Oberkommando der Wehrmacht

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira de comando para o comandante do OKW (1938–1941).

O Oberkommando der Wehrmacht ou OKW (Alto Comando da Wehrmacht ou Alto comando das Forças Armadas) era a mais alta instância de planejamento e gerenciamento das forças armadas alemãs durante a Segunda Guerra Mundial.[1]

O OKW, formado em 1938, se decompunha em :

O Marechal Wilhelm Keitel foi o comandante do OKW de 1938 a 1945. Ele prestava contas unicamente a Hitler, de quem recebia as ordens operacionais diretamente, pois Hitler era o Oberster Befehlshaber der Wehrmacht (Comandante supremo das forças armadas) e Oberbefehlshaber des Heeres (chefe do OKH).

Keitel assinou, sob esse título, a capitulação alemã em 8 de maio de 1945.

Alfred Jodl era o Chef des Wehrmachtführungsstabes (Chefe do pessoal operacional) de Keitel.

O OKW foi acusado, mas inocentado, de organização criminosa nos Julgamentos de Nuremberg. Keitel e Jodl, entretanto, foram julgados culpados e condenados à morte por enforcamento.

Referências

  1. G.P. Megargee, "Triumph of the Null: Structure and Conflict in the Command of German Land Forces, 1939-1945," War in History (1997) 4#1 pp 60-80, online.
Ícone de esboço Este artigo sobre Segunda Guerra Mundial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.