Naoto Kan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Naoto Kan
菅 直人
Naoto Kan
菅 直人
Primeiro-Ministro do  Japão
Mandato 4 de junho de 2010
até 30 de agosto de 2011
Antecessor(a) Yukio Hatoyama
Ministro das Finanças do Japão
Mandato 6 de janeiro de 2010
até 4 de junho de 2010
Antecessor(a) Hirohisa Fujii
Sucessor(a) Yoshihiko Noda
Vida
Nascimento 10 de Outubro de 1946 (67 anos)
Ube, Yamaguchi
 Japão
Dados pessoais
Partido Partido Democrático do Japão

Naoto Kan (菅 直人, Kan Naoto?) (Ube, 10 de outubro de 1946) é um político japonês, ocupou o cargo de primeiro-ministro do Japão[1] de 4 de junho de 2010 até que anunciou sua saída em 26 de agosto de 2011[2] .

Em 2010 foi também ministro das Finanças e vice-primeiro-ministro, além de líder do Partido Democrático do Japão, maior partido de oposição da Dieta do Japão de 2002 até 2004. Kan foi também ministro da Saúde e Bem-Estar por um momento na década de 1990. A reunião do partido para a sucessão ocorreu em 4 de junho de 2010 e Kan teve como adversário o ministro das Relações Exteriores Katsuya Okada.[3]

Ministro das Finanças[editar | editar código-fonte]

Em 6 de janeiro de 2010, Naoto Kan foi escolhido por Yukio Hatoyama para ser o novo ministro das Finanças.[4] Em sua primeira entrevista coletiva, Kan anunciou que sua prioridade é estimular o crescimento e tomou a medida incomum de nomear um nível iene-dólar específicos como ideal para ajudar os exportadores e estimular a economia. "Há um monte de vozes no mundo empresarial dizendo que (o dólar) em torno de ¥ 95 é adequado em termos de comércio", disse ele.[5] Hatoyama apareceu para repreender Kan "Quando se trata de câmbio, a estabilidade é desejável e movimentos rápidos são indesejáveis. O governo, basicamente, não deve comentar sobre o câmbio", disse ele a repórteres.[6]

Primeiro-ministro[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2010, Kan emergiu como sucessor de Yukio Hatoyama[7] depois que este anunciou sua renúncia do cargo de primeiro-ministro e líder do PDJ, além da renúncia do maior apoiador de Hatoyama no partido, o Secretário Geral do PDJ Ichiro Ozawa.[8] O ministro das Relações Exteriores, Katsuya Okada, e o ministro dos Transportes, Seiji Maehara, foram também considerados para suceder a Hatoyama imediatamente após a renúncia de Hatoyama, mas ambos logo anunciaram apoio a Kan. Em 4 de junho, Naoto Kan foi eleito Líder do partido governista.[9] Ele foi logo designado primeiro-ministro.[10]

Foi duramente criticado pela sua gerência durante as crises geradas pelo terremoto de 2011 no Japão e do consequente acidente na usina nuclear de Fukushima I. Mesmo passando por um voto de confiança viu sua popularidade cair rapidamente, por isso disse que se afastaria do cargo assim que tivesse seus projetos de lei aprovados. Estes projetos versam sobre o financiamento para reconstrução após o terremoto e o financiamento de energias renováveis. Após a votação destas medidas, divulgou em 26 de agosto de 2011 sua renúncia de primeiro ministro,[11] [12] oficializando a saída no dia 30 de agosto.[13]

Referências

  1. Naoto Kan é o novo primeiro-ministro do Japão Globo.com. (4 de junho de 2010). Página visitada em 4 de junho de 2010.
  2. Com popularidade em baixa, premiê do Japão renuncia ao cargo Folha.com (26 de agosto de 2011). Página visitada em 27 de agosto de 2011.
  3. (em inglês) "Japan’s Premier Will Quit as Approval Plummets" The New York Times'. (2 de junho de 2010). Página visitada em 1 de junho de 2010.
  4. McCallum, Kenneth (6 de Janeiro de 2010). Kan to Take Over as Japanese Finance Chief wsj.com. Página visitada em 6 de Janeiro de 2010.
  5. Takashi Nakamichi. "Kan Calls for Weaker Yen", Wall Street Journal, 7 de janeiro de 2010. Página visitada em 7 de janeiro de 2010.
  6. Nakamichi, Takashi. "New Japan Minister Starts Talking Yen Down", The Wall Street Journal, 8 de janeiro de 2010. Página visitada em 8 de janeiro de 2010.
  7. "Finance Chief Favored as Next Japanese Leader", by Martin Fackler, The New York Times, 3 de junho de 2010. Retirado em 3 de junho de 2010.
  8. "Japan's Premier Will Quit as Approval Plummets", by Martin Fackler, The New York Times, 1 de junho de 2010. Retrieved Retirado em 2 de junho de 2010.
  9. <民主党>新代表に菅直人氏 首相就任へ(毎日新聞) – Yahoo!ニュース Headlines.yahoo.co.jp. Página visitada em 4 de julho de 2010.
  10. "Kan elected prime minister", 4 de junho de 2010.
  11. Kyung Lah (26 de agosto de 2011). Japanese prime minister announces resignation CNN.com. Página visitada em 27 de agosto de 2011.
  12. Justin McCurry (26 de agosto de 2011). Naoto Kan resigns as Japan's prime minister guardian.co.uk. Página visitada em 27 de agosto de 2011.
  13. Naoto Kan efetiva renúncia e deixa Governo japonês vago para o sucessor UOL (29/08/2011 (Brasil)). Página visitada em 30/08/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Yukio Hatoyama
Primeiro-ministro do Japão
2010 - 2011
Sucedido por
Yoshihiko Noda
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Naoto Kan