Mu Arae b

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mu Arae b
Exoplaneta Lista de exoplanetas
Estrela mãe[1]
Estrela Mu Arae
Constelação Ara
Ascensão reta 17h 44m 08,7s
Declinação -51° 50′ 02,6″
Magnitude aparente 5,15
Distância 50,6 ± 0,2 anos-luz (15,51 ± 0,07 pc)
Tipo espectral G3IV–V[1]
Elementos orbitais[2]
Semieixo maior 1,497 UA
Periastro 1,304 UA
Apoastro 1,689 UA
Excentricidade 0,128
Período orbital 643,25 ± 0,90 dias
1,7611 anos
Argumento do periastro 22,0 ± 7,0°
Semi-amplitude 37,78 ± 0,40 m/s m/s
Características físicas[2]
Massa >1,676 MJ
>533 M
Descoberta
Data da descoberta 12 de dezembro de 2000
Descobridores Butler, Marcy
Método de detecção Espectroscopia Doppler
Estado da descoberta Publicada
Outras designações
HD 160691 b

Mu Arae b (também conhecido como HD 160691 b) é um planeta extrassolar que orbita a estrela Mu Arae. Com pelo menos 1,676 vezes a massa de Júpiter, tem um período orbital de 643,25 dias. Sua descoberta foi anunciada em 12 de dezembro de 2002.[3] Acreditava-se na época que tinha uma órbita altamente excêntrica,[3] mas modelos mais recentes do sistema que incluem quatro planetas dão uma excentricidade menor.[2] Enquanto Mu Arae b é provavelmente um gigante gasoso sem superfície sólida, sua distância orbital média de 1,97 UA coloca-o dentro da zona habitável do sistema. Como resultado, grandes satélites do planeta, se existirem, poderiam conter água líquida e vida. No entanto, eles poderiam não receber luz ultravioleta suficiente para a abiogênese acontecer.[4] Além disso não é claro se luas do tamanho da Terra podem se formar ao redor de um gigante gasoso.[5]

Referências

  1. a b SIMBAD query result - LTT 7053 Simbad. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Página visitada em 5 de setembro de 2012.
  2. a b c Pepe, F.; Correia, A. C. M.; Mayor, M.; Tamuz, O.; Couetdic, J.; Benz, W.; Bertaux, J.-L.; Bouchy, F.; Laskar, J.; Lovis, C.; Naef, D.; Queloz, D.; Santos, N. C.; Sivan, J.-P.; Sosnowska, D.; Udry, S.. (2007). "The HARPS search for southern extra-solar planets. VIII. μ Arae, a system with four planets". Astronomy and Astrophysics 462 (2): 769–776. DOI:10.1051/0004-6361:20066194. Bibcode2007A&A...462..769P.
  3. a b Butler, R. Paul; Tinney, C. G.; Marcy, Geoffrey W.; Jones, Hugh R. A.; Penny, Alan J.; Apps, Kevin. (2001). "Two New Planets from the Anglo-Australian Planet Search". The Astrophysical Journal 555 (1): 410–417. DOI:10.1086/321467. Bibcode2001ApJ...555..410B.
  4. Buccino, Andrea P.; Lemarchand, Guillermo A.; Mauas, Pablo J. D.. (2006). "Ultraviolet Radiation Constraints around the Circumstellar Habitable Zones". Icarus 183 (2): 491–503. DOI:10.1016/j.icarus.2006.03.007. Bibcode2005astro.ph.12291B.
  5. Canup, R., Ward, W.. (2006). "A common mass scaling for satellite systems of gaseous planets". Nature 441 (7095): 834–839. DOI:10.1038/nature04860. PMID 16778883. Bibcode2006Natur.441..834C.
Ícone de esboço Este artigo sobre um planeta extrassolar é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.