Mia Zapata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Mia Zapata (Louisville, Kentucky, 25 de agosto de 1965 - Seattle, Washington, 7 de julho de 1993) foi a vocalista da banda punk de Seattle, The Gits.

Vida e Carreira[editar | editar código-fonte]

Zapata nasceu e foi criada em Louisville, Kentucky. Aos nove anos de idade, Zapata aprendeu a tocar guitarra e piano, e ela acabou crescendo influenciada pelo punk rock, e também por músicos como Bessie Smith, Billie Holiday, Jimmy Reed, Ray Charles, Hank Williams e Sam Cooke.

Em 1983, Zapata se matriculou no Antioch College (localizado em Yellow Springs, Ohio) como uma estudante de artes. Em setembro de 1986, ela e mais três amigos formaram o The Gits, a sua famosa banda de punk rock. Em 1989, se fixou definitivamente em Seattle, Washington. De 1990 a 1991, a banda lançou vários singles bem aclamados através de uma pequena gravadora local. Em 1992, a banda lançou o seu álbum de estreia, o Frenching the Bully. A reputação da banda aumentou gradativamente na cena grunge de Seattle, antes da banda começar finalmente a trabalhar em seu segundo (e último) álbum, o Enter: The Conquering Chicken, que acabou sendo lançado no ano de 1993.

Morte[editar | editar código-fonte]

Em 7 de julho de 1993, por volta das 2:00 horas da madrugada, Zapata saiu do Comet Tavern, localizado no bairro de Capitol Hill, na cidade de Seattle. Ela ficou em um espaço no porão de um apartamento, e por um curto período de tempo, visitou um amigo que vivia no segundo andar. Esta foi a última vez que ela foi vista viva. Ela talvez tenha andado alguns quarteirões no oeste, a caminho do norte (para o apartamento de um amigo), ou talvez tenha decidido apenas voltar para a sua casa que localizava-se mais ao sul).

Ela foi estuprada e morta no distrito central de Seattle. Acredita-se que ela tenha encontrado o seu assassino por volta das 2:15 da manhã. Um empregado do Comet Tavern, local onde ela estava, afirmou que ela estava usando um walkman quando deixou o local. A polícia acredita que Mia Zapata estava andando pelas ruas ouvindo música em seu walkman, e por isso não ouviu o assassino se aproximando.

De acordo com o Unsolved Mysteries, um programa de TV a cabo, um homem (a dois quarteirões de distância) ouviu o grito de Mia Zapata por volta das 3:00 horas da manhã. No entanto, uma mulher encontrou o corpo de Mia Zapata por volta das 3:30 da manhã, no cruzamento da "24th Avenue South" e "South Washington Street", no Distrito Central de Seattle. De acordo com os exames médicos, se Mia Zapata não foi estrangulada, ela acabou falecendo em decorrência de ferimentos internos, provocados por espancamento. Ela tinha apenas 27 anos.

A história e a reconstituição de seu assassinato foram exibidas no programa Medical Detectives, do canal a cabo Universal Channel. O crime ficou sem solução até 2003, quando o seu assassino foi preso e condenado a 36 anos de prisão.

Mia Zapata está enterrada no "Cave Hill Cemetery", em Louisville, sua cidade natal.

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.