (G♭), lá bemol (A♭) e si bemol (B♭). Sua armadura contém cinco bemóis, e sua escala menor harmônica utiliza um em vez de lá bemol. O modo grego correspondente é o modo eólio sobre a nota Si♭. Sua relativa maior é o ré bemol maior, e sua homônima maior é o si bemol maior. Seu equivalente enarmônico é o lá sustenido menor.

O si bemol menor pode ser considerado, tradicionalmente, um tom 'sombrio'.[1] Alguns solos importantes de oboé nesta tonalidade na literatura orquestral incluem o segundo movimento da sinfonia nº 4 de Piotr Ilitch Tchaikovsky, que retrata "o sentimento que temos quando estamos totalmente sozinhos", nas palavras do próprio Tchaikovsky. O seu primeiro concerto para piano e orquestra também foi feito no tom de si bemol menor.

Na música clássica[editar | editar código-fonte]

Na música popular[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wilfred Mellers, "Round and About in Górecki's Symphony No. 3" Tempo 168 3 (1989): 23
  2. Stevie Wonder - Classic Hits. Visitado em 2008-02-07.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Si bemol menor